Star One D1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Star One D1
Star One D1
Localização orbital 84° W
Lançamento 21 de dezembro de 2016 (1 ano)
Veículo Ariane 5 ECA
Operador BrasilEmbratel Star One
Vida útil 15 anos
Fabricante Space Systems/Loral
Cobertura Brasil
América do Sul
América Central
México
Carga Ku 11701,25 MHz (pol. H) e 12198,75MHz (pol. V)
Carga Banda C 4198,5MHz e 4199MHz
Órbita Geoestacionária
Peso 6.340 kg
Designação COSPAR 2016-082B

O Star One D1 é um satélite de comunicação geoestacionário brasileiro construído pela Space Systems/Loral (SS/L) que está localizado na posição orbital de 84 graus de longitude oeste e é operado pela Embratel Star One. O satélite foi baseado na plataforma SSL-1300 e sua expectativa de vida útil é de 15 anos.[1][2][3]

História[editar | editar código-fonte]

A Embratel Star One firmou contrato com a Space Systems/Loral (SS/L) para a construção do novo satélite de comunicações Star One D1 em julho de 2013.

O satélite está equipado com cargas de banda C, banda Ku e banda Ka e é utilizado para telecomunicações, transmissão de televisão, acesso à internet banda larga e outros serviços, como a inclusão digital no Brasil e na região latino-americana. O Star One D1 é o primeiro satélite da Embratel Star One de quarta geração.

O Star One D1 é baseado na plataforma de satélite SSL-1300. Ele está localizado a 84 graus de longitude oeste e possui vida útil de 15 anos ou mais.[1]

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O Star One D1 foi construído pela empresa canadense-estadunidense Space Systems/Loral e lançado ao espaço por um foguete da empresa francesa Arianespace. Ele pesa cerca de seis toneladas e possui configuração de 28 transponders (receptores e transmissores de sinais) em banda C, 24 em banda Ku e cerca de 300 transponders equivalentes de 36 MHz em banda Ka. A Banda C garante a oferta de sinais de áudio, TV, rádio e dados, incluindo internet. A Banda Ku permite a oferta de serviços de transmissão de vídeo diretamente aos usuários, além de internet e telefonia para localidades remotas. Já a Banda Ka viabiliza acesso à banda larga de baixo custo via satélite e transmissão de dados em alta velocidade.

O Star One D1 assumiu a posição orbital de 84 graus de longitude oeste, garantindo a continuidade dos serviços em banda C do Brasilsat B4. Ele tem ainda nova capacidade em banda Ku para atender às demandas de dados, vídeo e internet de clientes corporativos e de governo no Brasil, nas Américas do Sul e Central, além do México. Além disso, o novo satélite inaugurou a quarta geração da Embratel Star One, focada em banda Ka, voltada principalmente para o atendimento ao Plano Nacional de Banda Larga e backhaul de celular. A cobertura de banda Ka do novo satélite vai abranger as regiões Nordeste, Sul, Sudeste e partes das regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil.[4]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O satélite foi lançado com sucesso ao espaço em 21 de dezembro de 2016, às 20:30 UTC,[5] por meio de um veículo Ariane 5 ECA, a partir do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa, juntamente com o satélite JCSAT-15. Ele tinha uma massa de lançamento de 6.340 kg.[1][2]

Capacidade e cobertura[editar | editar código-fonte]

O Star One D1 está equipado com 28 em transponders em banda C, 24 em banda Ku e 300 (eq. 36MHz) em Banda Ka[1][2] para atender às demandas de dados, áudio, vídeo e Internet de clientes corporativos e governamentais no Brasil, nas Américas do Sul e Central, além do México.

Além disso, o satélite Star One D1 tem capacidade para poder ser utilizado por grandes empresas e por instituições do governo. Vale destacar, ainda, que o satélite é capaz de receber e transmitir sinais de televisão, rádio, telefonia, internet e dados para aplicações de entretenimento, telemedicina, tele-educação e negócios, necessários para a interligação dos países da América Latina e essenciais para as comunidades mais distantes.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d «Star One D1» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 6 de maio de 2014. 
  2. a b c «Star One D1 (Hispasat 84W-2, H84W-2)» (em inglês). SatBeams - Satellite Details. Consultado em 26 de setembro de 2014. 
  3. «Maior satélite da Embratel, Star One é lançado com sucesso». Telesintese. Consultado em 22 de dezembro de 2016. 
  4. «Embratel anuncia novo satélite: o Star One D1». Panorama Espacial. Consultado em 6 de maio de 2014. 
  5. «Ariane 5 soars into the sky with Star One D1 and JCSAT-15» (em inglês). Spaceflight Insider. Consultado em 21 de dezembro de 2016. 
  6. «Embratel anuncia novo satélite: o Star One D1». OverBR.com.br. Consultado em 6 de maio de 2014.