Steve Jones (biólogo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Steve Jones
Steve Jones (2012)
Nascimento 24 de março de 1944 (75 anos)
Aberystwyth
Prêmios Prêmio Michael Faraday (1996)
Campo(s) Biologia

Steve Jones (Aberystwyth, 24 de março de 1944) é um professor de genética britânico, diretor do departamento de biologia da University College London. Seus estudos são conduzidos no laboratório Galton. Também é apresentador de televisão e premiado autor na área biológica, especialmente sobre a evolução, sendo um dos mais populares escritores sobre este tema, que aborda de modo simples e humorado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jones nasceu em Aberystwyth, Wales, e graduou-se na University of Edinburgh e na University of Chicago. Muitas de suas pesquisas se deram sobre o caracol e as pistas que sua anatomia podem trazer sobre a biodiversidade e a genética. Seu livro In the Blood (literalmente: No Sangue) explora, confirma e desmascara muitas vezes algumas das convicções sobre hereditariedade e genética. Os tópicos abordados incluem assuntos como "tribos perdidas", famílias reais européias e hemofilia.

Em 1996 ganhou da Royal Society o prêmio Michael Faraday por "suas numerosas contribuições, numa extensa gama de obras de ciência compreensível ao público, em áreas como a evolução e variedade humana, raça, sexo, doenças hereditárias e manipulação genética em seus muitos programas de rádio e televisão, conferências, livros populares de ciência e coluna científica regular no The Daily Telegraph e contribuições em outras midia jornalísticas".

É um Membro Distinto da British Humanist Association. Foi premiado com o segundo Irwin Prize como Secularista do Ano pela National Secular Society em 7 de outubro de 2006.

Visão do criacionismo[editar | editar código-fonte]

Jones declarou que o criacionismo é anticientífico" e criticou criacionistas como Ken Ham. Sugeriu, em entrevista num programa radiofônico da BBC Radio Ulster em 2006 que aquele criacionista deveria perder a condição de doutor em medicina porque "todas as suas afirmações (criacionistas) caem diante o todo da ciência" e afirmou mais adiante que nenhum biólogo sério pode acreditar na criação bíblica.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Books by Steve Jones[editar | editar código-fonte]

Artigos de Steve Jones[editar | editar código-fonte]

Artigos sobre Steve Jones[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Steve Jones apresentou a série televisiva In the Blood, em seis capítulos, sobre genética humana, em 1996.

Citação[editar | editar código-fonte]

  • "A evolução está para as ciências sociais como as estátuas para as aves: uma conveniente plataforma na qual depositam idéias mal-digeridas."

is to the social sciences as statues are to birds: a convenient platform upon which to deposit badly digested ideas." (Tradução livre para: "Evolution is to the social sciences as statues are to birds: a convenient platform upon which to deposit badly digested ideas." )

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.