Sociedad Deportiva Compostela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Compostela
SD Compostela.png
Nome Sociedad Deportiva Compostela
Alcunhas Compos, Esedé, Picheleiros
Fundação 26 de junho de 1962 (58 anos)
Estádio Vero Boquete
(ex-Multiusos de San Lázaro)
Capacidade 13.000
Localização Santiago de Compostela, Espanha
Presidente Antonio Quinteiro
Treinador Yago Iglesias
Patrocinador Cobre San Rafael
Material (d)esportivo Erreà
Competição Segunda División B
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Sociedad Deportiva Compostela é um clube de futebol espanhol, sediado na cidade de Santiago de Compostela, na Galiza.

Fundado em 1962, o clube manda seus jogos no Estadio Vero Boquete de San Lázaro (até novembro de 2018, chamado de Multiusos de San Lázaro), que possui capacidade para 14.000 torcedores. Após terminar a Segunda Divisão espanhola de 1993-94 com o vice-campeonato (atrás do Rayo Vallecano), conquistou o inédito acesso à primeira divisão do Campeonato Espanhol[1], onde jogaria até 1998, quando foi rebaixado após perder na repescagem para o Villarreal no critério do gol fora. Desde então, enfrentou vários problemas financeiros e, na temporada 2002–03, mesmo ficando em 9º lugar, foi punido com o rebaixamento à Segunda División B por não ter pago suas dívidas salariais[2].

O Compostela tornou-se mais conhecido no Brasil em 1996, quando levou um antológico gol de Ronaldo, que na época atuava pelo Barcelona. Após os meias Franck Passi e Mauro García trombarem no meio-de-campo, o Fenômeno foi puxado pelo marroquino Said Chiba, e mesmo assim o driblou, assim como o volante José Ramón e os zagueiros Javier Bellido e William, batendo, em seguida, na saída do goleiro Fernando Peralta. O jogo terminou 5 a 1 para os catalães.

Decadência e recomeço[editar | editar código-fonte]

Chegou a declarar falência ao fim da temporada 2003–04, sendo inclusive rebatizado como Campus Stellae[3]. No entanto, o nome "não pegou", e voltou a se chamar Compostela algum tempo depois. Tendo novamente entrado em processo de falência em 2007, voltou a adotar o nome "Campus Stellae", usando-o até 2011.

Adotando novamente o nome original, disputou a Tercera División (quarta divisão espanhola), após vencer a Preferente Autônoma da Galiza, e depois de 3 temporadas na Segunda División B (terceira divisão), caiu novamente ao quarto escalão do futebo espanhol em 2016–17.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Goleiros
N.º Jogador
1 Uruguai Pato Guillén
13 Espanha Borja Rey
Defensores
N.º Jogador Pos.
4 Espanha Álvaro Casas Capitão Z
6 Espanha David Soto Z
16 Argentina Matías Vesprini Z
19 Espanha Guillermo Torres Z
2 Espanha Cesáreo Seoane LD
3 Espanha Sergio Pereira LD
11 Espanha Jimmy LE
' Espanha Cadete LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
8 Espanha Roberto Baleato V
14 Espanha Samuel Rodríguez V
15 Espanha Joel López V
5 Espanha Bicho M
10 Espanha Josiño M
21 Espanha Pablo Antas M
Atacantes
N.º Jogador
7 Espanha Miki
9 Espanha Primo
17 Espanha Gabri Palmás
18 Espanha Brais Abelenda
20 Espanha Hugo Sanmartín
22 Espanha Juampa
Comissão técnica
Nome Pos.
Espanha Yago Iglesias T

Referências

  1. «El Compostela asciende al cielo de la Primera» (em espanhol). El Mundo Deportivo. 2 de junho de 1994. Consultado em 12 de março de 2014 
  2. SD Compostela, el primer equipo de Galicia; Notas de Fútbol, 20 de dezembro de 2005 (em castelhano)
  3. La Futbolteca (em castelhano)
Bandeira de EspanhaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol espanhóis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.