Sofia Filipina de França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sofia Filipa de França)
Ir para: navegação, pesquisa
Sofia Filipina
Princesa de França
Duquesa de Louvois
Retrato por Jean-Marc Nattier, 1748.
Casa Bourbon
Nome completo
em francês: Sophie Philippine Élisabeth Justine de France
Nascimento 27 de julho de 1734
  Palácio de Versalhes, França
Morte 2 de março de 1782 (47 anos)
  Palácio de Versalhes, França
Enterro Basílica de Saint-Denis, Saint-Denis, França
Pai Luís XV de França
Mãe Maria Leszczyńska
Assinatura Assinatura de Sofia Filipina
Brasão


Sofia Filipina Isabel Justina de França (Palácio de Versalhes, 27 de julho de 1734Palácio de Versalhes, 2 de março de 1782), foi uma princesa de França e duquesa de Louvois. Ela foi a filha de Luís XV de França e de Maria Leszczyńska.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Infância em Fontevraud[editar | editar código-fonte]

Sofia era a menos conhecida de suas irmãs, seu nascimento passou quase despercebido depois de tantas filhas que a rainha já tinha dado á luz. Passou a infância na Abadia de Fontevraud junto a suas irmãs Vitória e Luísa Maria.

Sofia retornou a Versalhes quando já tinha alcançado a idade de doze anos.

Vida na corte[editar | editar código-fonte]

De um caráter reservado e tranquilo, Sofia não teve nenhuma influência na corte e deixou-se ser dominada por sua irmã Madame Maria Adelaide, considerado feia e sem espírito, Sua beleza era considerada oposta aos dos retratos de Jean-Marc Nattier, diziam que o pintor a retratou mais jovem e mais bonita.

Foi perdendo sua timidez graças ao leitor de Madame Campan, que durante sua estadia na corte, realizava longas caminhadas com Madame Sofia e conversavam durante horas.

Ela e suas irmãs compartilhavam indignação moral perante os casos extraconjugais de seu pai e sempre se opuseram as favoritas reais, como Madame de Pompadour e Madame du Barry, Sofia muitas vezes interferia na política. Seu pai o rei Luís XV de França lhe deu as residências de Bellevue e Louvois.

Dos dez filhos do casal real, ela era uma das quatro crianças reais que sobreviveram, Sofia morreu no dia 02 de março de 1782, o que causou imensa tristeza em suas irmãs Madame Maria Adelaide e Madame Vitória. Ao invés de fazer uma autópsia, como o de costume, ela pediu para que identificassem a causa de sua morte. Ela pediu a sua irmã, Luísa Maria, que tornou-se carmelita, para orar por ela. Sofia Filipa deixou um comovente testamento a sua irmã.

Como todos os membros da Casa de Bourbon, Sofia foi enterrada na Basílica de Saint-Deniscontudo seu túmulo foi profanado durante a Revolução Francesa que eclodiu sete anos após a sua morte.

"Les Mesdames"[editar | editar código-fonte]

Sofia Filipa formou junto com suas irmãs, Maria Adelaide e Vitória um trio para expulsar da corte a então amante do Rei ,Madame du Barry. As três irmãs foram conhecidas como "Les Mesdames".

Ascensão da Delfina e queda de "Les Mesdames"[editar | editar código-fonte]

Com a subida ao poder da rainha Maria Antonieta a influencia de Madame Sofía na corte caiu totalmente já que ela e suas irmãs não teriam influencia sobre a Rainha, pela recente aparição da Princesa de Lamballe e mais tarde de Yolanda de Polastron, mais conhecida como "Duquesa de Polignac". A perda de influencia fez com que sua morte passasse despercebida em 2 de março de 1782.

Nota[editar | editar código-fonte]