Stephen Sondheim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Stephen Sondheim
Sondheim em 1973
Informação geral
Nome completo Stephen Joshua Sondheim
Nascimento 22 de março de 1930
Local de nascimento Nova Iorque
Estados Unidos
Morte 26 de novembro de 2021 (91 anos)
Local de morte Roxbury, Connecticut
Gênero(s) teatro musical
Ocupação(ões) compositor, letrista
Instrumento(s) piano
Período em atividade 1954-2021

Stephen Joshua Sondheim (Nova Iorque, 22 de março de 1930 - Roxbury, 26 de novembro de 2021) foi um compositor e letrista estadunidense, descrito por Frank Rich no The New York Times como "o maior e talvez o mais conhecido artista do teatro musical americano"[1], foi uma das poucas pessoas a ganhar um Academy Award, vários Tony Awards (seis, mais do que qualquer outro compositor), inúmeros Grammy Awards, um Prémio Pulitzer de Teatro, e sem esquecer o Oscar de melhor canção original por Sooner Or Later da cantora Madonna para o seu álbum I'm Breathless. Suas obras mais famosas (como compositor/letrista) incluem A Funny Thing Happened on the Way to the Forum, Company, A Little Night Music, Follies, Sweeney Todd, Into the Woods, Send in the Clowns e Sunday in the Park with George, bem como as letras para West Side Story e Gypsy.

No Brasil já foram realizados os espetáculos de sua autoria Company, Into The Woods e em 2021 estreará West Side Story, que será protagonizado por Beto Sargentelli e Giulia Ndruz e dirigido por Charles Möeller.[2]

Sondheim tem material escrito para filmes, incluindo o filme Reds de 1981, para o qual ele contribuiu com a canção "Goodbye For Now". Ele também escreveu cinco músicas para o filme Dick Tracy em 1990, incluindo "Sooner or Later (I Always Get My Man) ", de Madonna, que ganhou o Oscar de Melhor Canção Original.

Ele foi presidente da Dramatists Guild de 1973 a 1981. Em comemoração do seu aniversário de oitenta anos, o Teatro do ex-Henry Miller foi rebatizado de Stephen Sondheim Theatre em 15 de setembro de 2010, e a BBC Proms encenou um concerto em sua homenagem. Cameron Mackintosh descreveu Sondheim como "possivelmente o maior letrista sempre[3].

Vida pessoal e morte[editar | editar código-fonte]

Sondheim foi descrito como sendo extremamente introvertido, uma figura em grande parte solitária. Em uma entrevista com Frank Rich, Sondheim disse que "o sentimento estranho - alguém que as pessoas querem tanto beijar e matar -. ocorreu muito cedo na minha vida" [4]. Ele viveu com seu companheiro, Jeff Romley. Sondheim viveu com Peter Jones, um dramaturgo, durante vários anos até 1999.[5]

Sondheim morreu em 26 de novembro de 2021, aos 91 anos de idade, em Roxbury.[6]

Obras principais[editar | editar código-fonte]

A menos que expressamente indicado, todas as músicas e letras aqui relacionadas são de Stephen Sondheim.

Side by Side by Sondheim, Marry Me A Little, You're Gonna Love Tomorrow e Putting It Together são antologias da obra de Sondheim, como compositor e letrista.

Prêmios, cargos e homenagens[editar | editar código-fonte]

Prêmio Tony[editar | editar código-fonte]

  • Company (1971, Melhor Música, Melhor Letra)
  • Follies (1972, Melhor Música)
  • A Little Night Music (1973, Melhor Música)
  • Sweeney Todd (1979, Melhor Música)
  • Into The Woods (1988, Melhor Música)
  • Passion (1994, Melhor Música)

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • GOTTFRIED, Martin. Sondheim. Nova York: Harry N. Abrams, Inc., 1993.
  • SECREST, Meryle. Stephen Sondheim: A Life. Nova York: Alfred Knopf, 1998.
  • ZADAN, Craig. Sondheim & Co. (2da. ed.). Nova York: Harper & Row, 1986.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Stephen Sondheim