Sociedade do Leão e do Sol Vermelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A bandeira da Sociedade do Leão e do Sol Vermelho

A Sociedade do Leão e do Sol Vermelho do Irão (em persa: جمعیت شیر ​​و خورشید سرخ ایران) foi estabelecida em 1922 e admitida na Cruz Vermelha Internacional e no Movimento Crescente Vermelho em 1923. [1] No entanto, alguns relatam que o símbolo foi introduzido em Genebra, em 1864 [carece de fontes?] [2] Como um contra-exemplo para o crescente e a cruz usados por dois dos rivais do Irã, o Império Otomano (a Turquia dos dias modernos) e a Rússia.

Embora essa alegação seja inconsistente com a história dos Crescente Vermelho, que a história também sugere que o Leão e do Sol Vermelho, como o Crescente Vermelho, podem ter sido concebidos durante a Guerra Russo-Turca (1877-1878). Ele também pode ter sido parcialmente inspirado nas semelhanças entre o Crescente Vermelho e a bandeira otomana.

Em 1980, por causa da associação do emblema com o Shah, a recém-proclamada República Islâmica do Irão substituiu o Leão e do Sol Vermelho pelo Crescente Vermelho, consistente com a maioria das outras nações muçulmanas. Embora o Leão e do Sol Vermelho já tenha caído em desuso, o Irã no passado se reservava o direito de retomá-lo a qualquer momento, as Convenções de Genebra continuam a reconhecê-lo como um emblema oficial, e esse status foi confirmado pelo Protocolo III em 2005, ao mesmo tempo que acrescentou o Cristal Vermelho.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sociedade do Leão e do Sol Vermelho


Ícone de esboço Este artigo sobre o Irã é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.