Stephen Colbert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Colbert, veja Colbert.
Stephen Colbert
Stephen Colbert em 2011
Stephen Colbert em 2011
Nome de nascimento Stephen Tyrone Colbert
Nascido(a) em 13 de maio de 1964 (52 anos)
Washington D.C., Estados Unidos da América
Nacionalidade Estados Unidos Americano
Anos em atividade 1984 - presente
Gênero Sátira política, noticiário satírico, comédia de improviso, personagens, comédia musical
Tema(s) Política americana, eventos atuais, cultura popular, religião, conservadorismo americano, direita cristã, cultura popular, ego-mania, xenofobia, comunicação social, sexualidade.
Influências Don Novello, Maurice Sendak, Bill Cosby, George Carlin, Dean Martin, Jon Stewart, Steve Martin, Bill O'Reilly, David Letterman
Influenciou Ed Helms, Rob Corddry, Aasif Mandvi, James Corden
Cônjuge Evelyn McGee-Colbert (3 filhos)
Trabalhos de
destaque
Apresentador do The Colbert Report (2005-2014)
Apresentador do The Late Show with Stephen Colbert (2015 -)
Emmy Awards
Melhor Programa de Variedade, Comédia ou Música:
2013, 2014 - The Colbert Report
Melhor roteiro para programa de Variedade, Comédia ou Música:

2004, 2005, 2006 - The Daily Show
2008, 2010, 2013, 2014 - The Colbert Report

Grammys
Melhor Álbum de Comédia

2010 - A Colbert Christmas: The Greatest Gift of All!
Melhor Álbum Falado
2014 - America Again: Re-becoming The Greatness We Never Weren't

Stephen Tyrone Colbert (Washington, D.C., 13 de maio de 1964) é um apresentador, comediante, argumentista, escritor, produtor e ator americano.[1] Ficou conhecido por apresentar o Colbert Report e hoje apresenta o Late Show with Stephen Colbert, da rede CBS, substituindo o apresentador anterior do Late Show, David Letterman. É casado com Evelyn McGee-Colbert, com quem tem três filhos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Washington DC, mas criado na Carolina do Sul, é o mais novo de onze irmãos de uma família de origem católica irlandesa. Colbert trabalhou na rede de televisão Comedy Central de 1997 a 2014, atuando inicialmente como "correspondente" do jornal humorístico The Daily Show - como os outros supostos correspondentes do programa, ele gravava suas inserções em estúdio. Colbert era conhecido pelo estilo irônico, utilizando-se de aparentes falácias para ilustrar uma mensagem de forma enviesada.

O sucesso alcançado no Daily Show levou à saída, em 2005, para apresentar seu próprio programa jornalístico na emissora: o Colbert Report, onde satiriza o pensamento conservador dos Estados Unidos; sua crítica é dirigida, em especial, ao Partido Republicano e à emissora Fox News. Protagonista do Colbert Report, Stephen Colbert representa uma personagem, de mesmo nome, que se caracteriza pela ingenuidade e ignorância, fé na corrente política do então governo Bush e idolatria ao jornalista conservador Bill O'Reilly, cujo show The O'Reilly Factor serviu de inspiração para o The Colbert Report.

Em 2007, Colbert publicou o livro I Am America (And So Can You), que encabeçou a lista dos mais vendidos do jornal The New York Times, além de participar anteriormente do best-seller America (The Book). Ele já esteve presente na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, editada pela revista Time; recebeu três prêmios Emmy e dois Peabody.

Em 2006, Stephen Colbert recebeu grande atenção no meio político internacional ao ser convidado a se apresentar diante dos maiores nomes da política e imprensa norte-americana, no aclamado jantar anual da Associação dos Correspondentes da Casa Branca. Durante sua performance, Colbert utilizou seu personagem (um caricato âncora de TV conservador) para promover um verdadeiro "roast" do presidente George W. Bush,[2] elogiando-o ironicamente enquanto tecia diversas críticas provocativas à sua administração, caçoava de sua baixa popularidade e fazia piadas com o relacionamento entre governo e mídia. Desde então demonstrações adicionais da enorme inserção de Colbert no meio político norte-americano incluem as frequentes participações do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em seu show - sendo que o mandatário norte-americano já chegou até mesmo a tomar o lugar do comediante e apresentar em pessoa o Colbert Report.[3]

Em 10 de abril de 2014, a rede de televisão CBS deu uma coletiva de imprensa onde afirmou que Colbert "iria substituir David Letterman como anfitrião do programa The Late Show, assim que Letterman se aposentar".[4] Colbert não apresenta o programa na forma (sátira) do personagem que ele fazia no The Colbert Report.[5] O programa estreou em 8 de setembro de 2015 e foi bem recebido pela crítica e pelo público.[6]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Stephen Colbert
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Stephen Colbert