Stephen Sondheim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stephen Sondheim
Stephen Sondheim - smoking.JPG

Sondheim em 1973
Informação geral
Nome completo Stephen Joshua Sondheim
Nascimento 22 março de 1930 (86 anos), Nova Iorque, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) Teatro Musical
Ocupação(ões) Compositor, letrista
Instrumento(s) Piano
Período em atividade 1954-presente

Stephen Joshua Sondheim (22 de Março de 1930) é um compositor e letrista, tem sido visto como o grande escritor de musicais de sua geração. Descrito por Frank Rich no The New York Times como "o maior e talvez o mais conhecido artista do teatro musical americano"[1], ele é uma das poucas pessoas a ganhar um Academy Award, vários Tony Awards (sete, mais do que qualquer outro compositor), inúmeros Grammy Awards, um Prémio Pulitzer de Teatro, e sem esquecer o Oscar de melhor canção original por Sooner Or Later da cantora Madonna para o seu álbum I'm Breathless. Suas obras mais famosas (como compositor/letrista) incluem A Funny Thing Happened on the Way to the Forum, Company, A Little Night Music, Follies, Sweeney Todd, Into the Woods, Send in the Clowns e Sunday in the Park with George, bem como as letras para West Side Story e Gypsy.

Sondheim tem material escrito para filmes, incluindo o filme Reds de 1981, para o qual ele contribuiu com a canção "Goodbye For Now". Ele também escreveu cinco músicas para o filme Dick Tracy em 1990, incluindo "Sooner or Later (I Always Get My Man) ", de Madonna, que ganhou o Oscar de Melhor Canção Original.

Ele foi presidente da Dramatists Guild de 1973 a 1981. Em comemoração do seu aniversário de 80 anos, o Teatro do ex-Henry Miller foi rebatizado de Stephen Sondheim Theatre em 15 de setembro de 2010, e a BBC Proms encenou um concerto em sua homenagem. Cameron Mackintosh tem descrito Sondheim como "possivelmente o maior letrista sempre[2].

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Sondheim foi descrito como sendo extremamente introvertido, uma figura em grande parte solitária. Em uma entrevista com Frank Rich, Sondheim disse que "o sentimento estranho - alguém que as pessoas querem tanto beijar e matar -. ocorreu muito cedo na minha vida" [3]. Ele vive com seu companheiro, Jeff Romley. Sondheim viveu com Peter Jones, um dramaturgo, durante vários anos até 1999.[4]

Obras principais[editar | editar código-fonte]

A menos que expressamente indicado, todas as músicas e letras aqui relacionadas são de Stephen Sondheim.

Side by Side by Sondheim, Marry Me A Little, You're Gonna Love Tomorrow e Putting It Together são antologias da obra de Sondheim, como compositor e letrista.

Prêmios, cargos e homenagens[editar | editar código-fonte]

Prêmio Tony[editar | editar código-fonte]

  • Company (1971, Melhor Música, Melhor Letra)
  • Follies (1972, Melhor Música)
  • A Little Night Music (1973, Melhor Música)
  • Sweeney Todd (1979, Melhor Música)
  • Into The Woods (1988, Melhor Música)
  • Passion (1994, Melhor Música)

Trívia[editar | editar código-fonte]

  • Em 2007, Sondheim dublou a si mesmo num episódio de The Simpsons intitulado "Yokel Chords", onde é contratado pelo Palhaço Krusty para escrever canções para um episódio musical especial da série de televisão de Krusty. Em certo momento, ele compõe e canta um jingle para a "Buzz Cola"; os créditos de encerramento atribuem a música a Sondheim e a letra ao roteirista do episódio, Michael Price.[5]
  • Sondheim é provavelmente o único compositor/letrista vivo a ter uma publicação regular cobrindo o seu trabalho (The Sondheim Review).
  • Em 1994, Renato Russo gravou "Send in the Clowns", composição de Sondheim.
  • A musica Somewhere ( de West Side Story ) foi gravada também no mesmo CD de Renato Russo.

Referências


  • GOTTFRIED, Martin. Sondheim. Nova York: Harry N. Abrams, Inc., 1993.
  • SECREST, Meryle. Stephen Sondheim: A Life. Nova York: Alfred Knopf, 1998.
  • ZADAN, Craig. Sondheim & Co. (2da. ed.). Nova York: Harper & Row, 1986.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]