Soyuz TM-7

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soyuz TM-7
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada Донба́сс (Donbass)
Número de tripulantes 3
Lançamento 26 de Novembro de 1988
15:49:34 UTC
Baikonur LC1
Aterrissagem 27 de Abril de 1989
02:57:58 UTC
140 km SE de Dzhezkazgan
Órbitas ~2 450
Duração 151d 11h 8m 24s
Navegação
Soyuz TM-6 patch.svg Soyuz TM-6
Soyuz TM-8

Soyuz TM-7 foi a sétima expedição à estação orbital Mir. A tripulação da missão incluiu o primeiro cosmonauta da França, Jean-Loup Chrétien, em sua segunda missão espacial, quando se tornou o primeiro não-soviético ou norte-americano a caminhar no espaço.[1][2]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

[1][2]

Lançados
Aterrissaram

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

[1][2]

Pontos altos da missão[editar | editar código-fonte]

A data original da lançamento em 21 de Novembro foi modificada para permitir que o presidente francês François Mitterrand assistisse o lançamento. Chegou na estação Mir levando três tripulantes, incluindo o cosmonauta francês Chrétien em seu segundo vôo ao espaço. Os integrantes da Mir Titov e Manarov, retornaram à Terra na Soyuz TM-6 com Chrétien. Alexandr Volkov, Sergei Krikalev, e Valeri Polyakov permaneceram a bordo da Mir.[1][2]

Em 28 de Abril de 1989, eles deixaram a estação e retornaram à Terra na Soyuz-TM 7. O sistema de aterrissagem da Soyuz-TM é efetivo na redução de velocidade na direção vertical. Porém, de acordo com o cosmonauta Sergei Krikalev, os ventos no local da aterrissagem geralmente causam uma velocidade horizontal considerável. Como resultado, cerca da 80% de todos os módulos de descida da Soyuz costumam pousar deitados. Durante esta aterrissagem brusca, Krikalev sofreu uma pequena lesão no seu joelho.[1][2]

As preparações da primeira atividade extraveicular envolvendo um viajante espacial que não era norte-americano ou soviético forçaram os cosmonautas a reduzir um encontro pela televisão com diplomatas de 47 países em 8 de dezembro. Em 9 de dezembro Chrétien e Volkov despressurizaram o adaptador para a aterrissagem e saíram da Mir. Chrétien foi o primeiro a sair.[1][2]

Ele instalou corrimãos, prendeu o 'rack' de experimentos Échantillons de 15,5 kg ao corrimão por molas e ganchos. Ele também cabos elétricos ligando o rack à fonte de alimentação da Mir. O Échantillons carregava cinco experimentos tecnológicos com aplicações ao programa do ônibus espacial Hermes. Volkov e Chrétien então montaram o experimento de 240 kg e colocaram uma série de corrimãos à ligação da unidade de multiporto à porção de pequeno diâmetro do compartimento de trabalho. Após resolverem problemas com os cabos ligando o experimento ERA a um painel de controle dentro da Mir, ele prenderam a estrutura do ERA a um braço de suporte na plataforma. A estrutura foi projetada para abrir uma estrutura plana com dez lados, com 1 metro de profundidade por 3,8 m de comprimento. De dentro da Mir, Krikalev comandava e estrutura para a abertura, porém sem analisar. Volkov então chutou o ERA, fazendo com que ele abrisse incorretamente. De acordo com Krikalev, levar o ERA para o lado de fora aliviou problemas com superlotação. O EVA durou 5 horas e 57 minutos.[1][2]

O grupo levou com eles um cassete do álbum da banda de rock Pink Floyd Delicate Sound of Thunder (exceto a caixa do cassete box, por razões de peso) e o tocaram em órbita; acredita-se que esta foi a primeira vez em que se ouviu rock no espaço. Membros do Pink Floyd assistiram ao lançamento.[1][2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g h Mark Wade. «Soyuz TM-7». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 22 de julho de 2019 
  2. a b c d e f g h Joachim Becker e Heinz Janssen (27 de agosto de 2018). «Soyuz TM-7». SPACEFACTS. Consultado em 22 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Voos tripulados à Mir Mir insignia

Soyuz T-15 | Soyuz TM-2 | Soyuz TM-3 | Soyuz TM-4 | Soyuz TM-5 | Soyuz TM-6 | Soyuz TM-7 | Soyuz TM-8 | Soyuz TM-9 | Soyuz TM-10 | Soyuz TM-11 | Soyuz TM-12 | Soyuz TM-13 | Soyuz TM-14 | Soyuz TM-15 | Soyuz TM-16 | Soyuz TM-17 | Soyuz TM-18 | Soyuz TM-19 | Soyuz TM-20 | Soyuz TM-21 | STS-71 | Soyuz TM-22 | STS-74 | Soyuz TM-23 | STS-76 | Soyuz TM-24 | STS-79 | STS-81 | Soyuz TM-25 | STS-84 | Soyuz TM-26 | STS-86 | STS-89 | Soyuz TM-27 | STS-91 | Soyuz TM-28 | Soyuz TM-29 | Soyuz TM-30