Stanley Falkow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Stanley Falkow
Nascimento 1934
Albany
Morte 5 de maio de 2018 (84 anos)
Portola Valley
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade do Maine
Ocupação biólogo, professor universitário
Prêmios Prêmio Marjory Stephenson, Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter, Howard Taylor Ricketts Award, Medalha Nacional de Ciências, doutorado em filosofia, Prêmio Maxwell Finland, Prêmio Selman A. Waksman de Microbiologia, Prêmio Robert Koch, Prêmio Albert Lasker de Pesquisa Médica Básica
Empregador Universidade Stanford
Causa da morte doença

Stanley Falkow, PhD, (Albany, 24 de janeiro de 1934 - 5 de maio de 2018) foi um microbiólogo e professor de microbiologia e imunologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford.[1] Por vezes, ele é citado como o pai da patogênese microbiana molecular, que é o estudo de como micróbios infectuosos e células hospedeiras interagem para causar doenças a nível molecular.[2] Ele formulou os postulados moleculares de Koch, que guiam o estudo de determinantes microbianos desde o fim da década de 1980.[3]

Recebeu o Medalha de Ouro Albert B. Sabin de 1999.

Referências

  1. National Institute of Allergy and Infectious Diseases Stanley Falkow, Ph.D. Retrieved on July 4, 2007
  2. The Double Helix NFID to Honor Dr. Falkow Retrieved on July 4, 2007
  3. Falkow S (1988). "Molecular Koch's postulates applied to microbial pathogenicity." Rev Infect Dis 10(Suppl 2):S274-S276.


Precedido por
Akiba Tomoichirō e Hamao Umezawa
Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter
1981
com Mitsuhashi Susumu
Sucedido por
Niels Jerne