Star Wars: O Despertar da Força

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Star Wars Episódio VII)
Ir para: navegação, pesquisa
Star Wars: The Force Awakens
Star Wars: O Despertar da Força (PT/BR)
Pôster oficial de lançamento, feito por Bryan Morton
 Estados Unidos
2015 •  Cor •  137 min 
Direção J. J. Abrams
Produção Kathleen Kennedy
J. J. Abrams
Bryan Burk
Roteiro Lawrence Kasdan
J. J. Abrams
História Michael Arndt
Baseado em Star Wars, de George Lucas
Elenco Daisy Ridley
John Boyega
Oscar Isaac
Adam Driver
Harrison Ford
Mark Hamill
Carrie Fisher
Lupita Nyong'o
Andy Serkis
Domhnall Gleeson
Anthony Daniels
Peter Mayhew
Max von Sydow
Gênero Aventura
Fantasia
Ficção científica
Épico
Space opera
Música John Williams
Direção de fotografia Daniel Mindel
Edição Mary Jo Markey
Maryann Brandon
Companhia(s) produtora(s) Lucasfilm
Bad Robot Productions
Distribuição Walt Disney Studios Motion Pictures
Lançamento Brasil 17 de Dezembro de 2015
Portugal 17 de Dezembro de 2015
Estados Unidos 18 de Dezembro de 2015
China 9 de Janeiro de 2016
Idioma Inglês
Orçamento US$ 200 milhões[1]
Receita US$ 2 068 223 624[2]
Cronologia
Último
Star Wars Episódio VI: O Retorno de Jedi
Star Wars Episódio VIII
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Star Wars: O Despertar da Força (Star Wars: The Force Awakens no original e também chamado de Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força, Star Wars Episode VII: The Force Awakens no original)[3] é um filme épico/space opera americano, o sétimo filme da série e da ordem cronológica Star Wars e primeiro da trilogia sequela, dirigido por J.J. Abrams, com roteiro de Abrams e Lawrence Kasdan.[4] O elenco principal inclui Daisy Ridley, John Boyega, Adam Driver, Oscar Isaac, Andy Serkis, Domhnall Gleeson, e Max von Sydow, com Harrison Ford, Carrie Fisher, Mark Hamill, Anthony Daniels, Peter Mayhew e Kenny Baker reprisando seus papéis dos filmes anteriores.

O Despertar da Força se passa aproximadamente 30 após os acontecimentos de Return of the Jedi, e acompanha a jornada de Rey, que acaba encontrando um droide, BB-8, com informações do paradeiro de Luke Skywalker que está desaparecido. Ela é acompanhada por Finn, um stormtrooper desertor da Primeira Ordem, uma organização que quer reaver o Império Galáctico e luta contra a Resistência, comandada por Leia Organa. A aventura inesperada leva Rey a descobrir sua forte conexão com a Força e enfrentar o Lado Negro.

A trilogia sequela de Star Wars tem sido especulada desde os anos 80. Mas apesar de George Lucas ter escrito esboços sobre, depois de fazer as prequelas ele negou que iria fazer uma nova trilogia.[5] Em 2012 ele vendeu a Lucasfilm para Walt Disney Company, que optou para criar uma nova história ao invés de seguir os esboços de Lucas.[6] Michael Arndt fez o tratamento original da história, mas tarde reescrito por Lawrence Kasdan e J.J. Abrams, também diretor e co-produtor do filme.

O filme estreou em 17 de dezembro de 2015 no Brasil e Portugal, e em 18 de dezembro nos Estados Unidos.[7] Foi aclamado pela crítica e público pelos seus personagens, história, efeitos visuais, sequências de ação, fotografia, direção e atuações de Daisy Ridley, John Boyega, Adam Driver e Harrison Ford. Tornou-se a maior estréia da história, com $529 milhões de dólares arrecadados no primeiro fim de semana. Em apenas 12 dias, chegou a um bilhão de dólares em bilheterias ao redor do mundo, o filme mais rápido da história a chegar a este valor.[8] É a maior bilheteria de 2015, a maior bilheteria da franquia Star Wars e a terceira maior bilheteria de todos os tempos, sem ajuste pela inflação.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Aproximadamente 30 anos após a destruição da segunda Estrela da Morte em O Retorno de Jedi, a Aliança Rebelde conseguiu restaurar a República Galáctica, mas reminiscentes do Império Galáctico reorganizaram-se como a Primeira Ordem, cujo crescimento é combatido pela Resistência da República.

Poe Dameron (Oscar Isaac), um piloto da Resistência, é mandado ao planeta Jakku pela General Leia Organa (Carrie Fisher) para obter um mapa que, acredita-se, indica a localização de Luke Skywalker (Mark Hamill), o último Jedi, que está desaparecido há anos. Kylo Ren (Adam Driver), um poderoso conhecedor do Lado Negro da Força e discípulo do Supremo Lider Snoke (Andy Serkis), está tentando roubar o mapa. Dameron viaja até o planeta Jakku para tentar reaver o mapa. Quando Kylo Ren o ataca, ele coloca o mapa em seu droide, BB-8, e o manda fugir para longe. Kylo Ren captura Dameron e ordena o assassinato de todos no vilarejo onde ele foi encontrado. Um stormtrooper (John Boyega) fica ultrajado com a brutalidade da Primeira Ordem e deserta para ajudar Dameron, que passa a chamá-lo de Finn, uma vez que o stormtrooper não tem um nome, apenas um número: FN-2187. Eles não conseguem escapar e caem de novo em Jakku, e Dameron presumidamente morre. Enquanto isso, BB-8 fica na posse de Rey (Daisy Ridley), uma jovem que sobrevive catando lixo e espera pelo retorno de seus pais. Após Finn encontrar Rey e BB-8, a Primeira Ordem os localiza e os três escapam do planeta numa velha nave, a Millennium Falcon, que pertenceu a Han Solo (Harrison Ford).

Na fuga com a Millennium Falcon, esta é capturada por Han Solo e Chewbacca (Peter Mayhew), de quem a nave havia sido roubada há alguns anos. Após escaparem de um ataque de piratas que demandam o pagamento de uma dívida, eles viajam ao planeta Takodana para encontrar Maz Kanata (Lupita Nyong'o), uma velha pirata de mil anos de idade, que eles acreditam que pode ajudar. No castelo de Kanata, Rey é atraída pela Força até o porão, onde acha o sabre de luz de Luke Skywalker e tem uma visão do passado e do futuro através da Força, da qual ela foge assustada. Finn pega o sabre de luz. Quando a Primeira Ordem ataca o castelo, Rey é capturada por Kylo Ren, enquanto os outros escapam graças à chegada das naves da Resistência, liderados por Dameron, que havia de fato sobrevivido da queda em Jakku. Eles vão para a base da Resistência em D'Qar, onde descobrem que Han Solo e Leia se separaram após seu filho, Ben Solo, que estava sendo treinado por Luke para ser um Jedi, ter se voltado para o Lado Negro da Força e se tornado Kylo Ren. O mapa, entretanto, é apenas parcial. Enquanto isso, Kylo Ren tenta torturar Rey para obter o mapa direto de sua mente, mas é impedido pela forte conexão de Rey com a Força, que ela usa para escapar.

A Primeira Ordem utiliza uma nova arma construída diretamente dentro de um planeta, a Starkiller, comandada pelo General Hux (Domhnall Gleeson). A Starkiller absorve a energia de um sol e destrói um sistema de planetas, numa tentativa de minar a República. Eles planejam destruir também D'Qar. Solo, Chewbacca e Finn são enviados para desativar o escudo, de modo que as naves da Resistência possam atacar. Finn, entretanto, apenas quer salvar Rey. Após encontrá-la, eles colocam explosivos para sabotar a arma da Starkiller. Solo vê Kylo Ren e o confronta; Kylo Ren parece hesitante sobre abandonar o Lado Negro da Força, mas acaba matando seu pai, Han Solo, fato que Leia sente através da Força. Em um acesso de fúria, Chewbacca atira em Kylo Ren, ferindo-o sériamente no torso.

Os explosivos causam dano à arma da Starkiller, permitindo a Dameron e os outros pilotos adentrarem os sistemas de defesa. O ataque a D'Qar é evitado e a Starkiller começa a entrar em colapso. Kylo Ren, ferido, confronta Finn, que usa o sabre de luz de Anakin mas é derrotado e cai inconsciente. Kylo Ren tenta pegar o sabre de luz, mas é Rey que consegue atraí-lo, e eles entram em confronto. Rey chega perto de derrotá-lo, mas à medida em que o planeta entra em colapso, o chão abre-se e eles são separados. A Starkiller é destruída e ambos escapam: Kylo Ren e General Hux vão encontrar-se com Snoke, e os outros retornam a D'Qar, onde o mapa completo é composto com a ajuda de R2-D2. Rey viaja com Chewbacca e R2-D2 na Millennium Falcon para encontrar Luke Skywalker, que vive isolado num planeta remoto. Ao encontrá-lo, Rey oferece-lhe o seu antigo sabre de luz.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Completam o elenco: Tim Rose, Christina Chong, Billie Lourd, Kiran Shah, Crystal Clarke, Pip Anderson, Simon Pegg, Daniel Craig, Warwick Davis, Maisie Richardson-Sellers, Iko Uwais, Yayan Ruhian, Cecep Arif Rahman, Amybeth Hargreaves, Leanne Best e Jessica Henwick.

Produção[editar | editar código-fonte]

George Lucas entregou o tratamento história para Episódios VII, VIII e IX do presidente da Disney, Bob Iger, quando a Lucasfilm foi vendida para a Disney em outubro de 2012.[9] O tratamento foi escrito por Michael Arndt,[10] que também foi contratado para escrever o roteiro. David Fincher[11] e Brad Bird foi abordado, como diretores, mas Bird estava comprometido com Tomorrowland.[12] Guillermo del Toro também foi considerado, mas ele estava ocupado com seus próprios projetos.[13]

Em janeiro de 2013, J.J. Abrams foi anunciado como o diretor de Star Wars Episode VII, com Lawrence Kasdan e Simon Kinberg como consultores do projeto.[14] A produção anunciou a saída de Arndt do projeto em 24 de Outubro de 2013 e a de Kasdan e Abrams assumindo a escrita do roteiro.[15] Abrams citou estar preocupado com a mudança de roteirista em cima da hora.[16] Mais tarde, ele expressou alívio quando a data de lançamento foi anunciada para dezembro 2015, em vez do lançamento anterior anunciado para maio.[17] Ele disse que a chave para o filme seria ele voltar às raízes do primeiro filme Star Wars e basear-se mais na emoção do que na explicação.[18]

Como consultor criativo do filme, o envolvimento de Lucas inclui participação em reuniões de história; ele disse ao Bloomberg Businessweek: "Eu, principalmente, digo: 'Você não pode fazer isso, você pode fazer isso.". Você sabe, 'Os carros não têm rodas. Eles voam com antigravidade.' Há um milhão de detalhes. Ou eu posso dizer: 'Ele não tem o poder de fazer isso, ou ele tem que fazer isso.' Eu sei todas essas coisas."[9]

Em janeiro de 2014, Abrams confirmou que o roteiro estava completo.[19] Em abril de 2014, Lucasfilm esclareceu que os Episódios VII-IX não contará com qualquer uma das histórias do Universo Expandido, embora outros elementos possam ser incluídos como Star Wars Rebels.[20]

Pré-produção[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2013, a Disney confirmou que a produção do Episódio VII ocorreria no Reino Unido. Representantes da Lucasfilm reuniu-se com o Chanceler do Tesouro, George Osborne para ele aprovar a produção do filme no Reino Unido.[21] A partir de setembro de 2013, os galpões Bad Roboto foram convertidos para a produção do Episódio VII, porque uma pequena parte do filme seria filmado nos Estados Unidos.[22]

O figurinista Michael Kaplan, que trabalhou com Abrams em seus filmes de Star Trek, realizou a função no Episódio VII.[23] Os editores de filmes, Maryann Brandon e Mary Jo Markey, também colaboradores antigos de Abrams, trabalharam no Episódio VII.[24]

Em agosto de 2013, foi anunciado que o diretor de fotografia, Daniel Mindel, irá rodar o filme em 35 mm (especificamente Kodak 5219).[25] Em outubro de 2013, foram confirmados outros membros da equipe, incluindo o designer de som, Ben Burtt, diretor de fotografia, Daniel Mindel, os direitos de designer, Rick Carter e Darren Gilford, o figurinista Michael Kaplan, o supervisor de efeitos especiais Chris Corbould, Gary Rydstrom trabalhando na regravação do som, Matthew Wood como supervisor de som, Roger Guyett como supervisor de efeitos especiais, e Tommy Harper e Jason McGatlin como produtores executivos.[26][27][28][29]

Elenco[editar | editar código-fonte]

A escolha do elenco começou por volta de agosto de 2013, com a reunião Abrams com potenciais atores, testando eles em leituras de roteiro e testes de tela. As audições foram realizadas no Reino Unido, na Irlanda, e nos Estados Unidos em novembro de 2013 para os papéis de "Rachel" e "Thomas".[30] A escolha do elenco recomeçou em janeiro de 2014, devido a alterações no roteiro de Kasdan e Abrams.[31] Testes com os atores continuaram até, pelo menos, três semanas antes do anúncio oficial em 29 de abril de 2014, e o elenco final foi formado apenas algumas semanas antes. Testes de atores tiveram acordos de não divulgação rigorosos, impedindo-os, ou os seus agentes e publicitários, de comentar sobre o seu possível envolvimento com o filme.[32]

Embora Lucas insinuou que o trio da trilogia original, Carrie Fisher, Harrison Ford, Mark Hamill voltariam para o novo filme, já em março de 2013[9], a sua participação não foi confirmada até mais de um ano mais tarde. O elenco para novos papéis foi objeto de muita especulação desde o anúncio do filme. Saoirse Ronan,[33] Michael B. Jordan, e Lupita Nyong'o[34] fizeram testes para o filme. Jornais também informaram que Jesse Plemons estava sendo considerado para possivelmente um filho de Luke Skywalker;[35] Adam Driver para um vilão sem nome;[36] e Maisie Richardson-Sellers para um personagem desconhecido[37]. Em março de 2014, o ator Dominic Monaghan disse durante uma entrevista que Abrams estava procurando por três atores desconhecidos para interpretar os papéis principais do episódio VII e que os rumores de estrelas envolvidas eram falsos.[38]

Daisy Ridley foi escolhida para o filme em fevereiro de 2014, e até o final desse mês um acordo havia sido feito com Driver para ele contornar sua agenda na série Girls. Em março de 2014, as negociações com Andy Serkis e Oscar Isaac começou e continuaram até abril de 2014. Também em abril, John Boyega começou uma conversa mais séria após a saida de Jesse Owens.[32] Denis Lawson, que interpretou Wedge Antilles na trilogia original, foi convidado para reprisar seu papel, mas recusou, afirmando que o papel o teria "cansado" da série.[39]

Em 29 de abril de 2014, o anúncio oficial do elenco foi feito, que incluía uma foto do elenco sentado em círculo no Pinewood Studios, perto de Londres para a sua primeira leitura do roteiro.[40] Em sentido horário, a partir do topo, à direita de Abrams estavam Ford, Daisy Ridley, Fisher, Peter Mayhew, o produtor Bryan Burk, presidente da Lucasfilm e produtora, Kathleen Kennedy, Domhnall Gleeson, Anthony Daniels, Hamill, Andy Serkis, Oscar Isaac, John Boyega, Driver, e o roteirista Lawrence Kasdan. Outros membros seriam anunciados como Max von Sydow e Kenny Baker. O anúncio foi inicialmente previsto para 04 de maio (Star Wars Day), no entanto, devido a temores de vazamentos de mídia, o estúdio decidiu fazer o anúncio alguns dias mais cedo. Novos membros do elenco era esperado, incluindo um papel feminino principal.[41] Detalhes oficiais para os novos personagens não estavam disponíveis com o anúncio, mas a Variety informou que Driver estaria desempenhando um papel vilão, o papel de Isaac seria um tipo de Han Solo, Boyega seria um Jedi, e Ridley poderia estar interpretando uma filha de Han e Leia.[42] Em 2 de junho de 2014, Lupita Nyong'o e Gwendoline Christie foram anunciadas no elenco.[43]

Para se preparar para o papel, Hamill passou deixar crescer a barba,[44] e foi lhe atribuído um personal trainer e nutricionista, a pedido dos produtores, que queria que ele se assemelham ao antigo Luke. Fisher também recebeu um personal trainer e um nutricionista para se preparar para o papel.[45] A equipe de produção construiu um novo C-3PO para acomodar Daniels.[46] Em maio de 2014, a mãe de Fisher, Debbie Reynolds, afirmou que Fisher já havia perdido 20 quilos em preparação para o filme.[47]

No set de Star Wars em Abu Dhabi, Abrams anunciou um concurso de doação para a UNICEF, através da qual o vencedor selecionado iria visitar o set, encontrar com os membros do elenco, e aparecer no filme.[48]

Em outubro de 2014, Warwick Davis, que interpretou Wald e weazle em Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma e Wicket, o Ewok em O Retorno de Jedi, anunciou que ele vai aparecer no episódio VII embora não mencionou o papel que ele estaria interpretando.[49] Em novembro de 2014, a mãe de Fisher, Debbie Reynolds, confirmou que a filha de Fisher, Billie Lourd, vai aparecer no filme.[50]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2014, Abrams disse que as filmagens começariam em maio e durariam cerca de três meses.[51] Fontes como HitFix, disseram que as filmagens começariam em setembro de 2014.[52] O anúncio oficial veio em 18 de março, quando a Disney e Lucasfilm anunciaram que a fotografia principal teria início em maio e ocorreira no Pinewood Studios, em Buckinghamshire, Inglaterra.[53] Em março, foi revelado que a pré-produção estaria ocorrendo na Islândia antes do início das filmagens oficial em maio, composta por fotografias de paisagens que será utilizado para o cenário no filme.[54] Em 2 de abril, o presidente da Walt Disney Studios, Alan Horn, confirmou que as filmagens começaram, a ocorrer em segredo em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos por uma segunda unidade.[55] Mais tarde naquele mês, foi revelado que, além de 35mm, os segmentos do filme estão sendo filmados no formato 65 milímetros em IMAX.[56] Em 8 de julho, Bad Robot informou no Twitter que o filme vai ser pelo menos parcialmente filmado em câmeras IMAX.[57]

No início de maio de 2014, o estúdio postou uma selfie de Iger com Chewbacca. Iger afirmou que a foto tinha sido tirada duas semanas atrás, durante sua visita aos Pinewood Studios, para discutir as filmagens, que estavam prestes a começar com Abrams, Kennedy, e Horn.[58] A fotografia principal começou em Abu Dhabi em 16 de maio de 2014.[59] Abrams e membros do elenco foi para Abu Dhabi no início de maio, onde grandes conjuntos foram construídos no local, incluindo uma nave espacial, uma grande torre e um grande mercado, e explosivos foram usados para criar uma "cratera". Os membros do elenco foram vistos ao redor do local praticando com veículos que usarão durante as filmagens.[60] A produção mudou-se para Pinewood Studios, em junho.[61]

Em 12 de junho, Harrison Ford fraturou a perna enquanto filmava em Pinewood depois de uma porta hidráulica ter caído sobre ele, e foi levado para um hospital. A produção foi suspensa por duas semanas por causa da lesão de Ford.[62] A nota oficial afirmou que o tornozelo de Ford provavelmente vai precisar de uma placa e parafusos e que as filmagens poderiam ser um pouco alterada, com elenco precisar ficar sem Ford por um curto tempo até que ele se recupere.[63] Jake Steinfeld, personal trainer de Ford, disse em julho que Ford estava se recuperando rapidamente.[64]

Em 29 de julho de 2014 as filmagens ocorreram ao longo de três dias na ilha Skellig Michael, na costa do condado de Kerry, na Irlanda, com elenco que incluia Mark Hamill e Daisy Ridley.[65]

A produção foi interrompida por duas semanas no início de agosto 2014, para Abrams poder retrabalhar a cena na ausência de Ford, e voltou com um Ford totalmente curado, em meados de agosto. As filmagens de Episódio VII estavam previstas para encerrar no final de 2014.[66] Em agosto, Adam Driver afirmou que não acreditou que Lucas estava presente no set.[67] A fotografia principal terminou em 3 de novembro de 2014.[68]

Pós-produção[editar | editar código-fonte]

Daniel Mindel, diretor de fotografia, afirmou que o filme iria contar com o uso de locações reais, maquetes e imagens geradas por computador para fazer o filme esteticamente similar ao da trilogia original de Star Wars.[69] Rian Johnson, diretor do Episodio VIII, reiterou que Abrams usará pouco CGI e mais efeitos especiais tradicionais, dizendo:.. "Eu acho que as pessoas estão voltando-se para efeitos práticos parece que há uma espécie de gravidade que nos puxa para trás em direção a ela eu acho que mais e mais pessoas estão ficando crítica com uso exagerado de CGI em cenas de ação, levando a um tipo muito específico de cena de ação, onde a física sair pela janela e torna-se tão grande, tão rápido."[70]

Em fevereiro de 2014, a Industrial Light & Magic (ILM) anunciou planos para abrir uma academia em Londres, citando os filmes Star Wars da Disney como o catalisador para a expansão. A ILM de Vancouver também irá trabalhar nos efeitos especiais do filme.[71]

Música[editar | editar código-fonte]

John Williams foi confirmado para compor a trilha sonora para Episodio VII, em Julho de 2013.[72] De acordo com vários relatórios, Williams era esperado viajar para Los Angeles em meados de novembro de 2014 e começar a trabalhar em novas músicas para o teaser trailer.[73]

Relações com o Universo Expandido[editar | editar código-fonte]

A trama do Episódio VII deverá ser original, sem se basear diretamente em nenhum dos vários livros, histórias em quadrinhos e outros materiais que foram lançados na franquia Star Wars.[74], ignorando personagens como Jaina e Jacen Solo. Como parte da aquisição, a Disney recebeu uma "extensiva explanação do enredo" por Lucas. Em uma entrevista em vídeo que foi parte do anúncio da compra, Kennedy explicou que ela e Lucas já se reuniram com os roteiristas para discutir o roteiro do filme.[75]

Dale Pollock, o biógrafo de Lucas que já leu as doze histórias originais escritas por ele, observou que os novos episódios devem mostrar o personagem Luke Skywalker em seus 30 ou 40 anos de idade. Em uma entrevista, Pollock declarou: "As três histórias mais interessantes eram as 7, 8 e 9. Elas tinham uma ação propulsiva, mundos novos realmente interessantes e novos personagens. Eu lembro que pensei que queria ver aqueles 3 filmes."[76] Pollock espera que os roteiros dos novos filmes sigam o texto escrito por Lucas.[76] Já se sabe que Rey, Finn e Poe Dameron serão os protagonistas do filme, interpretados, respectivamente, por Daisy Ridley, John Boyega e Oscar Isaac. Domnhall Glesson, Gwendoline Christie e Adam Driver interpretarão os vilões do filme: General Hux, Capitã Phasma e Kylo Ren. A base do General se chama "Starkiller", em homenagem ao sobrenome de Luke em um dos primeiros roteiros da saga.

Trilogia de Thrawn[editar | editar código-fonte]

Timothy Zahn, o autor da Trilogia de Thrawn (série de livros pertencente ao universo expandido de Star Wars)[77], foi informado por Lucas dos planos de várias trilogias de Star Wars durante as discussões de desenvolvimento da trilogia de Thrawn. Depois do anúncio da Disney, chegou a se especular que o material seria a base para a nova trilogia, mas Zahn declarou que a trilogia de Thrawn deve ficar na lacuna entre o Episódio VI e o Episódio VII. A terceira trilogia cinematográfica deve envolver os filhos de Luke, o que faria com que cada trilogia compreenda diferentes gerações dos Skywalkers.[78] Zahn também falou sobre a especulação de algum conflito lógico entre os filmes e o universo expandido, declarando que "os livros sempre foram apenas os livros." A trilogia de Thrawn introduziu noções que foram usadas depois nos livros e filmes de Star Wars, indicando que Lucas "tem mantido um olhar atento sobre o que já foi feito."[78].

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Em 6 de novembro de 2014, a Disney divulgou o subtítulo do Episódio VII, como sendo The Force Awakens.[79] Em 26 de novembro de 2014, a Disney Brasil divulgou o titulo brasileiro sendo O Despertar da Força. Em 28 de novembro, o primeiro teaser trailer foi lançado nos cinemas americanos e na internet, mostrando a Millennium Falcon e os novos personagens principais.[80]

Em 11 de dezembro, Entertainment Weekly divulgou fotos que revelam os nomes dos personagens de O Despertar da Força. As imagens parecem ser de cartões colecionáveis, semelhante aos lançados no lançamento do primeiro Star Wars em 1977, e mostram Poe Dameron (Oscar Isaac), Rey (Daisy Ridley) e Finn (John Boyega). O usuário do lado sombrio com o sabre de luz que aparece no primeiro teaser trailer do longa tem o nome de Kylo Ren e o androide em formato de bola se chama BB-8.[81]

Nos materiais de divulgação o subtítulo "Episódio VII" foi cortado, embora esteja presente na abertura do filme. A mesma coisa foi feita com O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi. Tirar o número dos episódios do material de divulgação tinha sido quebrado por Lucas nos anos 90 e com a trilogia de prequela, mas foi retomado pela Disney, provavelmente, para facilitar o marketing do filme entre o público que não viu os episódios anteriores.

A pré-estreia mundial aconteceu no dia 14 de dezembro de 2015, simultaneamente, na sala Dolby e no Chinese Theatre, em Hollywood, para 5 mil pessoas (eleitas por concurso), incluindo George Lucas, Spike Lee, Geena Davis, Steven Spielberg, Sofia Vergara e Joseph Gordon-Levitt - fantasiado de Yoda.[82]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Nas primeiras horas de estréia, o filme arrecadou 14 milhões de dólares, um recorde, e lucrou 100 milhões em ingressos antecipados.[83] O episódio 7 foi a maior bilheteria nos Estados Unidos para uma quinta-feira (57 milhões de dólares nas sessões de meia-noite) e abriu com 120 500 000 dólares na América do Norte, tornando-se o primeiro filme a arrecadar mais de 100 milhões em apenas um dia, superando o recorde anterior de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2, com 91 milhões. Em apenas um dia ele quebrou o recorde de maior abertura no fim de semana em dezembro, anteriormente detido por O Hobbit: Uma Jornada Inesperada.[8] Em 20 de dezembro, o sétimo episódio da saga chegou ao recorde de 247 966 675 dólares arrecadados nos estados Unidos em apenas três dias de exibição, superando Jurassic World (208 milhões de dólares), o que o torna a maior bilheteria de estreia da história nos Estados Unidos.[84] Na segunda 21, foi revelado que O Despertar da Força tinha quebrado o recorde mundial de Jurassic World (525 milhões de dólares) para um fim de semana, arrecadando 529 milhões de dólares mundialmente, o que o torna a estréia mais lucrativa de todos os tempos.[85]

No Brasil, o filme teve uma estreia excelente, de acordo com os números provisórios do Filme B, mas ainda ficou atrás de outras franquias populares. Com dois milhões de espectadores no primeiro fim de semana, Star Wars perde apenas para os mais de 2 milhões de espectadores de Velozes e Furiosos 7 e de Vingadores: Era de Ultron e os 3 milhões de A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2. Mesmo assim, registra números impressionantes, como a média de 1364 espectadores por sala.[86][87]

O Despertar da Força acumulou 81,8 milhões de dólares na segunda-feira 21, em todo mundo, chegando a 610 milhões mundialmente. Na América do Norte, ele arrecadou 40,1 milhões de dólares na segunda-feira, passando o recorde de 27 milhões anteriores do Homem Aranha 2. Os analistas já previam uma grande segunda-feira para Star Wars 7, dado o fato de que 73% das escolas estarem em recesso de férias, bem como 87% faculdades nos Estados Unidos.[88] Na terça-feira 22, tornou-se o filme de maior bilheteria numa terça-feira na América do Norte, arrecadando 37 361 729 dólares, passando o recorde anterior de O Espetacular Homem-Aranha (35 016 884 dólares).[89] Na quinta-feira 24, tinha arrecado mais de 325 438 146 dólares na América do Norte e 765 938 146 ao redor do mundo, em apenas cinco dias, sendo o único filme da história a conseguir este valor em menos de uma semana.[90] Depois de uma semana de sua estréia, na sexta-feira 25, o filme chegou a 813 milhões ao redor do mundo. Na América do Norte fez 391 051 329 dólares em sua primeira semana, a maior bilheteria conquistada em sete dias.[8] Na sexta-feira 25, Star Wars VII disparou para 49,3 milhões em 4134 cinemas na sexta-feira, passando a melhor abertura para o natal que antes pertencia a Sherlock Holmes em 25 de dezembro de 2009 que fez 24 600 000, tornando-se o maior dia de Natal para um filme nos cinemas de todos os tempos.[91] Em seu segundo final de semana, tornou-se a maior bilheteria para no segundo final de semana de exibição, batendo o recorde anterior de Jurassic World (106 milhões de dólares), arrecadando 153,5 milhões.

Em 12 dias de lançamento, o filme chegou a 1 086 058 914 dólares ao redor do mundo e 544 milhões na América do Norte, sendo o filme mais rápido a chegar a este valor, tanto nos países Estados Unidos/Canadá como no mundo.[8] Após uma segunda-feira 28 de quase 30 milhões de dólares, o filme arrecadou 29,3 milhões na terça 29 e possuiu uma bilheteria doméstica de 600,65 milhões de dólares. É o filme que arrecadou esse valor mais rapidamente.[92]

No dia 2 de Janeiro de 2016, O Despertar da Força ultrapassou Titanic nas bilheterias da América do Norte, com estimativas de ter arrecadado 686 425 583 dólares (contra 658 672 302 de Titanic) a segunda maior bilheteria de todos os tempos no Estados Unidos.[93] O Episódio VII fez mais 88 milhões de dólares nas bilheterias de final de semana dos Estados Unidos/Canadá (1 a 3 de janeiro). Com isso, o filme acumulou aproximadamente 740 milhões de dólares no mercado norte-americano, em apenas 18 dias. É o maior fim de semana de janeiro na América do Norte.[94] Na terça-feira 5, o episódio 7 chegou a 1 536 330 824 dólares ao redor do mundo, passando Os Vingadores e Velozes e Furiosos 7, assumindo a 4.ª colocação nas maiores bilheterias de todos os tempos.[8] Depois de apenas 20 dias em cartaz, O Despertar da Força tornou-se a maior bilheteria americana de todos os tempos (não ajustada para a inflação), com mais de 761 milhões (764 408 684 de dólares no total, de acordo com o Box Office na quinta-feira 7[8]). O recorde anterior pertencia a Avatar (2009), com 760,5 milhões de dólares somados ao longo de sete meses.[95]

Star Wars VII estreou na China em 9 de janeiro, arrecadando 33 milhões de dólares no sábado. Isso faz O Despertar da Força ter a maior abertura de um filme da Disney na China e a maior abertura em um sábado para um filme no país, que é o último território a receber o filme.[96] No dia 10 no domingo, O Despertar da Força passou Jurassic World (1,669 bilhão de dólares) e tornou-se a terceira maior bilheteria de todos os tempos com 1 733 411 043 dólares arrecadados, sendo mais de 800 milhões na América do Norte, primeiro filme a chegar a este valor.[8] O filme saiu do topo das bilheterias dos Estados Unidos no segundo fim de semana de Janeiro, após as 12 indicações ao Óscar de The Revenant o levarem ao 2.º lugar e a estréia da comédia Ride Along 2 que ficou em 1.º. No entanto, já arrecadou mais de 850 milhões de dólares nos Estados Unidos, indo chegar a 900 milhões nas bilheterias domésticas. Internacionalmente arrecadou mais de 1 bilhão de dólares, pertencendo a um grupo seleto de cinco filmes que passou de um bilhão no exterior.[97] Na sexta-feira 5 de fevereiro, Star Wars 7 chegou a 900 milhões de doláres arrecadados na América do Norte, também o primeiro filme a chegar a este valor.[98] No primeiro fim de semana de fevereiro, O Despertar da Força chegou a 2 bilhões ao redor do mundo em menos de dois meses.[99]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

O filme tem 92% de aprovação dos críticos no Rotten Tomatoes, indicando aclamação. O consenso é esse: "recheado de ação, e povoado por rostos conhecidos e novos, The Force Awakens traz de volta a antiga glória da série com energia renovada."[100]. Dana Stevens do Slate elogiou os personagens: "Tal como os seus antepassados de Star Wars (1977), Finn de Boyega e Rey de Ridley são corajosos, engraçados, e admiráveis, mas também imperfeitos, inseguros, e às vezes com medo. Ou seja, eles são personagens multifacetados, genuínos, com motivações críveis." Brian Butt do USA Today disse: "Star Wars: O Despertar da Força, retorna a icônica franquia sci-fi para um lugar glorioso que não foi visto desde que os Ewoks fizeram sua dança da vitória em O Retorno de Jedi há 32 anos. Richard Roeper do Chicago Sun Times disse: "The Force Awakens tem sequências memoráveis de batalha, que nos dá calafrios com as aparições das estrelas originais e introduz uma nova geração de personagens fantásticos."[101]

Mas o filme não ficou imune a críticas negativas que reclamaram da falta de originalidade da trama. Andrew O'Hehir do Salon.com argumentou que: "Abrams fez uma cópia adoradora de Star Wars (1977), buscando corrigir suas falhas mais visíveis, sem compreender que nada sobre o contexto de Star Wars, seu significado ou enorme impacto cultural pode ser duplicado." Kate Taylor do Globe and Mail disse: "Alguns podem se emocionar com o reconhecimento de mais um espetacular duelo primal ao longo de um grande vazio. Porém outros devem saber que o verdadeiro teste de um mito, não reside na capacidade de se repetir, mas de se reinventar."[101]

Conforme relato de diversas publicações especializadas em cinema por toda a internet americana e inglesa[102][103][104][105][106][107], o filme é uma homenagem (ou refilmagem) do episódio IV. Luke Skywalker atua como se fosse o Obi-Wan Kenobi do episódio IV. Ele é um eremita que se isolou da sociedade depois de ter se frustado com a perda de seu aprendiz para o Lado Negro da Força. Ele, assim como o Obi-Wan do episódio IV, é perseguido pela Primeira Ordem (que assume o mesmo papel do Império do episódio IV). E ele, também, é procurado pela Resistência (que assume o papel dos rebeldes) para treinar um Jedi que é, na prática, uma órfã sem memória chamada Rey (assumindo papel similar ao do Luke do episódio IV). Kylo Ren é o aprendiz de Luke que se perdeu e foi ao Lado Negro da força (assim como foi com Darth Vader e Obi-Wan) e StarKiller Base é uma nova Estrela da Morte.

Prêmios, nomeações e honrarias[editar | editar código-fonte]

O American Film Institute (AFI), elegeu O Despertar da Força um dos 10 melhores filmes americanos do ano de 2015.[108] Daisy Ridley foi honorada no dia 25 de fevereiro com o Oscar Wilde Awards que homenageia irlandeses - ou de ascendência irlandesa - que contribuirão de maneira notória com o cinema e televisão no ano; ela recebeu a honra com mais outros 4 irlandeses.[109]

Foi nomeado a melhor filme no Critics Choice Awards que ocorreu em 17 de janeiro de 2016, mas perdeu para Spotlight.[110] O figurino de Star Wars 7 foi indicado a melhor figurino em filme de fantasia no Costume Designers Guild Awards 2016,[111] os vencedores foram anunciados em 23 de fevereiro e Star Wars perdeu para o figurino de Mad Max: Fury Road.[112] O Despertar da Força foi indicado a quatro BAFTA[desambiguação necessária] 2016: Melhor Trilha Sonora Original (John Williams), Melhor Design de Produção, Melhor Som e Melhores Efeitos Visuais. Vencendo em melhores efeitos visuais e John Boyega ganhando em melhor ator revelação por seu papel como Finn, em 14 de fevereiro.[113][114]

O episódio VII foi indicado a 5 prêmios no Óscar 2016: Melhor Trilha Sonora Original, Melhor Montagem, Melhor Mixagem de Som, Melhor Edição de Som e Melhores Efeitos Visuais, a premiação ocorreu em 28 de fevereiro mas Star Wars não levou nenhum.[115][116]

O filme venceu quatro prêmios das sete indicações no VES Awards, que reconhece os trabalhos mais notáveis em efeitos visuais e os artistas que os criaram. Venceu em Melhor Efeitos Visuais em um Filme Fotorealista, Melhor Cinematografia Virtual em um Projeto Fotorealista, Melhor Ambiente Criado em um Filme Fotorealista e Melhores Modelos em um Filme Fotorealista ou Animado (BB-8).[117]

No dia 24, o Saturn Awards divulgou a lista dos nomeados para a premiação de 2016 e O Despertar da Força conseguiu o maior número de indicações: quinze ao todo, incluindo múltiplas nomeações nas categorias de atuação: melhor atriz para Daisy Ridley, melhor atriz coadjuvante para Lupita Nyong'o e Carrie Fisher, melhor ator para Harrison Ford e melhor ator coadjuvante para Adam Driver e John Boyega. A premiação ocorre em junho de 2016.[118][119]

Star Wars VII foi nomeado a quatro categorias no Kids Choice Awards 2016 e venceu em filme favorito do ano no dia 12 de março.[120] O Despertar da Força recebeu 11 nomeações ao MTV Movie Awards 2016, incluindo melhor filme do ano.[121] A premiação aconteceu em 9 de abril, e Star Wars VII venceu em filme do ano, atriz revelação (Daisy Ridley) e Melhor Vilão (Adam Driver).[122] O Despertar da Força venceu o Empire Awards 2016 de melhor filme de ficção-científica, melhor direção (J.J. Abrams), melhores efeitos visuais e John Boyega e Daisy Ridley venceram em melhor ator e atriz revelação, respectivamente, no dia 20 de março.[123]

Impacto[editar | editar código-fonte]

Foi divulgado um infográfico com um estudo da Seekr, empresa brasileira de monitoramento e relacionamento de marcas em redes sociais, realizado para o laboratório Mission Control, especialista em análise de dados sociais no Brasil, que aponta quais foram os assuntos mais comentados envolvendo o lançamento do filme. Em apenas três dias, foram aproximadamente 574.000 menções ao longa nas redes sociais, o que representa 28 postagens por segundo. Hashtags como #theforceawakens, #starwars e #starwarstheforceawakens também tomaram conta das plataformas. Foram criadas cerca de 653 teorias diferentes para o novo filme, sendo 91% delas publicadas no Twitter. Claro que os odiados spoilers não ficaram de fora do levantamento e foram citados por 33,8% dos internautas.[124]

Referências

  1. Holland, Luke (7 de abril de 2014). «Star Wars Episode VII: what we know as shooting starts». The Guardian. UK. Arquivado desde o original em 27 de dezembro de 2015. Consultado em 16 de dezembro de 2014. 
  2. «Star Wars: The Force Awakens (2015)». Box Office Mojo. Consultado em 14 de maio de 2016. 
  3. «The Force Awakens: Título oficial no Brasil é “O Despertar da Força”». Coruscant br. 27 de novembro de 2014. Consultado em 27 de novembro de 2014. 
  4. Rinzler, J.W. «The Long, Winding, and Shapeshifting Trail to Episodes VII, VIII & IX». StarWars.com. Consultado em 30 de outubro de 2012. 
  5. «New Video Series: A Discussion About the Future of Star Wars | StarWars.com» (em inglês). Consultado em 2016-09-02. 
  6. «How George Lucas' Star Wars 7 Ideas Were Used By Disney - CINEMABLEND». 2015-01-20. Consultado em 2016-09-02. 
  7. Portal Cinema (9 de Novembro de 2014). «Star Wars: Episode VII Recebe Título Oficial». Portal Cinema. Consultado em 14 de Novembro de 2014. 
  8. a b c d e f g «'Star Wars: The Force Awakens' Shatters Opening Day Record». Box Office Mojo. Consultado em 19 de Dezembro de 2015. 
  9. a b c Leonard, Devin (07 de Março de 2013). «How Disney Bought Lucasfilm—and Its Plans for 'Star Wars'» (em inglês). Business Week. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  10. «Update: Toy Story 3's Michael Arndt Confirmed As Star Wars: Episode VII Writer» (em inglês). Vulture. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  11. «David Fincher discusses meeting Disney about Star Wars: Episode VII» (em inglês). Total Film. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  12. «Brad Bird on 'Incredibles' Sequel» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  13. «Guillermo Del Toro Says He Was Approached For 'Star Wars: Episode 7,' Would Have Loved To See Brad Bird Direct The Sequel» (em inglês). Indiewire. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  14. «Disney Plans Stand-Alone 'Star Wars' Films» (em inglês). CNBC. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  15. «Writer Michael Arndt Exits 'Star Wars: Episode VII'» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  16. «J.J. Abrams: Taking Over ‘Star Wars’ Writing Duties With Lawrence Kasdan A Matter Of Time» (em inglês). Deadline. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  17. «J.J. Abrams Tells Us What Will Make ‘Star Wars’ ‘Infinitely Better’» (em inglês). MTV. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  18. «J.J. ABRAMS UN LIVRE ET DES ÉTOILES» (em francês). Paris Match. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  19. «J.J. Abrams Says 'Star Wars Episode VII' Script Done, Confirms Jesse Plemons Talks» (em inglês). TheWrap. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  20. «Lucasfilm Clarifies Star Wars Expanded Universe» (em inglês). IGN. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  21. «Star Wars Feature Film Production Returns to the U.K.» (em inglês). StarWars.com. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  22. «Source: J. J. Abrams Building 'Star Wars' Postproduction Facility in L.A. (Exclusive)» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  23. «Star Trek Costume Designer Joins Star Wars VII Crew» (em inglês). IGN. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  24. «Maryann Brandon and Mary Jo Markey on Cutting Star Trek Into Darkness» (em inglês). Studio Daily. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  25. «J.J. Abrams Hires 'Star Trek' Cinematographer to Shoot 'Star Wars: Episode VII' on 35MM Film» (em inglês). The Wrap. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  26. «Star Wars: Episode VII': Lawrence Kasdan's big move» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  27. «Master Filmmaking Team Announced for Star Wars: Episode VII» (em inglês). StarWars.com. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  28. «Master Filmmaking Team Announced for Star Wars: Episode VII» (em inglês). Hero Complex. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  29. «Abrams and Kasdan Take Over Writing of New 'Star Wars' Movie» (em inglês). New York Times. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  30. «Star Wars open auditions venue and dates change» (em inglês). BBC. Consultado em 2 de Dezembro de 2014. 
  31. Breznican, Anthony (May 16, 2014). "Star Wars Episode VII A New Hope (Really)". Entertainment Weekly.
  32. a b «How 'Star Wars' Director J.J. Abrams Kept the Cast Secret» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  33. «Saoirse Ronan Confirms She Did Audition For 'Star Wars: Episode VII' Role, But 'So Did Everyone'» (em inglês). Huffington Post. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  34. «Lupita Nyong'o Meets With J.J. Abrams for 'Star Wars: Episode VII'» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  35. «Breaking Bad's’ Jesse Plemons Eyed for Lead in ‘Star Wars: Episode VII’ (Exclusive)» (em inglês). The Wrap. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  36. «Star Wars': Adam Driver Near Deal to Play the Villain (EXCLUSIVE)» (em inglês). Variety. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  37. «Star Wars: Episode VII' Speculation Centers on Unknown Oxford Actress» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  38. «JJ Abrams looking at 'unknown actors' for Star Wars Episode VII like original trilogy cast» (em inglês). Express. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  39. «New Star Wars films 'would have bored me', says Scots actor Denis Lawson» (em inglês). The Courier. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  40. «STAR WARS: EPISODE VII CAST ANNOUNCED» (em inglês). StarWars.com. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  41. «Star Wars: Episode VII director J.J. Abrams still has casting tricks up his sleeve» (em inglês). The Wrap. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  42. «‘Star Wars: Episode VII’ Cast Revealed» (em inglês). Variety. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  43. «Academy Award Winner Lupita Nyoung'o Joins the Cast of Star Wars: Episode VII» (em inglês). StarWars.com. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  44. «And now we know that Luke Skywalker has a beard in 'Star Wars: Episode VII' -- PHOTO» (em inglês). PopWatch. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  45. «Star Wars 7 actors Mark Hamill, Carrie Fisher 'told to lose weight'» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  46. «Anthony Daniels' deep-dive 'Star Wars' interview: C-3PO's past, present and future» (em inglês). Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  47. «Carrie Fisher dropped 40 pounds for 'Star Wars: Episode VII', proud mom Debbie Reynolds says» (em inglês). NY Daily News. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  48. «Star Wars: Episode VII': J.J. Abrams Offers Fans a Chance to Be in Movie» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  49. «Warwick Davis Will Return for Star Wars: Episode VII, Plus Darth Vader's Star Wars Rebels Appearance Revealed» (em inglês). Coming Soon. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  50. «Debbie Reynolds Gives a Family-Filled Curtain Call, Vegas Style» (em inglês). Vegasseven.com. Consultado em 3 de Dezembro de 2014. 
  51. «J.J. Abrams un livre et des etoiles» (em francês). Paris Match. 
  52. «Confirmed complete Star Wars EpisodeVII». Hitfix. 
  53. «Episode VII filming to begin in UK in May». BBC. 
  54. «Star Wars 7 Iceland rumours spark speculation of return to Hoth». metro.co.uk. 
  55. «Abu Dhabi is First Location for Star Wars: Episode VII» (em inglês). 
  56. «"Film Renaissance".» (em inglês). Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  57. «Star Wars Episode VII' Is Filming In IMAX» (em inglês). Slash Film. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  58. «CNBC Exclusive: CNBC Transcript: Disney Chairman & CEO Bob Iger Speaks with CNBC's David Faber on "Squawk on the Street" Today» (em inglês). CNBC. 07 de maio de 2014. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  59. «It's Official: 'Star Wars: Episode VII' Filming in Abu Dhabi» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  60. «"Star Wars filming to start on May 13 in Abu Dhabi desert» (em inglês). The National. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  61. «Harrison Ford Injured on the Set of 'Star Wars: Episode VII'» (em inglês). Variety. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  62. «Harrison Ford's Leg Injury To Halt 'Star Wars: Episode VII' Production For 2 Weeks» (em inglês). Huffington Post. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  63. «Harrison Ford's 'Star Wars' Injury: New Details!» (em inglês). Celebrity Yahoo!. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  64. «Harrison Ford - Harrison Ford is recovering rapidly» (em inglês). Contact Music. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  65. «And . . . action! New 'Star Wars' film shoot kicks off on Skellig Michael» (em inglês). Independent. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  66. «Harrison Ford to return to 'Star Wars'» (em inglês). Chron. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  67. «A galaxy faraway, so close: Adam Driver on the intimacy of 'Star Wars: Episode VII'» (em inglês). Inside Movies. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  68. «Star Wars 7: 'Extraordinary' Cast and Crew Hailed As Film Wraps» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  69. «Star Wars Episode VII to Use Film, Be More Like Original Trilogy» (em inglês). Mashable. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  70. «Rian Johnson Says Next 'Star Wars' Will Have Less CGI, More Practical Effects» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  71. «'Star Wars,' 'Avengers' Spawn Industrial Light & Magic's London Expansion» (em inglês). Variety. 11 de Fevereiro de 2014. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  72. «John Williams Confirmed to Score 'Star Wars: Episode VII'» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  73. «Episode VII’ Trailer Music to be Recorded Nov. 15?» (em inglês). John Williams Fan Network. Consultado em 10 de Dezembro de 2014. 
  74. Gornstein, Leslie (30 de outubro de 2012). «Star Wars 7 Plot Will Be "an Original Story," Says Lucasfilm Source». E! Online [S.l.: s.n.] Consultado em 30 de outubro de 2012. 
  75. Chitwood, Adam (30 de outubro de 2012). «George Lucas and Kathleen Kennedy Talk the Future of STAR WARS; Reveal They’ve Already Met with Writers for EPISODE VII». Collider.com. Consultado em 1 de novembro de 2012. 
  76. a b Waxman, Sharon (30 de outubro de 2012). «'Star Wars' 7, 8 and 9 Are 'The Most Exciting,' Says George Lucas Biographer (Exclusive)». The Wrap. Consultado em 1 de novembro de 2012. 
  77. Página em inglês, visitada em 13 de agosto de 2014
  78. a b Breznican, Anthony (2 de novembro de 2012). «'Star Wars' sequel author Timothy Zahn weighs in on new movie plans -- EXCLUSIVE». Entertainment Weekly. Consultado em 3 de novembro de 2012. 
  79. «Título de 'Star Wars: Episódio VII' é revelado». Globo. 06 de novembro de 2014. 
  80. «Star Wars: The Force Awakens Official Teaser». Youtube. 
  81. «Nomes dos personagens do novo STAR WARS são revelados». Cinema em Cena. Consultado em 11 de Dezembro de 2014. 
  82. «“Star Wars: O Despertar da Força” é recebido com empolgação pelos fãs». Gazeta do Povo. Consultado em 26 de julho de 2016. 
  83. «O Despertar da Força estreia com recordes». Consultado em 18 de Dezembro de 2015. 
  84. «Star Wars – O Despertar da Força supera Jurassic World e se torna a maior bilheteria de estreia da historia». Consultado em 20 de Dezembro de 2015. 
  85. «‘Star Wars’ quebrou o recorde de ‘Jurassic World’ nas bilheterias mundiais». Cinepop. Consultado em 22 de Dezembro de 2015. 
  86. «Bilheterias Brasil: Star Wars - O Despertar da Força tem a terceira maior estreia de todos os tempos». Adoro Cinema. Consultado em 21 de Dezembro de 2015. 
  87. «O Despertar da Força tem a 4ª maior abertura da história no Brasil». Frase de Star Wars. Consultado em 23 de Dezembro de 2015. 
  88. «‘Force Awakens’ Whips ‘Spider-Man 2’s Monday U.S. Record With $40.1M; Global B.O. At $610.8M – Update». Deadline. Consultado em 22 de Dezembro de 2015. 
  89. «Single Day Tuesday Gross». Box Office Mojo. Consultado em 24 de Dezembro de 2015. 
  90. «FASTEST TO $100–$500 MILLION». Box Office Mojo. Consultado em 24 de Dezembro de 2015. 
  91. «Star Wars: O Despertar da Força quebra mais um recorde se tornando a maior bilheteria para o natal da história». Cabana do Leitor. Consultado em 26 de Dezembro de 2015. 
  92. «O Despertar da Força quebra mais um recorde de bilheteria!». Consultado em 30 de Dezembro de 2015. 
  93. «All Time Domestic». Box Office Mojo. Consultado em 2 de Janeiro de 2016. 
  94. «O Despertar da Força é a maior bilheteria da história dos EUA». Consultado em 4 de Janeiro de 2016. 
  95. «Star Wars - O Despertar da Força passa Avatar e se torna o maior sucesso de todos os tempos nos EUA». Adoro Cinema. 
  96. «O Despertar da Força estreia com 33 milhões de dólares na China!». Consultado em 10 de Janeiro de 2016. 
  97. «'Ride Along 2' and 'Revenant' Look to Remove 'Star Wars' from Its Perch». Box Office Mojo. Consultado em 17 de Janeiro de 2016. 
  98. «The Force Awakens surpasses 900 million». Star Wars Underworld. Consultado em 5 de Fevereiro de 2016. 
  99. «Star Wars ultrapassa a barreira dos 2 bilhões de dólares na bilheteria mundial». Consultado em 6 de Fevereiro de 2016. 
  100. «The Force Awakens». Rotten Tomatoes. Consultado em 18 de Dezembro de 2015. 
  101. a b «Top critics». Rotten Tomatoes. Consultado em 18 de Dezembro de 2015. 
  102. «EW-A New Hope Similarities» [S.l.: s.n.] 
  103. «Collider-Force Awakens Review» [S.l.: s.n.] 
  104. «Movieplot Review» [S.l.: s.n.] 
  105. «Whatculture-10 Ways its a Remake of a New Hope» [S.l.: s.n.] 
  106. «GQ Magazine-Force Awakens Plot» [S.l.: s.n.] 
  107. «Looper-Biggest Complaints of Force Awakens» [S.l.: s.n.] 
  108. «AFI AWARDS 2015». AFI. Consultado em 19 de Dezembro de 2015. 
  109. «Oscar Wilde Awards Honor Quintet of Showbiz Stars at Insiders Event». Variety. Consultado em 26 de Fevereiro de 2016. 
  110. «'The Force Awakens' Nominated for Best Picture at The Critics Choice Awards». Consultado em 23 de Dezembro de 2015. 
  111. «Indicados ao Costume Designers Guild Awards 2016». Plano Critico. Consultado em 8 de Janeiro de 2016. 
  112. «Winners Announced at the 18th Costume Designers Guild Awards with Presenting Sponsor LACOSTE» (em inglês). Costume Designers Guild. Consultado em 26 de fevereiro de 2016. 
  113. «Bafta 2016: 'O regresso' e Leonardo DiCaprio ganham prêmio britânico». Cinema. Consultado em 2016-02-15. 
  114. «BAFTA 2016». Consultado em 14 de Janeiro de 2016. 
  115. «Oscar Nominations». OSCAR. Consultado em 14 de Janeiro de 2016. 
  116. «Oscars 2016: Complete coverage of the 88th Academy Awards; Spotlight wins best picture; Chris Rock’s monologue; complete list of winners». Washington Post. 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 29 de Fevereiro de 2016. 
  117. «O Despertar da Força fatura 4 Visual Effects Society Awards». JediCenter. Consultado em 3 de Fevereiro de 2016. 
  118. «Saturn Awards». site oficial. Consultado em 26 de fevereiro de 2016. 
  119. «‘Star Wars,’ ‘Mad Max,’ ‘Walking Dead’ Lead Saturn Awards Nominations» (em inglês). Variety. Consultado em 26 de fevereiro de 2016. 
  120. «Star Wars: O Despertar da Força é nomeado a filme favorito do ano». Sociedade Jedi. Consultado em 13 de Março de 2016. 
  121. «STAR WARS: THE FORCE AWAKENS NOMINATED FOR 11 MTV AWARDS!». Making Star Wars. Consultado em 8 de Março de 2016. 
  122. «MTV Movie Awards 2016: Complete List of Winners». E! Online. 10 de abril de 2016. Consultado em 10 de Abril de 2016. 
  123. Nugent, John. «Star Wars and Mad Max win big at the 2016 Jameson Empire Awards». Empire Online. Consultado em 20 de Março de 2016. 
  124. «Star Wars - O Despertar da Força "quebrou" a internet; Confira em números». Filmow. Consultado em 19 de Dezembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]