Sociedade Esportiva Tiradentes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tiradentes (desambiguação).
Tiradentes
SETiradentes.png
Nome Sociedade Esportiva Tiradentes
Alcunhas Tigre, Amarelão da PM
Mascote Tigre
Fundação 30 de junho de 1959 (61 anos)
Estádio Lindolfo Monteiro
Capacidade 8.000
Localização Teresina, PI
Presidente Oseas Canuto
Treinador Paulo Júnior[1]
Patrocinador Imobiliária Metrópole
Material (d)esportivo Rakel Sports
Competição Piauiense - Série A
Ranking nacional 85º
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Sociedade Esportiva Tiradentes é um clube brasileiro de futebol, sediado na cidade de Teresina, capital do estado do Piauí.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de junho de 1959, os subtenentes e sargentos da Polícia Militar do Estado do Piauí decidiram fundar o "Clube Tiradentes dos Subtenentes e Sargentos da Policia Militar do Estado do Piauí". Na época, o comandante da Policia Militar era o coronel Pedro Borges da Silva Filho.

Em 14 de setembro de 1966 o então presidente, Luís Castro Araújo, solicitou filiação à Federação Piauiense de Desportos e o pedido foi deferido em 3 de outubro, passando o representante da PM a disputar competições de esporte amador.

No início de 1972, o coronel Canuto Tupy Caldas (falecido em 2013), comandante da Policia Militar, anunciou que o Tiradentes iria disputar o Campeonato de Futebol Profissional. Logo em sua primeira participação, foi campeão estadual - repetiu o feito em 1974 e 1975, dividindo o troféu com o River. Ainda em 1973, disputou um torneio seletivo que definiria o representante piauiense no Campeonato Brasileiro, juntamente com Flamengo e River; o Tiradentes foi o único time que venceu (2 a 1 no River), garantindo a primeira participação de um clube do estado na competição.

O incidente na boate[editar | editar código-fonte]

Um incidente fez com que o Tiradentes abandonasse o futebol profissional: em junho de 1976, alguns jogadores comemoravam o nascimento da filha do atacante Jorge Costa (ex-Ceará) em uma boate, quando outro atleta do Tigre, Célio Rodrigues, brigou com uma mulher e a agrediu. Ela foi até o corretor de automóveis Jacob Ferreira Lima, que foi até o carro, pegou uma arma e começou a atirar, alvejando o lateral Valdeci e o roupeiro Anastácio. Outros jogadores do Tiradentes foram atrás do corretor, que foi agredido e veio a falecer minutos depois. O caso teve repercussão nacional, porém os envolvidos nunca foram julgados. A última partida do clube foi 6 dias antes, na derrota por 2 a 1 frente ao Comercial de Campo Maior.

Volta aos gramados[editar | editar código-fonte]

Em 1978, o Tiradentes voltou ao futebol profissional, porém o incidente ocorrido em 1976 mexeu com o clube, que não voltaria a repetir o mesmo desempenho dos primeiros anos. Ainda ganharia os campeonatos de 1982 e 1990.

A última participação do clube no Campeonato Piauiense foi em 1995, não se inscrevendo para a edição seguinte. Desde então, mantém as categorias de base e o futebol feminino, com relativo êxito.

Em 2003 o clube disputou a segunda divisão estadual e após 17 anos irá retornar com o futebol profissional masculino para a disputa da segunda divisão do Campeonato Piauiense de Futebol[2].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
PItrophy.png Campeonato Piauiense 5 1972, 1974, 1975,[3] 1982 e 1990
PItrophy.png Torneio Início 1 1981

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2021
Competição Temporadas Melhor campanha Anos P Aumento R Baixa
Piauí Campeonato Piauiense 22 Campeão (5 vezes) 1972-1976, 1978-1992, 1995, 2021
2ª Divisão do Piauiense 2 Vice-campeão (2020) 2003, 2020 1
Brasil Campeonato Brasileiro 5 19º colocado (1973) 1973-1975, 1979, 1983
Série B 4 5º colocado (1972 e 1982) 1972, 1981-1982, 1984
Série C 1 21º colocado (1990) 1990

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Josiel Martins (4 de setembro de 2020). «Tiradentes-PI confirma Paulo Júnior, ex-Flamengo-PI, como técnico da Série B do Piauiense». GloboEsporte.com. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  2. Josiel Martins (1 de setembro de 2020). «Tiradentes-PI confirma participação na Série B do Piauiense e quer anunciar técnico até sexta-feira». GloboEsporte.com. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  3. O título de 1975 foi dividido com o River.
  4. Piauí 100 anos de Futebol. [S.l.: s.n.] 
  5. «Governo do Estado do Piauí». www.ccom.pi.gov.br. Consultado em 29 de março de 2018 
  6. «Governo do Estado do Piauí». www.ccom.pi.gov.br. Consultado em 29 de março de 2018 
  7. «Corinthians 10 x 1 Tiradentes-PI | Campeonato Brasileiro 1983». Futpedia. Consultado em 14 de abril de 2018 
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.