Saltar para o conteúdo

SpaceX Starship

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Starship

Função voo suborbital, voo orbital, viagem interplanetária Edit this on Wikidata
Fabricante SpaceX Edit this on Wikidata
País de origem Estados Unidos Edit this on Wikidata
Tamanho
Altura 121,3 metro, 398 pé Edit this on Wikidata
Diâmetro 9 metro, 29,5 pé Edit this on Wikidata
Massa 5 000 tonelada, 11 000 000 libra Edit this on Wikidata
Locais de lançamento Starbase Launch Site, Kennedy Space Center Launch Complex 39A Edit this on Wikidata
Lançamentos totais 4
Sucessos 2
Falhas 1
Falhas parciais 1
Voo inaugural IFT-1

A Starship é uma espaçonave e foguete espacial de próxima geração em desenvolvimento pela SpaceX, financiada pela iniciativa privada e composta do veículo de lançamento (Super Heavy Booster) e espaçonave (Starship) completamente reutilizáveis. Foi anunciada por Elon Musk, em setembro de 2019. A arquitetura completa do veículo inclui ambos os veículos de lançamento e espaçonave que se destinam a substituir completamente todos o hardware espacial da SpaceX no início da década de 2020, bem como a infraestrutura terrestre para o rápido lançamento e relançamento, e tecnologia de transferência de combustíveis em gravidade zero, para ser implantado em órbita baixa da Terra (LEO). A grande carga útil para a órbita da Terra é de até de 150 000 kg o que faz Starship um super heavy-lift veículo de lançamento. A fabricação do primeiro protótipo de upper stage/espaçonave começou no início de 2019, e a nave começou a ser testada também no final de 2019.

O sistema Starship é planejado para substituir os veículos de lançamento Falcon 9 e Falcon Heavy, assim como a cápsula Dragon, mirando inicialmente no mercado de lançamento para órbita terrestre, mas explicitamente incluindo capacidades para suportar voos espaciais de longa duração em ambiente cislunar e de transporte a Marte.[1] A SpaceX espera que dessa forma trazer redução de custos considerável que irão ajudar a empresa a justificar os custos de desenvolvimento e construção do sistema Starship.[2]

SpaceX tinha imaginado inicialmente um design maior para a parte interplanetária das suas ambições de voos espaciais. O design inicial do veículo foi apresentado em setembro de 2016 como parte da visão de Musk para um sistema de transporte interplanetário (ITS, Interplanetary Transport System).[2][3] O veículo ITS tinha sido projetado com diâmetro central de 12m,[4] enquanto o projeto do Starship foi reduzido para 9m, levando apenas metade da carga até LEO com apenas 42 porcento do empuxo de decolagem.[1] Além disso, enquanto o ITS era completamente destinado ao Trânsito Terra-Marte e outros usos interplanetários, a SpaceX pivotou em 2017 para um plano que iria suportar todas capacidades de serviço de lançamento com um único conjunto de veículos de 9 metros: órbita terrestre, orbita lunar, viagem interplanetária e potencialmente até transporte intercontinental de passageiros na Terra.[2][5]

Mas o desenvolvimento começou bem antes, em 2012 a SpaceX vem fabricando os motores de foguete Raptor que serão utilizados para ambos os estágios do veículo de lançamento Starship, e o veículo completamente reusável fará uso da tecnologia de reusabilidade que a SpaceX tem desenvolvido desde 2011.[6] Testes de motor começaram em 2016 já que projetos de motores tem tipicamente tem lead times mais longos que outras partes principais de um novo veículo de lançamento. Em 2018, uma nova instalação para fabricar veículos está em construção. A fabricação da primeira nave estava ocorrendo desde o início de 2019,[7] com o primeiro voo suborbital realizado em 2020.[8] O objetivo declarado publicamente de iniciar lançamentos de Starships cargueiros para Marte para o início de 2024-2030, seguido pelo primeiro voo tripulado para Marte um período sinódico depois de 2030.[7][9]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Primeira tentativa de voo de teste orbital[editar | editar código-fonte]

Após uma tentativa de lançamento cancelada em 17 de abril devido a uma válvula congelada,[10] Booster 7 e Ship 24 decolaram em 20 de abril de 2023 às 14h33 UTC no primeiro teste de voo orbital que terminou em falha.[11] Durante o voo, a espaçonave não conseguiu se separar do propulsor e o foguete foi intencionalmente destruído pelo sistema de terminação de voo.[12][13] O planejado era a espaçonave ter continuado a voar com sua rota terrestre passando pelo Estreito da Flórida, com um forte mergulho no Oceano Pacífico a cerca de 100 km a noroeste da ilha Kauai, no arquipélago do Havaí, tendo feito quase uma volta ao redor da Terra.[14][15]

Segunda tentativa de voo de teste orbital[editar | editar código-fonte]

Em 18 de novembro de 2023, o Booster 9 e Ship 25 decolaram da plataforma.[16] Todos os 33 motores raptor funcionaram até a separação de estágios, onde o segundo estágio se separou com sucesso, afastando-se do primeiro estágio.[17] Após a separação, o booster Super Heavy completou sua manobra de giro e iniciou a queima de retorno, antes de explodir.[17][18]A perda do veículo ocorreu após três minutos e meio de voo, a uma altitude de aproximadamente 90 km sobre o Golfo do México.[19] O segundo estágio continuou até atingir uma altitude de ~150 quilômetros (93 mi), após mais de oito minutos de voo, e antes do desligamento dos motores, a telemetria foi perdida. A SpaceX disse que um comando acionado destruiu o segundo estágio antes de atingir sua órbita planejada ou de tentar a reentrada atmosférica.[19]

Terceira tentativa de voo de teste orbital[editar | editar código-fonte]

Em 14 de março de 2024, o Booster 10 e Ship 28 foram lançados da StarBase, em Boca Chica.[20]

Quarta tentativa de voo de teste orbital[editar | editar código-fonte]

Em 6 de junho de 2024, o Booster B9-B12 e Ship 29 foram lançados da StarBase, em Boca Chica. Os objetivos para o voo de teste eram que o propulsor Super Heavy pousasse em uma "torre virtual" no oceano, e que a Ship sobrevivesse ao pico de aquecimento durante a reentrada atmosférica.  O teste de voo foi bem-sucedido em ambos os aspectos, com o Super Heavy conseguindo um splashdown suave no mar do golfo do México e a Ship sobrevivendo à reentrada atmosférica e um splashdown controlado.[21]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Elon Musk (29 de setembro de 2017). Becoming a Multiplanet Species (video). 68th annual meeting of the International Astronautical Congress in Adelaide, Australia: SpaceX. Consultado em 14 de dezembro de 2017 – via YouTube 
  2. a b c Gaynor, Phillip (9 de agosto de 2018). «The Evolution of the Big Falcon Rocket». NASASpaceFlight.com (em inglês). Consultado em 30 de março de 2019 
  3. Eric Berger (18 de setembro de 2016). «Elon Musk scales up his ambitions, considering going "well beyond" Mars». Ars Technica. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  4. Kenneth Chang (27 de setembro de 2016). «Elon Musk's Plan: Get Humans to Mars, and Beyond». New York Times. Consultado em 27 de setembro de 2016 
  5. Steve Dent (29 de setembro de 2017). «Elon Musk's Mars dream hinges on a giant new rocket». Engadget. Consultado em 9 de dezembro de 2017 
  6. SpaceX Chief Details Reusable Rocket. Washington Post. Associated Press. 29 de setembro de 2011. Consultado em 9 de abril de 2016 
  7. a b Foust, Jeff (12 de março de 2018). «Musk reiterates plans for testing BFR». SpaceNews. Consultado em 15 de março de 2018. Construction of the first prototype spaceship is in progress. 'We’re actually building that ship right now,' he said. 'I think we’ll probably be able to do short flights, short sort of up-and-down flights, probably sometime in the first half of next year.' 
  8. Falcon Heavy maiden flight press conference
  9. Jeff Foust (29 de setembro de 2017). «Musk unveils revised version of giant interplanetary launch system» (em inglês). SpaceNews. Consultado em 1 de outubro de 2017 
  10. Wall, Mike (17 de abril de 2023). «SpaceX scrubs 1st space launch of giant Starship rocket due to fueling issue». Space.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2023. Cópia arquivada em 17 de abril de 2023 
  11. Wattles, Jackie; Strickland, Ashley (20 de abril de 2023). «SpaceX's Starship rocket lifts off for inaugural test flight, but explodes midair». CNN. Consultado em 20 de abril de 2023. Cópia arquivada em 21 de abril de 2023 
  12. «SpaceX». SpaceX (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2023. Cópia arquivada em 14 de abril de 2023 
  13. Salinas, Sara (20 de abril de 2023). «SpaceX launches towering Starship rocket but suffers mid-flight failure» (em inglês). CNBC. Consultado em 21 de abril de 2023. Cópia arquivada em 20 de abril de 2023 
  14. Berger, Eric (10 de abril de 2023). «SpaceX's Starship vehicle is ready to fly, just waiting for a launch license». Ars Technica. Consultado em 11 de abril de 2023. Cópia arquivada em 11 de abril de 2023 
  15. «Starship Orbital – First Flight FCC Exhibit» (PDF). SpaceX. 13 de maio de 2021. Consultado em 10 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 13 de maio de 2021 
  16. Kolodny, Lora (28 de julho de 2023). «SpaceX hasn't obtained environmental permits for 'flame deflector' system it's testing in Texas». CNBC (em inglês). Consultado em 23 de novembro de 2023 
  17. a b «- SpaceX - Launches». web.archive.org. 21 de novembro de 2023. Consultado em 23 de novembro de 2023 
  18. canaltech. «Foguete Starship da SpaceX explode em segundo teste de voo». Terra. Consultado em 23 de novembro de 2023 
  19. a b «O segundo lançamento do mega foguete da SpaceX termina com uma explosão. O que acontecerá agora?». National Geographic. 22 de novembro de 2023. Consultado em 23 de novembro de 2023 
  20. «Starship's Third Flight Test». SpaceX. Consultado em 7 de março de 2024. Cópia arquivada em 6 de março de 2024 
  21. «STARSHIP'S FOURTH FLIGHT TEST». SpaceX (em inglês). 24 de Maio de 2024. Consultado em 24 de Maio de 2024 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]