Acordo de Estatuto de Forças

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Status of Forces Agreement)
Ir para: navegação, pesquisa

Acordo de Estatuto de Forças[1][2][3] (em inglês: Status of Forces Agreement, SOFA) é um acordo entre um país para operar forças militares em uma nação estrangeira. Teoricamente, não constitui um acordo de segurança, que estabelece os direitos e privilégios do pessoal estrangeiros presente no país de acolhimento, em apoio do acordo de segurança maior.[4]

Acordos para tropas dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

A maioria dos acordos do tipo firmados pelos Estados Unidos são públicos, outros são confidenciais.[5] Alguns são:

  • Japão — Em 1951, os Estados Unidos e o Japão assinaram o Tratado de São Francisco, que deu aos Estados Unidos o uso das terras do Japão, o ar, e forças navais, instalações e áreas. O tratado original foi modificado em 1960 para o Acordo de Estatuto de Forças, em uma tentativa de fazer o acordo mais bilateral. Desde então, o Acordo de 1960 continuou a servir de justificação legal para a presença militar americana em Okinawa, no Japão e em outros lugares.[6]
  • Coreia do Sul — Foi concluído em 1966, com a Coreia do Sul, um acordo de estatuto de forças, clarificando a situação legal das forças dos EUA estacionadas ali.[7][8]

Referências

  1. Group, Global Media. «Internacional - EUA e Cabo Verde preparam acordo militar que inclui presença de forças na região». DN. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  2. «Otan planeja papel no Afeganistão após saída das tropas». DW.COM. Deutsche Welle. 24 de outubro de 2013. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  3. «Otan planeja papel no Afeganistão após saída das tropas». DefesaNet 
  4. «Status of Forces Agreement (SOFA): What Is It, and How Might One Be Utilized In Iraq?» (pdf) (em inglês). Stuff.mit.edu do Wikileaks. Consultado em 1 de dezembro de 2008 
  5. «U.S. Security Agreements and Iraq» (html) (em inglês). Council on Foreign Relations. Consultado em 2 de outubro de 2008 
  6. (em inglês) «Key facts about Okinawa, a thorn in U.S.- Japan diplomatic ties - International Business Times». Ibtimes.com. Consultado em 3 de junho de 2010 
  7. Kim Dangtaek (2002, p. 486)
  8. US-ROK Status of Forces Agreement 1966–1967, United States Forces Korea

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kim Dangtaek (김당택) (2002). Our Korean History (우리 한국사). Seoul: Pureun Yeoksa. ISBN 89-87787-62-1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.