Sociedade de Estudos Bascos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Sociedade de Estudos Bascos (em basco Eusko Ikaskuntza) é uma instituição científico-cultural criada em 1918 pelas Deputações Forais de Álava, Biscaia, Guipúscoa e Navarra com a intenção de «ser um recurso estável e duradouro para desenvolver a cultura basca».[1] Os membros desta entidade estão reunidos em distintas Secções Científicas. Esta é a única instituição com diferentes áreas científicas que tem implantação oficial no País Basco, Navarra e País Basco francês, outorgando, entre outros, o Prémio Manuel Lekuona.

É sediada em São Sebastião, com escritórios e delegações em Baiona, Pamplona, Vitória e Bilbau.

Presidências[editar | editar código-fonte]

  • José Miguel Barandiarán (1978-1991)
  • Gregorio Monreal (1992-1996)
  • Juan José Goiriena de Gandarias (1996-2002)
  • Javier Retegi (Dezembro de 2002-Dezembro de 2008)
  • José María Muñoa (desde 26 de Dezembro de 2008)

Secções Científicas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]