Songun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Songun é a política "militares em primeiro lugar" da Coreia do Norte, que prioriza o Exército Popular da Coreia nos assuntos de Estado e na alocação de recursos. "Militares em primeiro", como princípio, orienta a vida política e econômica no país, além de dominar o sistema político; "uma linha de primeira construção econômica militar" agindo como um sistema econômico; e "ideologia primeiro-militar" servindo como ideologia orientadora.

A Songun eleva o Exército Popular da Coreia dentro da Coreia do Norte como uma organização e como uma função do Estado, garantindo-lhe a posição principal no governo e na sociedade norte-coreanas. Ela orienta a política interna e as relações internacionais da nação.[1] É o quadro principal do governo, que designa as forças armadas como o "supremo repositório de poder". O governo norte-coreano posiciona o Exército Popular da Coreia como o modelo que sociedade como um todo deve seguir.[2] Songun é também o conceito ideológico por trás de uma mudança nas políticas desde 1994, que enfatiza os militares sobre todos os outros aspectos do Estado e da sociedade do país.

Referências

  1. Alexander V. Vorontsov, ‘North Korean Military-first policy: A curse or a blessing?’ Brookings Institution, 26 May 2006, <http://www.brookings.edu/research/opinions/2006/05/26northkorea-vorontsov> 26 de março de 2007.
  2. Jae Kyu Park, "North Korea since 2000 and prospects for Inter Korean Relations" Korea.net, 19 Jan 2006, <http://www.korea.net/News/Issues/IssueDetailView.asp?board_no=11037> 12 de maio de 2007.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Coreia do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.