Socialismo democrático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.

Socialismo Democrático é uma orientação política que propõe a criação de uma economia democrática descentralizada a partir de movimentos populares, empreendida por e para cidadãos conscientes de seus direitos políticos. Ela surge em oposição a outras correntes que defendem o autoritarismo, totalitarismo partidário, totalitarismo militar e outras ditaduras como meio de transição para o socialismo. Especificamente, essa expressão é usada para distinguir os socialistas favoráveis a uma revolução popular espontânea ou de uma mudança gradual daqueles que defendem o leninismo (revolução organizada instigada e dirigida por um partido de vanguarda global que opera com bases no totalitarismo partidário) e o conservadorismo.

Não é raro o uso do termo como sinônimo de social-democracia, porém os sociais-democratas não necessariamente aceitam esse rótulo. E muitos dos que se autointitulam socialistas democráticos se opõem à social-democracia contemporânea, pois esta apoia o modo de produção capitalista. [1] A expressão "socialismo democrático" é geralmente utilizada em contraposição aos movimentos de caráter totalitário que apoiaram a União Soviética, a República Popular da China, Cuba e outros Estados socialistas durante a Guerra Fria.

Definição[editar | editar código-fonte]

Não existe uma significação clara para o socialismo democrático, sendo que muitos grupos de estudiosos divergem radicalmente sobre a definição do termo. Algumas explicações simplesmente referem como sendo socialismo democrático todas as tendências políticas que seguem uma via eleitoral, reformista ou evolucionista para o socialismo, ao invés de um único caminho revolucionário. [2] Frequentemente essa definição é invocada para distinguir o socialismo democrático do comunismo, como em Democratic Socialism: A Global Survey de Donald Busky,[3] Democratic Socialism and Economic Policy: The Attlee Years, 1945-1951 de Jim Tomlinson, Democratic Socialism: a new appraisal de Norman Thomas, ou em Choose Freedom: The Future of Democratic Socialism de Roy Hattersley.

Mas entre aqueles que usam a expressão de tal modo, o escopo da palavra socialismo pode ser muito vago, contemplando inclusive modelos socialistas compatíveis com o capitalismo. Por exemplo, Robert M. Page, professor de Política Social e Socialismo Democrático da Universidade de Birmingham, aplica o termo “socialismo democrático transformador” para se referir as políticas do governo de Clement Attlee (um Estado de bem-estar social, redistribuição fiscal, alguns estatizações) e “socialismo democrático revisionista” para as implementadas por Anthony Crosland e Harold Wilson:

O mais influente pensador revisionista do Partido Trabalhista, Anthony Crosland..., mencionou que uma forma mais “benevolente” do capitalismo havia surgido após a Segunda Guerra Mundial. De acordo com Crosland, isso revelava a possibilidade de alcançar uma sociedade mais igualitária, sem a necessidade de uma fundamental transformação econômica. Para Crosland, uma forma mais significativa da igualdade poderia ser alcançada se o crescimento derivado, fruto de uma gestão mais eficiente da economia fossem investidos em serviços públicos benéficos aos menos favorecidos, ao invés de uma redistribuição fiscal.[4]

Na verdade, alguns defensores do socialismo de mercado veem o último como sendo uma forma de socialismo democrático.[5]

Eventuais socialistas democráticos notáveis[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Social Democracy Versus Revolutionary Democratic Socialism por J. David Edelstein.
  2. Essa definição foi retirada da seguinte declaração: Anthony Crosland "argued that the socialisms of the pre-war world (not just that of the Marxists, but of the democratic socialists too) were now increasingly irrelevant." (Chris Pierson, "Lost property: What the Third Way lacks", Journal of Political Ideologies (June 2005), 10(2), 145–163 URL: http://dx.doi.org/10.1080/13569310500097265). Outros textos que fazem uso do termo "socialismo democrático" desse modo são: Malcolm Hamilton Democratic Socialism in Britain and Sweden (St Martin’s Press 1989).
  3. tal definição encontra-se nas páginas 7-8.
  4. Tradução livre.The most influential revisionist Labour thinker, Anthony Crosland..., contended that a more "benevolent" form of capitalism had emerged since the [Second World War] ... According to Crosland, it was now possible to achieve greater equality in society without the need for "fundamental" economic transformation. For Crosland, a more meaningful form of equality could be achieved if the growth dividend derived from effective management of the economy was invested in "pro-poor" public services rather than through fiscal redistribution. Robert M Page, "Without a Song in their Heart: New Labour, the Welfare State and the Retreat from Democratic Socialism", Jnl Soc. Pol., 36, 1, 19–37 2007.
  5. Por exemplo, David Miller, Market, State, and Community: Theoretical Foundations of Market Socialism (Oxford University Press, 1990).
  6. Alan Ryan (1981). Bertrand Russell: A Political Life. [S.l.]: Macmillan. p. 87. ISBN 9780374528201. None the less Russell joined the ILP [Independent Labour Party] and declared himself a democratic socialist, then and thereafter. 
  7. Osagyefo Uhuru Sekou (20 January 2014). The radical gospel of Martin Luther King. Al Jazeera America. Retrieved 20 January 2014.
  8. Chris Nineham (2007). The Shock Doctrine Book Review. Socialist Review. Retrieved 11 August 2013.

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.