South African Broadcasting Corporation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
South African Broadcasting Corporation
Empresa de capitais públicos
Atividade Comunicação Social
Fundação 1936
Fundador(es) Governo da África do Sul
Sede Uitsaaisentrum, Joanesburgo
África do Sul
Pessoas-chave Bongumusa Makhathini, Presidente
Mdoda Mxakwe, CEO
Website oficial www.sabc.co.za

A South African Broadcasting Corporation (SABC; conhecida como Suid-Afrikaanse Uitsaaikorporasie, SAUK em africâner; Corporação de Radiodifusão Sul-Africana em português) é o organismo público responsável pelos meios de comunicação públicos da África do Sul. Foi formada por uma lei parlamentar em 1936, substituindo a African Broadcasting Company. Os serviços de teledifusão tiveram início em 1976, sendo a África do Sul um dos países que mais tarde introduziu estes serviços à sua população.[1][2]

Em 2020, explorava 27 canais de rádio e quatro canais de televisão.[3]

Foi alvo de diversas críticas ao longo da sua história, pela interferência política durante o apartheid[4] e em períodos mais tardios[5][6][7][8][9], bem como pela sua gestão económica.[10][11]

Referências

  1. Scharnick-Udemans, Lee-Shae Salma (2017). «A Historical and Critical Overview of Religion and Public Broadcasting in South Africa». Journal for the Study of Religion. 30 (2): 257–280. ISSN 1011-7601. doi:10.17159/2413-3027/2017/v30n2a11. Three contemporary studies about the initial absence and delayed introduction of television in the South Africa mediascape at a time when the medium was common in Africa and around the world 
  2. «The First Ever SABC TV Broadcast in SA». SABC. Television in South Africa was introduced in 1976. Despite being the most economically advanced country in Africa, South Africa was relatively late in introducing television broadcasting to its population. 
  3. «About – SABC – Official Website» (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2020 
  4. «SABC TV 20 years - The Untold Story»
  5. Jacob Phamodi, Sekoetlane. «The rise and fall of public broadcasting in South Africa | DW | 28.04.2016». DW.com (em inglês). Deustche Welle. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  6. Nkosi, Milton (3 de junho de 2016). «Is South Africa's public broadcaster using apartheid tactics?». BBC News (em inglês) 
  7. «SABC gags Mbeki 'unauthorised' documentary - Politics | IOL News | IO…». archive.is. IOL News. 10 de junho de 2006. Consultado em 6 de agosto de 2020. Arquivado do original em 8 de setembro de 2012 
  8. «'Hlaudi Motsoeneng interfered with SABC editorial processes,' commission told». CapeTalk (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2020 
  9. Bateman, Barry. «Motsoeneng interfered in SABC newsroom to protect Zuma, ANC: Pillay». ewn.co.za (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2020 
  10. «SABC debt close to R700m». The Mail & Guardian (em inglês). 22 de agosto de 2018. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  11. Easton, Jonathan (17 de junho de 2019). «'Drowning in debt' SABC on brink of collapse» (em inglês). Digital TV Europe 
Ícone de esboço Este artigo sobre comunicação é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.