Squid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Squid
Versão estável [1] (23 de fevereiro de 2016; há 0 dia)
Versão em teste n/a
Idioma(s) Inglês
Sistema operacional Multiplataforma
Gênero(s) Proxy, Cache
Licença GNU GPL
Estado do desenvolvimento ativo
Página oficial www.squid-cache.org
LAMP (here with Squid as web cache). A Linux-based high performance and high-availability solution for a hostile environment

O Squid é um servidor proxy que suporta HTTP, HTTPS, FTP e outros.[1] Ele reduz a utilização da conexão e melhora os tempos de resposta fazendo cache de requisições frequentes de páginas web numa rede de computadores. Ele pode também ser usado como um proxy reverso.

O Squid foi escrito originalmente para rodar em sistema operacional tipo Unix, mas ele também funciona em sistemas Windows desde sua versão 2.6.STABLE4.[2]

Servidor Proxy[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Proxy

No cache são armazenados os objetos da Internet (ex. dados de páginas web) disponíveis via protocolo HTTP, FTP e Gopher num sistema mais próximo ao do cliente. Os navegadores podem então usar o Squid local como um servidor Proxy HTTP, reduzindo o tempo de acesso aos objetos e reduzindo a utilização da conexão. Isto é muito usado por provedores no mundo todo[3] para melhorar a velocidade de navegação para seus clientes e também em LAN que compartilham a mesma conexão à Internet. Ele pode fornecer anonimato e segurança dado ser um intermediário no acesso aos objetos. No entanto a sua utilização pode gerar preocupações a respeito da privacidade pois o Squid é capaz de armazenar registros sobre os acessos, incluindo URLs acedidas, a data e hora exatas, e quem acedeu. Isto é usado frequentemente nas empresas para controlarem o acesso à Internet dos seus funcionários.[4] .

A aplicação cliente (ex.navegador) deverá especificar explicitamente o servidor proxy que quer utilizar (típico para os clientes de provedores), ou poderá utilizar um proxy transparente, em que todos os pedidos HTTP para fora, são interceptados pelo Squid e todas as respostas são armazenadas em cache, dessa forma não sendo necessário configurar o navegador. Este é uma típica configuração em corporações (todos os clientes na mesma rede local) e introduz as preocupações com privacidade mencionadas acima. O arquivo que permite configurar o Squid, em ambiente tipo Unix, tais como o número da porta HTTP, pedidos de entrada e saída, informações de timeout e dados de acesso ao firewall é o /etc/squid/squid.conf

Squid tem algumas funcionalidades que permitem tornar as conexões anônimas, tais como desabilitar ou alterar campos específicos do cabeçalho dos pedidos HTTP do cliente. Se isto é feito e como, é controlado pela pessoa que administra a máquina que corre o Squid. As pessoas que requisitam páginas numa rede que usa Squid de forma transparente podem não saber que esta informação está a ser registrada. Em determinados países, os utilizadores devem ser informados sobre a possível monitorização e registro das ligações internet.

Proxy Reverso[editar | editar código-fonte]

O uso clássico de um Proxy é para um número ilimitado de servidores web sendo acessado por um número limitado de clientes. Uma outra utilização é chamada de proxy reverso. Nesta modalidade, o cache é usado por um número limitado de servidores web - ou apenas um - para ser acessado por um número ilimitado de clientes. Levando em consideração um exemplo, se o lerdo.exemplo.com é um servidor web real e www.exemplo.com é o Squid fazendo o papel de proxy reverso, a primeira vez que qualquer página do www.exemplo.com é acessada, o Squid pegaria a página de lerdo.exemplo.com mas depois os acessos seriam pegos direto da cópia armazenada no Squid. O resultado final, sem qualquer percepção ou ação por parte dos clientes, é menor tráfego para o servidor real e isso significa menor uso da CPU e memória. É possível um único Squid servir tanto o modo clássico quanto o proxy reverso simultaneamente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.