Spacca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Spacca na edição de 2017 da Comic Con Experience

João Spacca de Oliveira (São Paulo, 1964), conhecido profissionalmente como Spacca, é um quadrinista e ilustrador brasileiro.

Começou a carreira como ilustrador, entrando para a agência de publicidade Young & Rubicam do Brasil aos 15 anos de idade. Durante quatro anos criou storyboards para filmes publicitários. Em 1983, depois de concluir os curos de desenho de comunicação e comunicação visual, foi trabalhar na produtora Briquet Filmes. Animou o personagem Bond Boca, que protagonizava os comerciais do enxaguatório bucal Cepacol[1].

Estreou como cartunista em 1985, no Pasquim. No mesmo ano, ganhou um concurso para novos talentos do jornal Folha de S. Paulo, para o qual passou a desenhar charges políticas. Também criou ilustrações para o suplemento infantil Folhinha. Deixou o jornal em 1995.

Foi colaborador das revistas de histórias em quadrinhos Níquel Náusea (ao lado de Fernando Gonsales, Newton Foot e outros) e Front. Atuou também como ilustrador de livros infantis e didáticos, além de trabalhar em publicidade.

Em 1990, produziu uma história de uma página sobre o Walt Disney e a criação do Zé Carioca.[2]

Foi um dos quadrinistas convidados para o álbum MSP 50, em que diversos autores recriaram personagens de Maurício de Sousa, o quadrinista produziu uma história protagonizado pelo dinossauro Horácio[3].

Atualmente, cria charges para o site Observatório da Imprensa[4][5].

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Recebeu o Troféu HQ Mix três vezes: duas como melhor desenhista (2005 e 2007) e uma como melhor roteirista (também em 2005)[6].

Em 2005, no Salão Internacional de Humor de Piracicaba, conquistou o primeiro lugar na categoria Charge [7].

Principais obras[editar | editar código-fonte]

Como quadrinista[editar | editar código-fonte]

Como ilustrador[editar | editar código-fonte]

  • O Mário que não era de Andrade, de Luciana Sandroni (Companhia das Letrinhas);
  • O jogo da parlenda, de Heloísa Prieto (Companhia das Letrinhas);
  • A reunião dos planetas, de Marcelo R. L. Oliveira (Companhia das Letrinhas);
  • Vice-versa ao contrário, vários autores (Companhia das Letrinhas).

17 è tov

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.