Stephen Harper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Muito Honorável
Stephen Harper
PC
21.º Primeiro-ministro do Canadá
Período 6 de fevereiro de 2006
a 4 de novembro de 2015
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Paul Martin
Sucessor(a) Justin Trudeau
Líder da Oposição
Período 21 de maio de 2002
a 5 de fevereiro de 2006
Antecessor(a) Stockwell Day
Sucessor(a) Stéphane Dion
Dados pessoais
Nome completo Stephen Joseph Harper
Nascimento 30 de abril de 1959 (63 anos)
Toronto, Ontário, Canadá
Progenitores Mãe: Margaret Johnston
Pai: Joseph Harris Harper
Alma mater Universidade de Calgary
Esposa Laureen Teskey (1993–presente)
Filhos 2
Partido Liberal (antes de 1985)
Progressista-Conservador (1985–1987)
Reforma (1987–1997)
Aliança (2002–2003)
Conservador (2003–presente)
Religião Aliança Cristã e Missionária
Assinatura Assinatura de Stephen Harper

Stephen Joseph Harper PC (Toronto, 30 de abril de 1959) é um político canadense que serviu como Primeiro-ministro do Canadá de 2006 até 2015. Antes disso foi Líder da Oposição entre 2002 e 2006.

Stephen Harper em 2007.

Harper obteve facilmente sua posição na Câmara dos Comuns como Membro do Parlamento, representando um distrito eleitoral de Calgary, em Alberta. Harper é o primeiro chefe de governo canadense eleito a representar um distrito eleitoral fora da província de Quebec, desde Joe Clark, que também representara um distrito de Alberta — Kim Campbell foi primeira-ministra do Canadá em 1993 pela Colúmbia Britânica, mas não foi eleita pela população, e sim, tornara-se primeira-ministra ao assumir a liderança do Partido Progressista Conservador.

Durante o governo de Harper, puxado por uma crise internacional, a economia do Canadá começou a cambalear. Para tentar sanar as dificuldades financeiras, seu governo adotou uma série de medidas de austeridade.[1] Apesar de efetiva, a recuperação econômica foi lenta.[2]

No âmbito externo, manteve uma política alinhada aos Estados Unidos, estreitou negócios com a Europa[3] e estabeleceu boas relações na Ásia, particularmente com a China. Em 2011, retirou o Canadá do Protocolo de Kyoto, que visava combater o aquecimento global através do controle das emissões dos gases geradores do efeito estufa.[4]

Apesar de popular no começo do seu governo, seus índices de aprovação começaram a declinar nos seus últimos anos no cargo de primeiro-ministro, principalmente em decorrência da estagnação econômica.[5] Assim, nas eleições gerais de 2015, seu partido acabou perdendo a maioria no Parlamento, forçando Harper a renunciar.

Referências

  1. Decloet, Derek (4 de março de 2010). «Flaherty's 'tough' budget may still be a year away». The Globe and Mail. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  2. «The least-bad rich-world economy: The charms of Canada – Good policies, good behaviour and good fortune: if only others could be as lucky». The Economist. Consultado em 4 de junho de 2011 
  3. Blanchfield, Mike (6 de junho de 2015). «Prime Minister Harper arrives in Ukraine ahead of G7 leaders' summit». CP24 (em inglês). Consultado em 26 de novembro de 2022 
  4. «Canadá é o 1º país a abandonar formalmente o Protocolo de Kyoto - Geral». Estadão. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  5. Caplan, Gerald (17 de agosto de 2015). «Stephen Harper running out of tricks to win back Canadian voters». The Globe and Mail (em inglês). Consultado em 26 de novembro de 2022 

Precedido por
Paul Martin
Primeiro-ministro do Canadá
2006 - 2015
Sucedido por
Justin Trudeau