SpaceX

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SpaceX
SpaceX-Logo.svg
Entrance to SpaceX headquarters.jpg

A sede da SpaceX, em Hawthorne, na Califórnia.
Razão social Space Exploration Technologies Corporation
Tipo Privada
Indústria Aerospacial
Fundação junho de 2002 (15 anos)
Fundador(es) Elon Musk
Sede Hawthorne, Califórnia, EUA
Pessoas-chave Elon Musk
(CEO e CTO)
Gwynne Shotwell
(Presidente e COO)
Tom Mueller
(CTO de Propulsão)
Empregados aprox. 5,000[1]
(Fevereiro de 2016)
Produtos Falcon 9
Dragon
Website oficial www.spacex.com

A Space Exploration Technologies Corporation, ou simplesmente SpaceX, é uma empresa de transporte espacial dos Estados Unidos, sediada em Hawthorne, na Califórnia. Ela foi fundada em 2002 por Elon Musk, cofundador da PayPal, com o objetivo de criar tecnologias capazes de reduzir os custos com trasporte espacial, possibilitando assim a colonização de Marte.[5] Sua sede ficava originalmente em El Segundo, na Califórnia.

A SpaceX desenvolveu os veículos lançadores: Falcon 1 e Falcon 9, projetados desde o início como foguetes modulares e reutilizáveis. Ela desenvolveu também a espaçonave Dragon, a ser colocada em órbita usando o foguete Falcon 9.

Em 2006, a NASA concedeu a SpaceX um contrato para que ela fizesse parte do Commercial Orbital Transportation Services (COTS), com a finalidade de projetar e demonstrar um sistema de lançamento capaz de reabastecer a Estação Espacial Internacional. Para manter os custos baixos, a SpaceX projeta, testa e fabrica a maioria dos componentes que usa nas suas próprias dependências, incluindo os motores Merlin, Kestrel e Draco.

Em 25 de Maio de 2012, a SpaceX fez história ao realizar o primeiro voo privado de reabastecimento da Estação Espacial Internacional. Em setembro de 2016 Elon Musk anunciou um plano para levar humanos e estabelecer uma colônia em Marte.[6][7][8][9][10]

Falcon 1[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Falcon 1

É um foguete pequeno e parcialmente reutilizável capaz de colocar centenas de quilogramas na baixa órbita terrestre. Também funciona como uma plataforma de testes para desenvolver novos conceitos e componentes para serem utilizados no Falcon 9, que é maior. É o primeiro foguete a ser desenvolvido de forma privada a chegar à órbita da Terra.[11]

Falcon 9[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Falcon 9

Em 8 de setembro de 2005, a SpaceX anunciou o desenvolvimento do foguete Falcon 9, que possuirá nove motores Merlin no seu primeiro estágio.

No dia 8 de dezembro de 2010, o foguete Falcon 9 lançou a capsula Dragon que retornou em segurança pousando no Oceano Pacífico no mesmo dia, menos de quatro horas após o seu lançamento. O foguete foi lançado de Cabo Canaveral e foi a primeira vez que uma empresa privada enviou uma nave para a órbita terrestre e depois trouxe de volta para a Terra.[12] Em 22 de maio de 2012 o foguete lançou a cápsula Dragon, após uma tentativa em 19 de maio de 2012. [13] A cápsula foi capturada pelo braço robótico Canadarm2, atingindo com sucesso o objetivo de ser o primeiro voo privado para a Estação Espacial Internacional.[14]

Lançamento da Falcon 9 em uma demonstração de voo, em dezembro de 2010.

No dia 21 de Dezembro de 2015, após várias tentativas falhadas, o primeiro estágio do foguete conseguiu aterrar com sucesso em terra, provando com sucesso que foguetes reutilizáveis são uma opção viável. O foguete aterrou às 8:50 PM ET no Cabo Canaveral.[15]

A 1 de setembro de 2016, um Falcon 9 Full-Thrust explodiu durante a operação de abastecimento de propelente para o teste de fogo estático, que ocorre antes de todos os lançamentos, em Cape Canaveral Space Launch Complex 40.[16]

Em 30 de março de 2017, um Falcon 9 já utilizado foi relançado e recuperado, sendo o primeiro foguete reutilizável da história.[17]

Dragon[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Dragon SpaceX

A Dragon SpaceX é uma cápsula desenvolvida pela SpaceX com a função de levar carga ou tripulação para a órbita terrestre. Mais especificamente, num primeiro momento, para a Estação Espacial Internacional.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

SpaceX tem sua sede na em Hawthorne, na Califórnia, onde também produz seus foguetes. A empresa também comprou um campo de testes no Texas, e atualmente opera três plataformas de lançamento, com já outra em desenvolvimento. SpaceX também opera três escritórios regionais nos Texas, Virginia e Washington.[18]

Bases de lançamento[editar | editar código-fonte]

Hangar da SpaceX no Centro Espacial John F. Kennedy, em Junho de 2015.

SpaceX atualmente opera três bases de lançamento, em Cabo Canaveral, na Base da Força Aérea de Vandenberg e no Centro Espacial John F. Kennedy, com planejamento de uma outra em Brownsville, no Texas.

O Complexo 40 na Base da Força Aérea, em Cabo Canaveral (SLC-40) é usado para lançamentos de baixa órbita e geoestacionárias. Ela não é capaz de fazer lançamentos em órbitas polares, ou para a Falcon Heavy.

O Complexo de Lançamentos Espaciais 4 (SLC-4) na Base da Força Aérea de Vandenberg é usada para lançamentos em órbitas polares e Satélites, podendo também lançar a Falcon 9 e a Falcon Heavy.[19] Porém, ela não pode fazer lançamentos de baixa inclinação.

O complexo de Lançamentos 39A (LC39A) está sobre desenvolvimento pela SpaceX desde Dezembro de 2013, quando a NASA anunciou que A SpaceX é seu novo parceiro comercial.[20] A empresa assinou o contrato de locação em Abril de 2014, garantindo 20 anos de uso da Plataforma 39A.[21] SpaceX anunciou planos lançar a Falcon 9 e a Falcon Heavy por essa plataforma, e também construir um novo hangar perto dela.[21]Elon Musk declarou que maior partes dos lançamentos da SpaceX será na plataforma LC39A, incluindo cargas comerciais e missões tripuladas para a ISS.[20][22]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. SpaceX’s Redmond effort ‘very speculative’ November 7, 2015, accessed 2016-02-04
  2. «Gwynne Shotwell: Executive Profile & Biography». Business Week. New York: Bloomberg. 1 de dezembro de 2011. Consultado em 1 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2011 
  3. Hennigan, W.J. (7 de junho de 2013). «How I Made It: SpaceX exec Gwynne Shotwell». Los Angeles Times. Consultado em 10 de junho de 2013 
  4. SpaceX NASA CRS-6 PressKit Site (PDF), 12 de abril de 2015, consultado em 13 de abril de 2015 
  5. Chang, Kenneth (27 de setembro de 2016). «Elon Musk's Plan: Get Humans to Mars, and Beyond». New York Times. Consultado em 27 de setembro de 2016 
  6. Elon Musk anuncia projeto de levar humanos a Marte
  7. Mudar para Marte vai custar o preço de uma casa, diz Musk
  8. É assim que Elon Musk nos quer levar para Marte em 2025
  9. O fantástico plano para começar uma colónia humana em Marte
  10. Elon Musk revela plano de 'cidade' em Marte
  11. Musk, Ellon (2015). Tesla, SpaceX, and the Quest for a Fantastic Future (em ISBN 978-0-06-230123-9.). Nova York: HarperCollins 
  12. Folha.com, Cápsula de carga privada vai ao espaço e volta à Terra pousando no oceano Pacífico, 8/12/2010 às 18h00.
  13. Primeiro voo privado para Estação Espacial está em órbita
  14. Cápsula não tripulada Dragon da SpaceX chegou à Estação Espacial Internacional
  15. SpaceX faz lançamento e pouso histórico do foguete Falcon 9
  16. «SpaceX on Twitter: Update on this morning's anomaly». Twitter. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  17. «SpaceX faz história ao lançar e recuperar Falcon 9 utilizado anteriormente - IDG Now!». IDG Now!. 31 de março de 2017 
  18. spacexcmsadmin (27 de novembro de 2012). «Company». SpaceX (em inglês) 
  19. «SpaceX: Falcon Heavy, Falcon 9 tag team set to share 20 launches a year». NASASpaceFlight.com. 5 de Abril de 2011. Consultado em 3 de abril de 2017 
  20. a b «SpaceX to begin negotiations for shuttle launch pad». Spaceflight Now. 13 de Dezembro de 2013. Consultado em 3 de Abril de 2017 
  21. a b «"Selection Statement for Lease of Launch Complex 39A"» (PDF). NASA. Consultado em 4 de Abril de 2017 
  22. «Spaceflight Now | Breaking News | GAO decision opens door for commercial lease of pad 39A». spaceflightnow.com. Consultado em 3 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.