Statheriano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na escala de tempo geológico, o Statheriano é o mais recente período da era Paleoproterozóica do éon Proterozóico, compreendido entre 1 bilhão e 800 milhões e 1 bilhão e 600 milhões de anos atrás, aproximadamente. O período Statheriano sucede o período Orosiriano de sua era e precede o período Calymmiano da era Mesoproterozóica de seu éon. Como os outros períodos de seu éon, não se divide em épocas.

O nome Sthateriano, também conhecido como Estateriano, tem origem no grego Sthatheros, e significa "Estável", devido a estabilização dos continentes e o surgimento das modernas placas tectônicas.[1]

Após dois períodos em que os continentes só aumentavam de tamanho (Orosiriano e Rhyaciano), no Statheriano teve início uma fase de quebras, gerando novamente vários blocos continentais menores.

Localmente ainda ocorreram eventos compressivos, como é o caso da faixa Rio Negro-Juruena (oeste da Amazônia, Colômbia e Paraguai), mas predominam amplamente os processos distensivos.

Na Plataforma Sulamericana essa extensão está representada por sedimentação do tipo rift (Grupo São João del Rey em MG), com extensos enxames de diques máficos (Roraima/Venezuela), magmatismo bimodal (sul do Brasil, Uruguai e nordeste da Argentina), dentre outros. [2]

Supõe-se que a origem das células eucariontes a partir de organismos ancestrais  procariontes anaeróbios, deva ter ocorrido, há cerca de 1,7 bilhões de anos. A célula eucarionte unicelular (de protozoários como a ameba) ou pluricelulares (das plantas e animais) fundamenta-se no desenvolvimento de dobras membranosas que invaginaram formando compartimentos intracelulares com formas e funções diferenciadas, além de possibilitar e proteção do material genético, pela carioteca.[3]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Páginas relacionadas[editar | editar código-fonte]

  1. «Statheriano ou Estateriano». www.avph.com.br. Consultado em 14 de agosto de 2017 
  2. Dios, Fatima. «Era Paleoproterozóica». www.fgel.uerj.br. Consultado em 14 de agosto de 2017 
  3. «4.como surgiu a vida». www2.ibb.unesp.br. Consultado em 15 de agosto de 2017