Stéphan Grégoire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Stéphan Grégoire
Informações pessoais
Nome completo Stéphan Grégoire
Nacionalidade França Francês
Nascimento 14 de maio de 1969 (50 anos)
Neufchâteau, França
Registros na IndyCar Series
Temporadas 1996–2001, 2006–2007
Equipes 7 (Hemelgarn, Scandia, Chastain,
Dick Simon, Heritage, Beck e Leader)
Corridas 45
Vitórias 0 (4º no GP de Pikes Peak de 1998)
Pódios 1
Pontos 935
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos Indy 200 at WDW, 1996
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 2007 (não-classificado)
Registros na Champ Car
Temporadas 1993–1994
Equipes 2 (Formula Project e McCormack)
Corridas 2 (1 largada)
Vitórias 0 (19º na Indy 500 de 1993)
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos Indy 500, 1993
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 1994 (não-classificado)
Registros nas 24 Horas de Le Mans
Edições 2003, 2008–2010
Equipes 3 (Courage Compétition, Rollcentre Racing
e Luc Alphand Aventures)
Vitórias em classe(s) 0 (2º em 2010, classe GT1)

Stéphan Grégoire (Neufchâteau, 14 de maio de 1969) é um piloto francês de automobilismo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Categorias inferiores e a curta participação na CART[editar | editar código-fonte]

Campeão francês de kart em 1987, Grégoire também conquistou o título da Fórmula 3 francesa na classe B em 1990 e quinto colocado na classe principal da Fórmula 3 francesa em 1992. Em 1993, ele pretendia disputar a Fórmula 3000 inglesa, mas sua equipe, a Formula Project, tinha outros planos.

De forma surpreendente, a Formula Project se inscreveu para disputar uma vaga para a Indy 500 de 1993, utilizando um carro colorido (era o patrocínio da Maalox, uma marca de antiácido que fazia sucesso na França). O motor Buick era forte o suficiente para fazer Grégoire andar a 220,803 milhas, garantindo a 15ª posição. Na prova, o francês terminou na 19ª colocação, mas sentiu o gosto de liderar a famosa prova por alguns metros. Voltou a Indianápolis em 1994, desta vez pela equipe McCormack, mas não obteve a classificação.

Carreira na IRL[editar | editar código-fonte]

Afastado dos monopostos em 1995, Grégoire retornou às pistas no ano seguinte, que marcaria a estreia da IRL (hoje, IndyCar Series). Ele pilotou um carro da equipe Hemelgarn, disputando três provas (WDW, Phoenix e a Indy 500; nesta, o francês classificou-se na 15ª posição e terminou na 27ª). Entre 1997 e 1999, representou as equipes Scandia, Chastain e Dick Simon, conquistando resultados medianos (melhor: segundo lugar em Pikes Peak) e sua melhor classificação na categoria foi um décimo-primeiro lugar na temporada 1996-97.

Grégoire integrou o grid da IRL em tempo integral até 2001, quando disputou mais três provas (Phoenix, Homestead e Atlanta), além da Indy 500 (correu pela equipe Heritage, terminando em vigésimo-oitavo lugar). Após cinco anos longe das pistas, o francês regressou à IRL em 2006, pela equipe Leader, onde terminou na mesma posição da edição de 2001.

Abandonou a categoria em 2007, após tentar novamente uma vaga para a Indy 500 daquele ano, novamente pela equipe Chastain, onde havia corrido entre as temporadas 1996-97 e 1998. Mas um acidente tirou as chances de Grégoire em obter a classificação - ele acabou fraturando uma vértebra. Para seu lugar, a Chastain chamou o brasileiro Roberto Moreno, que colocou o carro de número 77 no grid.

Le Mans[editar | editar código-fonte]

Além de ter competido na IRL, Grégoire disputou também quatro edições das 24 Horas de Le Mans, tendo como melhor resultado o sétimo lugar em 2003, em parceria com os compatriotas Jonathan Cochet e Jean-Marc Gounon. A última edição disputada por ele foi em 2010, pela equipe Luc Alphand Aventures, que teve, além de Grégoire, o compatriota Jérôme Policand e o holandês David Hart. O trio ficou na segunda posição na classe GT1 e em décimo-quinto na classificação geral.

Desempenho na Indy 500[editar | editar código-fonte]

Ano Chassi Motor Largou em Chegou em
1993 Lola Chevrolet 15o. 19o.
1994 Lola Chevrolet Não-classificado
1996 Reynard Ford-Cosworth 13o. 27o.
1997 Panoz/G-Force Oldsmobile 13o. 31o.
1998 Panoz/G-Force Oldsmobile 31o. 17o.
1999 Panoz/G-Force Oldsmobile Não-classificado
2000 Panoz/G-Force Oldsmobile 20o. 8o.
2001 G-Force Oldsmobile 29o. 28o.
2006 Panoz Honda 30o. 29o.
2007 Panoz Honda Não-classificado (fraturou a
vértebra em acidente)

Desempenho em Le Mans[editar | editar código-fonte]

Ano Divisão Número Pneu Carro Equipe Co-pilotos Voltas Posição Posição na
divisão
2003 LMP900 13 M Courage C60
Judd GV4 4.0L V10
França Courage Compétition França Jonathan Cochet
França Jean-Marc Gounon
360 7th 5th
2008 LMP1 18 D Pescarolo 01
Judd GV5.5 S2 5.5L V10
Reino Unido Rollcentre Racing Portugal João Barbosa
Bélgica Vanina Ickx
352 11th 10th
2009 GT1 72 D Chevrolet Corvette C6.R
Chevrolet LS7.R 7.0L V8
França Luc Alphand Aventures França Luc Alphand
França Patrice Goueslard
99 DNF DNF
2010 GT1 72 D Chevrolet Corvette C6.R
Chevrolet LS7.R 7.0L V8
França Luc Alphand Aventures França Jérôme Policand
Países Baixos David Hart
327 15th 2nd


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.