Socko in Morocco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde janeiro de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Socko in Morocco
 Estados Unidos
1954 •  cor •  6' 20 min 
Direção Don Patterson
Produção Walter Lantz
História Homer Brightman
Música Clarence Wheeler
Companhia(s) produtora(s) Walter Lantz Productions
Distribuição Universal Pictures
Cronologia
Hot Noon (Or 12 O'Clock For Sure) (1953)
Alley to Bali (1954)

Briga em Marrocos (em inglês: Socko In Morocco) é o primeiro curta-metragem de 1954 do Pica-Pau, dublado na década de 60 pela AIC-SP.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O Pica-Pau era soldado em Marrocos. Enquanto o seu superior estava fora, este o incumbiu de proteger a Princesa Salami, já que o Sheik El Rancid (interpretado no desenho pelo Zeca Urubu) jurou roubá-la para seu harém. Quando ele a rouba, o Pica-Pau vai atrás. Chegando lá, ele e Zeca Urubu travam uma disputa; no momento em que perdem a chave, ela vai parar no compartimento onde estava uma pantera, e os dois tentam, mas quando Zeca puxa a chave, ele traz a pantera junto. A história continua, e quase no final, a chave vai parar em cima do harém. Então, o Pica-Pau "toma", por assim dizer, o tapete voador do Zeca Urubu e recupera a chave, salvando a Princesa. Já perto do final, Zeca quer beijar a Princesa Salami, mas ele se assusta ao ver sua aparência e a entrega para o pássaro. O Pica-Pau á vê e retira a máscara do seu rosto revelando ser uma mulher bonita e a beija. Então, Zeca Urubu, sem perceber a verdade, diz: "Eu acho que há gosto pra tudo" e após isso, o Pica-Pau dá a famosa risada.

Ver também[editar | editar código-fonte]