Spam de email

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma pasta da caixa de entrada cheia de mensagens de spam.

Spam [de email] ou lixo eletrônico é um tipo de spam que se utiliza o email para o envio de mensagens indesejadas, ou seja, que não foram solicitadas pelo destinatário. Vários spans de email são de caráter comercial, mas que também podem conter links disfarçados que parecem ser de sites familiares, mas, na verdade, conduzem a sites de phishing ou a sites que hospedam malwares. Email de spam também pode estar infectado com malware como scripts ou outros anexos de arquivo executável.[1]

O termo spam originou-se da marca Spam, um tipo de carne suína enlatada da Hormel Foods Corporation, e foi associado ao envio de mensagens não solicitadas devido a um quadro do grupo de humoristas ingleses Monty Python.[2][nota 1]

Spam de email tem crescido constantemente desde o início da década de 1990. Botnets, redes de computadores infectados por vírus, são utilizados para enviar aproximadamente oitenta por cento do spam.[carece de fontes?]

O estatuto jurídico do spam varia de uma jurisdição a outra. Nos Estados Unidos, por exemplo, o spam foi declarado legal pela Lei CAN-SPAM de 2003 (en), desde que a mensagem respeite às regras estabelecidas pela Lei e pela Comissão Federal de Comércio (CFC).

Notas e referências

Notas

  1. Pequeno trecho extraído do artigo Spam, .

Referências

  1. Rafaela Pozzebom (29 de março de 2015). «Diferença entre: vírus, spam, spyware, worm, phishing, botnet, rootkit». Oficina da Net. Consultado em 5 de abril de 2017 
  2. Monty Python (13 de janeiro de 2009). «Spam - Monty Python's The Flying Circus». YouTube. Consultado em 11 de janeiro de 2017