Soyuz TMA-14

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Soyuz TMA-14
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada земля ("Terra")
Operadora Roscosmos
Espaçonave Soyuz TMA
Número de tripulantes 3
Base de lançamento Baikonur Pad 1/5
Lançamento 26 de março de 2009, 11:49:18 UTC[1]
Cosmódromo de Baikonur
Aterrissagem 11 de outubro de 2009, 04:31:43 UTC[1]
Distrito de Zharkain
Órbitas 3130[1]
Duração 198d 16h 42m 25s[1]
Imagem da tripulação
Da esquerda para direita: Simonyi, Padalka, Barratt
Da esquerda para direita:
Simonyi, Padalka, Barratt
Navegação
Soyuz TMA-13
Soyuz TMA-15

Soyuz TMA-14 foi uma missão da Soyuz à Estação Espacial Internacional (ISS) sendo a 101.ª missão tripulada do programa Soyuz. O lançamento ocorreu em 26 de março de 2009 do Cosmódromo de Baikonur.[2][1][3]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

[2][1][3]

Decolagem[editar | editar código-fonte]

Posição Tripulante Duração Pousou na
Comandante Rússia Gennady Padalka 198d 16h 42m 25s Soyuz TMA-14
Engenheiro de voo Estados Unidos Michael Barratt
Turista espacial Estados Unidos Charles Simonyi 12d 19h 25m 52s Soyuz TMA-13

Pouso[editar | editar código-fonte]

Posição Tripulante Duração Lançou na
Comandante Rússia Gennady Padalka 198d 16h 42m 25s Soyuz TMA-14
Engenheiro de voo Estados Unidos Michael Barratt
Turista espacial Canadá Guy Laliberté 10d 21h 16m 58s Soyuz TMA-16

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

[2][1][3]

Missão[editar | editar código-fonte]

A nave levou os integrantes da Expedição 19 à ISS, o cosmonauta Gennady Padalka e o astronauta Michael Barratt, que comandou a missão de longa duração na estação espacial, além do empresário norte-americano Charles Simonyi, que com este voo tornou primeiro homem a viajar duas vezes ao espaço como turista espacial. A nave ficou acoplada à ISS durante toda a duração das expedições 19 e 20 para servir como veículo de escape de emergência.[2][1][3]

A insígnia da missão Soyuz TMA-14, foi criada a partir de um concurso promovido pela Roscosmos, a agência espacial russa, entre crianças de diversos países que contam com agências espaciais, entre outubro e dezembro de 2008. Em 29 de dezembro, a russa Anna Chibiskova, de 12 anos, natural de Moscou, teve seu desenho escolhido e incorporado à insígnia oficial, derrotando uma norte-americana, uma cazaque e outra russa.[4][5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g h Joachim Becker e Heinz Janssen (20 de abril de 2018). «Soyuz TMA-14». SPACEFACTS. Consultado em 24 de julho de 2019 
  2. a b c d Mark Wade. «Soyuz TMA-14». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 24 de julho de 2019 
  3. a b c d Anatoly Zak (5 de maio de 2012). «Soyuz TMA-14». RussianSpaceWeb. Consultado em 24 de julho de 2019 
  4. «Russian girl creates next Soyuz crew patch». collectSPACE. Consultado em 24 de julho de 2019 
  5. «Child's Drawing Will Become the Logo of the Next Soyuz Space Expedition». NASA. 29 de outubro de 2008. Consultado em 24 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
STS-119
Voos tripulados
Sucedido por
STS-125