Sona (língua)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sona
Criado por: Kenneth Searight 1935
Emprego e uso: Língua auxiliar internacional
Total de falantes:
Categoria (propósito): Língua artificial
 Língua auxiliar internacional
  Sona
Categoria (fontes): Línguas românicas, germânicas, eslavas, árabes, orientais.
Estatuto oficial
Língua oficial de:
Regulado por:
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2:

A língua sona é uma língua auxiliar internacional criada por Kenneth Searight e descrita num livro publicado em 1935: Sona; an auxiliary neutral language (Londres, K. Paul, Trench, Trubner & Co., Ltd., 1935, LCCN: 35016722).

A palavra Sona (na própria língua sona) significa "(coisa) auxiliar", como indica o título do livro que descreve o idioma.

A ideia de criar o idioma surgiu como resposta à eurocentricidade de muitos idiomas construídos anteriores, bem como o esperanto e o volapük, ou a impraticidade doutros a priori, como o solresol.

Searight incorporou no seu projeto elementos semánticos e estruturais de diversos idiomas, entre eles o japonês, o inglês, o turco, o chinês, o russo, o persa e o árabe, bem como das línguas neolatinas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]