Solar dos Abacaxis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Solar dos Abacaxis

O Solar dos Abacaxis é um casarão histórico localizado no bairro do Cosme Velho, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. É um dos mais importantes edifícios neoclássicos da cidade.

História e arquitetura[editar | editar código-fonte]

O solar foi construído ao redor de 1843 pelo comendador Borges da Costa, com projeto atribuído a José Maria Jacinto Rebelo, antigo aluno de Grandjean de Montigny e um dos principais arquitetos acadêmicos do Rio de Janeiro de então.

É um raro exemplar híbrido de chalé neoclássico. Da arquitetura acadêmica deriva o desenho do frontão triangular, os cunhais com capitéis estilizados e as estátuas sobre o telhado. Do romantismo arquitetônico deriva o friso decorado e a habitação no ático da casa, sob o telhado de duas águas. Esse ático é ventilado e iluminado por dois grandes janelões e duas pequenas janelas em forma de óculo. Outro aspecto pitoresco da decoração são os abacaxis de ferro forjado sobre os grades das sacadas das janelas do primeiro andar, que deram nome ao edifício.

A partir de 1944, o solar foi habitado por Anna Amélia Carneiro de Mendonça, poetisa e bisneta do comendador Borges da Costa, e seu marido Marcos Carneiro de Mendonça, primeiro goleiro da seleção brasileira de futebol e historiador. O casal transformou o solar num ponto de encontro de artistas e intelectuais da época.

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Solar dos Abacaxis

Ver também[editar | editar código-fonte]