Jorge Frederico da Prússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sofia de Isemburgo)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2014) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pretendente
Jorge Frederico
Príncipe da Prússia
Reivindicação
Título Imperador alemão
Rei da Prússia
Período 26 de setembro de 1994 - presente
Predecessor Luís Fernando da Prússia
Último monarca Guilherme II
Ligação com o último monarca trineto
Vida
Cônjuge Sofia de Isemburgo
Descendência Carlos Frederico
Luis Ferdinando
Emma Maria
Nome completo Jorge Frederico Ferdinando
Casa Hohenzollern
Pai Luís Fernando da Prússia
Mãe Donata Emma de Castell-Rüdenhausen
Nascimento 10 de junho de 1976 (41 anos)
Bremen, Alemanha
Religião Luteranismo

Jorge Frederico da Prússia (nome legal: Georg Friedrich Ferdinand Prinz von Preußen) nascido em 10 de junho de 1976, é o atual chefe da casa de Hohenzollern e pretendente ao trono do Império Alemão e do Reino da Prússia (abolidos[1] em 1918) desde 26 de setembro de 1994. Ele é trineto de Guilherme II da Alemanha,[2] sendo este neto da rainha Vitória, fazendo com que Jorge esteja relacionado com a maioria das casas reais europeias.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Ele foi o único filho homem de Luís Fernando da Prússia, que morreu quando Jorge tinha um ano, fazendo de Jorge o primeiro na linha de sucessão do extinto trono alemão, atrás apenas de seu avô, o monarca titular.

Jorge frequentou escolas de gramática em Bremen e Oldemburgo, e completou sua educação no Colégio Glenalmond, perto de Perth, na Escócia, onde ele passou seus A-levels. Após um período de dois anos no exército alemão, Jorge Frederico estudou economia empresarial na Universidade de Freiberg de Mineração e Tecnologia.

Jorge atualmente trabalha para uma empresa especializada em ajudar as universidades trazer suas inovações ao mercado. Ele também administra a Fundação Princesa Kira da Prússia, fundada por sua avó em 1952. Ele mora perto de Bremen e no Castelo de Hohenzollern.

Casa de Hohenzollern[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Casa de Hohenzollern

Em 26 de setembro de 1994, Jorge Frederico sucedeu a seu avô Luís Fernando da Prússia como pretendente ao trono (sendo também chefe da casa de Hohenzollern). Ele aprendeu a apreciar a história e a responsabilidade de seu patrimônio durante o tempo gasto com o seu avô paterno, que muitas vezes contou-lhe histórias da vida no exílio de seu próprio avô, o último kaiser.

Mesmo que de um trono extinto, Jorge tem uma linha de sucessão, caso venha a falecer ou abdicar de suas reivindicações ao trono alemão. Jorge, assim como seus ancestrais, é luterano, e como descende da rainha Vitória (por mais de uma via), também está na linha de sucessão ao trono britânico, atrás apenas dos descentes do rei Eduardo VII do Reino Unido.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Em 21 de janeiro de 2011, Jorge Frederico anunciou seu noivado com a princesa Sofia Joana Maria de Isenburg[3][4] Sofia nasceu em Frankfurt, na Alemanha Ocidental.[5] Seus pais são Francisco Alexandre, pretendente ao Principado de Isemburgo e sua esposa, a condessa Cristina von Saurma-Jeltsch.[6] Ele é chefe de uma linha católica mediatizada dos príncipes soberanos do Sacro Império Romano-Germânico, que perderam a sua independência em 1815. Sofia tem quatro irmãos: Alexandre, Catarina, Isabel e Vitor, sendo ela a penúltima. Ela cresceu no Castelo Birstein, a residência da família em Hesse. Estudou em uma escola primária em Birstein e na escola de St. Mary, em Fulda. Ela se ​​comprometeu estágios do Bundestag no seu país e em Londres, Hong Kong e Xangai. Estudou administração de empresas na Universidade de Freiburg e na Universidade Humboldt de Berlim, trabalhando em uma empresa que oferecem serviços de consultoria para negócios sem fins lucrativos. Os pais da princesa Sofia são Francisco Alexandre, príncipe de Isenburg e Cristina de Saurma-Jeltsch.[7] A ascendência por parte casal (sendo primos sextos uma vez removidos) de Carlos II, o primeiro grão-duque de Mecklemburgo-Strelitz, irmão de Carlota de Mecklemburgo-Strelitz, rainha consorte de Jorge III do Reino Unido. O pai da princesa Sofia é chefe do ramo sênior do principesco mediatizada Casa de Isenburg, conhecido sob o Sacro Império Romano-Germânico e subseqüente Império Alemão como uma linha de Büdingen-Birstein. Em 1913, o avô de Francisco Alexandre, Francisco José, deixou cair o sufixo Büdingen Birstein do seu título de Fürst von Isenburg.

A princesa tem dois irmãos, o príncipe hereditário Alexandre e o príncipe Vitor, e duas irmãs mais velhas, respectivamente, arquiduquesa Catarina, esposa desde 2004 do arquiduque Martin da Áustria-Este (neto de Carlos I da Áustria), e a princesa Isabel, esposa desde 1998 de Carlos, príncipe de Wied .

Em 20 de janeiro de 2013, Sofia, deu à luz filhos gêmeos, Carlos Frederico Franz Alexandre e Luis Ferdinando Cristiano Alberto, em Bremen. Carlos Frederico, o mais velho dos dois, é o herdeiro aparente.

Ascendência[editar | editar código-fonte]