Southampton Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde junho de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Southampton
Southampton FC logo.png
Nome Southampton FC
Alcunhas Saints
Fundação 21 de novembro de 1885 (131 anos) (como St. Mary's YMA)
Estádio St Mary's
Capacidade 32.690
Localização Southampton, Inglaterra
Proprietário ChinaJisheng Gao (80%)
Suíça Katharina Liebherr (20%)[1]
Presidente Canadá Ralph Krueger
Treinador Argentina Mauricio Pellegrino
Patrocinador Reino Unido Virgin Media
Material (d)esportivo Estados Unidos Under Armour
Competição Inglaterra Premier League
União Europeia UEFA Europa League
2015–16 7° colocado
Website saintsfc.co.uk
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Southampton FC é um clube de futebol inglês sediado na cidade de Southampton. Compete na Premier League desde a temporada 2012-13.

Conhecido por seus adeptos por "The Saints", o clube recebe os seus adversários no St Mary's Stadium, com capacidade para receber 32.690 espectadores. As suas cores oficiais são vermelho e branco.

Escudo[editar | editar código-fonte]

Originalmente, o clube usou o mesmo escudo utilizado pela cidade. No entanto, durante a década de 1970 foi realizado um concurso em que os adeptos tiveram a oportunidade de desenhar um novo.

O desenho vencedor foi usado por cerca de vinte anos, antes de ser ligeiramente modificado pela agência de design do Southampton, The Graphics Workshop, na década de 1990 devido a problemas com direitos autorais.[2] [3]

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

O Southampton tem como maior rival o Portsmouth, com quem faz o "Dérbi da Costa Sul" ou "Dérbi de Hampshire". Em 139 jogos, foram 56 vitórias dos Saints contra 62 do Pompey, atualmente na League Two, correspondente à quarta divisão inglesa, e em decorrência disto o clássico não é realizado desde 7 de abril de 2012, quando ambos se enfrentaram na Power Championship, terminando com empate por 2 a 2.

Estádio[editar | editar código-fonte]

A equipe manda seus jogos no estádio St Mary's Stadium construido no ano de 2000 e reformado no ano de 2001, fica situado na cidade de Southampton na Inglaterra. O estádio tem capacidade para cerca de 32.690 espectadores.

Fabrica de Talentos[editar | editar código-fonte]

Uma Taça de Inglaterra: é este o único grande troféu que embeleza o palmarés do Southampton, um clube que desde a sua formação, em 1885, nunca se evidenciou pelas conquistas (além da FA Cup só venceu títulos em escalões secundários), mas sim pela excelência das suas camadas de formação. Efetivamente, os saints não revelaram apenas um ou dois grandes jogadores, como ocorre com grande parte dos emblemas britânicos; pelo contrário, deram a "conhecer ao mundo" uma dúzia de futebolistas de eleição, cujo exemplo paradigmático é Gareth Bale. Bem-vindos às camadas de formação do Southampton.

Matthew Le Tissier: Um dos britânicos mais tecnicistas dos últimos anos, Le Tissier é, provavelmente, o melhor jogador da história do Southampton, emblema pelo qual debutou durante 16 temporadas. Goleador, tendo em conta que era centrocampista (161 tentos) destacou-se sobretudo na marcação de grandes penalidades (só desperdiçou uma, no decurso da sua carreira).

Alan Shearer: Porventura o melhor ponta-de-lança inglês de sempre, Shearer revelou-se no Southampton, onde chegou em 1986, com 16 anos. Após quatro épocas nos saints, Alan seria contratado pelo Blackburn Rovers, em primeira instância, e pelo Newcastle, mais tarde. Com 30 golos pela seleção de "Vossa Majestade", é o melhor marcador de todos os tempos da Premier League.

Walcott: Antes de Bale, um fantástico extremo já embriagava os adeptos em St.Mary's: Theo Walcott que, aos 16 anos, já era pedra basilar no esquema deste clube. Com tal preponderância, foi com naturalidade que, em 2006, foi reforço do Arsenal, onde tem evoluído desmesuradamente, tendo-se consagrado como um dos elementos mais importantes dos gunners.

Gareth Bale: Prestes a bater o recorde de montante envolvido numa só transferência (a sua contratação, pelo Real Madrid, ainda não é oficial, mas falam-se em cerca de 100 M€), Bale assumiu-se como um autêntico "diamante" puro no Southampton. Vindo do País de Gales para os ingleses, o "welsh winger" só necessitou de um ano para demonstrar o seu potencial, saindo em 2007 para o Tottenham.

Oxlade-Chamberlain: Mas uma grande pérola saída de St.Mary's, foi contratado pelo Arsenal (que já havia resgatado Walcott) por valores próximos dos 13 M€, com 18 anos, altura em que já era um dos principais destaques dos saints. Ainda jovem (completou recentemente 20 anos), Oxlade tem tudo para suceder a Theo como principal referência dos gunners.

Luke Shaw: Uma das últimos grandes talentos que sairam do St Mary,é este ótimo lateral esquerdo que com 18 anos já jogou uma Copa do Mundo,foi para o Manchester United por 37,50 M €,

Como foi previamente mencionado, a equipa que debuta em St.Mary's nunca teve muito relevo no campeonato inglês. É um dado que causa alguma estranheza, tendo em conta que, supostamente, bons jogadores deveriam significar vitórias. Assim sendo, porque motivo essa "lei" não se aplica ao clube de Mauricio Pochettino? Há várias explicações plausíveis, mas a principal será a saída, demasiado precoce, das jovens estrelas do plantel. De facto, se excetuarmos Le Tissier, que se manteve sempre fiel às mesmas cores, os melhores jogadores de cada "fornada" foram transferidos, quase constantemente, em idades de júnior. Assim foi com Bale (contratado pelo Tottenham com 17 anos), Walcott (igualmente 17 anos) e Oxlade-Chamberlain (18 anos). Estes factos (consequência da incapacidade em manter os atletas), aliados a alguma inconstância na formação (surgem com regularidade futebolista de topo mas o "fosso" para os outros é demasiado grande) são, seguramente, as principais razões para esta desilusão desportiva.

Porém, não se pense que esta situação é irreversível. Pelo contrário, o Southampton, guiando-se no exemplo do Borussia Dortmund (futuramente retratado neste espaço), com um bom técnico (Pochettino é uma boa escolha) e com alguma sorte (é crucial o aparecimento de novas estrelas em várias posições) pode, com um crescimento sustentado, atingir outros voos.

Mosaico feito pela torcida no estádio St Mary's

Títulos[editar | editar código-fonte]

Competição Títulos Temporadas
FA Cup.png Copa da Inglaterra 1 1975-76
Competição Vices Temporadas
Premier league trophy icon.png Premier league/Football League 1 1983-84
Carling.png Copa da Liga Inglesa 1 1978-79
FA Cup.png Copa da Inglaterra 3 1899-00, 1901-02, 2002-03

Outras conquistas[editar | editar código-fonte]

  • Hampshire Senior Cup: (17) 1891, 1892, 1895, 1899, 1901, 1902, 1905, 1907, 1908, 1910, 1914, 1920,'''' ''''1921, 1935, 1940, 1950 e 1976;''''
  • Southern League: (6) 1896-97, 1897-98, 1898-99, 1900-01, 1902-03 e 1903-04''''
  • Football League One: 1959-60
  • Espanha Troféu Cidade de Vigo':' 1983;
  • Inglaterra Football League Trophy: 2010;
  • Inglaterra Football League Third Division South: 1921-22.

Recordes[editar | editar código-fonte]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro Uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2015-16
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
  • 2014-15
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
  • 2013-14
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
  • 2012-13
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
  • 2011-12
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
  • 2010-11
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 24 de agosto de 2017.[4]
Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador lesionado/contundido


Goleiros
Jogador
13 Inglaterra Alex McCarthy
28 Inglaterra Stuart Taylor
44 Inglaterra Fraser Forster
Defensores
Jogador Pos.
3 Japão Maya Yoshida Z
5 Inglaterra Jack Stephens Z
6 Países Baixos Wesley Hoedt Z
17 Países Baixos Virgil van Dijk Z
25 Roménia Florin Gardoș Z
35 Polónia Jan Bednarek Z
2 Portugal Cédric Soares LD
26 França Jérémy Pied LD
21 Inglaterra Ryan Bertrand LE
33 Inglaterra Matt Targett LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
14 Espanha Oriol Romeu V
16 Inglaterra James Ward-Prowse V
18 Gabão Mario Lemina V
23 Dinamarca Pierre Emile Højbjerg V
8 Irlanda do Norte Steven Davis Capitão M
11 Sérvia Dušan Tadić M
19 Marrocos Sofiane Boufal M
22 Inglaterra Nathan Redmond M
38 Inglaterra Sam McQueen M
Atacantes
Jogador
7 República da Irlanda Shane Long
10 Inglaterra Charlie Austin
20 Itália Manolo Gabbiadini
39 Inglaterra Josh Sims
Comissão técnica
Nome Pos.
Argentina Mauricio Pellegrino T

Jogadores Notáveis[editar | editar código-fonte]

Ingleses[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Jogadores do clube em Copas do Mundo[editar | editar código-fonte]

"Jogadores que atuaram em Copas do Mundo que pertenciam ao Southampton."

Schneiderlin faz parte da Seleção Francesa, na Copa do Mundo FIFA de 2014
  • Inglaterra Terry Paine (1966)
  • Irlanda do Norte Kevin Keegan (1982)
  • Inglaterra Chris Nicholl (1982)
  • Inglaterra Peter Shilton (1986)
  • Noruega Egil Østenstad (1998)
  • Equador Agustín Delgado (2002)
  • Inglaterra Wayne Bridge (2002)
  • Suécia Anders Svensson (2002)
  • Trinidad e Tobago Kenwyne Jones (2006)
  • Croácia Dejan Lovren (2014)
  • Inglaterra Adam Lallana (2014)
  • Inglaterra Rickie Lambert (2014)
  • Inglaterra Luke Shaw (2014)
  • Japão Maya Yoshida (2014)
  • Uruguai Gaston Ramirez (2014)
  • França Morgan Schneiderlin (2014)

Referências

  1. Southampton: Chinese businessman Jisheng Gao completes takeover. BBC, 2017.
  2. «The Arms of the City of Southampton». Consultado em 30 de novembro de 2009 
  3. «THE OFFICIAL SITE OF SOUTHAMPTON FC». Consultado em 28 de maio de 2010 
  4. «First Team Profiles» (em inglês). Southampton FC. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]