Sofia Pinto Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sofia Mónica Pinto Coelho
Nascimento 18 de novembro de 1963 (53 anos)
Lisboa,
 Portugal
Ocupação Jornalista

Sofia Mónica Pinto Coelho (Lisboa, São Jorge de Arroios, 18 de novembro de 1963) é uma jornalista portuguesa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filha da socióloga Maria Filomena Mónica, enteada do cientista social António Barreto, sobrinha do pintor Luís Pinto Coelho, neta do embaixador Luís Pinto Coelho, prima do cartoonista Luís Pinto Coelho e do político José Pinto Coelho, e ainda prima afastada de Carlos Pinto Coelho, jornalista e apresentador de televisão, falecido em 2010.

Licenciada em Direito, pela Universidade de Lisboa, estreou-se no jornalismo como redatora do Expresso. Em 1992 ingressou na SIC, onde se especializou em temas jurídicos. Coordenou e apresentou o programa Falar Direito, na SIC Notícias, com o qual obteve o Prémio Justiça e Comunicação Social Dr. Francisco Sousa Tavares, atribuído pela Ordem dos Advogados.[1] Na mesma estação coordenou Perdidos e Achados e as reportagens de Condenados, este último sobre os erros da Justiça portuguesa.

Publicou os livros Jornalistas e Tribunais e As Extraordinárias Aventuras da Justiça Portuguesa.[2] Pela reportagem Vinte Anos Depois ganhou o Prémio Especial do Júri no Festival de Cinema de Cartagena de las Índias, na Colômbia.

Da sua relação de vários anos com o também jornalista José Alberto Carvalho tem duas filhas: Rita Pinto Coelho de Carvalho (Lisboa, Santa Maria de Belém, 21 de Dezembro de 1994) e Joana Pinto Coelho de Carvalho (Lisboa, São Domingos de Benfica, 7 de Setembro de 1997). É casada como segunda mulher com o advogado Ricardo de Sá Fernandes, de quem tem um filho, Miguel Pinto Coelho de Sá Fernandes (Lisboa, São Domingos de Benfica, 2 de Abril de 2002).[3]

Referências

  1. a b «Jornalista Sofia Pinto Coelho conta em livro as "Extraordinárias aventuras da Justiça Portuguesa"». ionline.pt. Consultado em 10 de novembro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. «Justiça: Jornalista Sofia Pinto Coelho conta em livro as "Extraordinárias aventuras da Justiça Portuguesa"». aeiou.visao.pt. Consultado em 10 de novembro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. "Anuário da Nobreza de Portugal - 2006", António Luís Cansado de Carvalho de Matos e Silva, Dislivro Histórica, 1ª Edição, Lisboa, 2006, Tomo IV, p. 919
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.