Steven Novella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Steven P. Novella
Steven Novella na TAM (The Amazing Meeting)
Conhecido(a) por Editor do Jornal Science-Based Medicine
Nascimento 29 de julho de 1964 (52 anos)
Nacionalidade Estadunidense
Cônjuge Jocelyn Novella
Alma mater Universidade de Georgetown
Religião Ateu/Agnóstico
Instituições Escola de Medicina da Universidade de Yale
Campo(s) Neurologia

Steven P. Novella (29 de julho de 1964) é um neurologista e professor assistente na Escola de Medicina da Universidade de Yale.[1] Ele é mais conhecido pelo seu envolvimento no movimento cético.

Histórico Profissional[editar | editar código-fonte]

A especialidade acadêmica de Steven Novella é a neurologia, especificamente a esclerose lateral amiotrófica (ELA ou ALS, na sigla em inglês) também conhecida por doença de Lou Gehrig. Ele também pesquisa a Miastenia Grave, a neurofisiologia em geral, outros distúrbios neuromusculares e o diagnóstico e tratamento de transtornos neurológicos hiperativos com toxinas botulínicas.[1][2]

Novella se graduou em medicina pela Universidade de Georgetown em 1991, fez residência médica no Hospital da Universidade de Georgetown e no Hospital Washington Center. Concluiu sua residência no Hospital New Haeven em Yale em 1995[3] e recebeu sua certificação em neurologia em 1998.[4]

Quando jovem, nem sempre quis ser médico. Em entrevista ao podcast "Books and Ideas", ele disse: "Acho que pensei em várias profissões. Quando era jovem, pensei em me tornar advogado por um tempo e, quando cheguei ao ensino médio, sabia que queria algo relacionado às ciências e cursei a escola preparatória para medicina ainda no colegial. Então com certeza nessa época eu provavelmente já tinha decidido o que queria fazer. Então, acho que provavelmente só no final da minha adolescência é que realmente decidi que iria entrar para a medicina."[5]

Sobre sua carreira na medicina ele disse que, "o que é bom a respeito da medicina é que mesmo muito mais tarde na carreira existem muitos rumos que se abrem na sua profissão, mesmo que você já tenha terminado sua residência. Depois que terminou seu treinamento básico, você pode decidir se vai se tornar um clínico, se vai fazer pesquisa ou ainda se vai trabalhar na indústria ou na saúde pública".[5]

Ceticismo e Pensamento Crítico[editar | editar código-fonte]

Steven Novella é um dos defensores do ceticismo científico. Em resposta a um editorial do The New York Times em que Paul Davies concluía "enquanto a ciência não vier como uma teoria testável para as leis do universo, sua alegação de ser livre de fé é evidentemente falsa",[6] Novella respondeu,

Isso não é realmente verdade porque a ciência não é dependente da fé em um mundo naturalista. Ela só segue esses métodos como se ele fosse naturalista...não é um sistema de crenças. Pessoas frequentemente me perguntam, como cético; 'Em que você acredita?' Bem, não é questão de crença. Você acredita em Percepção extrassensorial (PES)? Não importa se eu acredito em PES. A única coisa que interessa é qual é a evidência para PES? (...) Penso ser muito importante que devamos apresentar o ceticismo como um método de questionamento e não um conjunto de conclusões, não um conjunto de crenças.[7]

Em 1996, Steven Novella, seu irmão Bob e Perry DeAngelis fundaram a Connecticut Skeptical Society. Evan Bernstein conta que "Numa noite no final de 1995, Perry estava na casa de Steven casualmente virando as páginas de uma revista Skeptical Inquirer. Ele estava vendo a lista dos grupos céticos locais e comentou com Steven: 'Não existem grupos céticos em Connecticut. Nós deveríamos começar um'".[8]

O grupo mais tarde se fundiu com o Skeptical Inquirers of New England (SINE) e o New Hampshire Skeptical Resource para formar a New England Skeptical Society (NESS). Steven Novella é o atual presidente da NESS.[9]

Investigações Paranormais[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros dias da New England Skeptical Society, Novella participava de investigações de várias alegações sobre o sobrenatural. Algumas vezes, essas investigações faziam parte do processo de seleção para o Desafio de Um Milhão de Dólares oferecidos pela Fundação Educacional James Randi. Novella investigou alegações sobre os Tabuleiros Ouija (quando um casal afirmou que poderia usa-lo enquanto estivessem vendados, mas seus poderes, então, desapareceram), a habilidade de controlar o resultado de um cara ou coroa (ficou evidente que o candidato cometia alguns erros comuns de lógica), um mentalista que conseguiu não acertar nenhuma das vinte tentativas de ler a mente, bem como vários radiestesistas (o que tipicamente é explicado pelo efeito ideomotor). Novella e a NESS também examinaram alguns dos fenômenos descritos por pessoas que não estavam competindo pelo Desafio de Um Milhão de Dólares, como casas mal-assombradas, a capacidade de se comunicar com os mortos, gravações de vozes de espíritos conhecidas como Fenômeno da voz eletrônica, ou EVP da sigla em inglês.[10]

The Skeptics' Guide to the Universe[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2005, Steven Novella começou a produzir um podcast chamado The Skeptics' Guide to the Universe (SGU - Guia do Cético para o Universo) com seus amigos Perry DeAngelis e Evan Bernstein, além dos seus irmão Bob e Jay. Em julho de 2006, Rebecca Watson se juntou a eles como membro do grupo. Novella tanto apresenta o programa, como faz a edição e a pós-produção. Em uma entrevista para o podcast "Books and Ideas" ele disse: "Eu sou totalmente responsável tanto pelo conteúdo, quanto pela preparação e eu faço toda a pós-produção que eu sei, como vocês sabem é muito trabalho. Então, vocês sabem, isso envolve umas boas 20, 30 horas de trabalho por semana que eu coloco para produzir esse podcast, é quase como ter um segundo emprego. E você sabe, é um trabalho de amor."[5]

Quando perguntado sobre o propósito do podcast, ele disse, "nós lidamos principalmente com tópicos controversos nas fronteiras da ciência, muito embora também falemos diretamente de coisas notícias científicas realmente interessantes, e o que mais capture o nosso interesse. Mas lidamos com o paranormal ou teorias de conspiração, fraude na saúde e questões de defesa do consumidor. Nosso objetivo é dar aos ouvintes as ferramentas para ver a ciência no noticiário, a ciência na sociedade e para adquirir maneiras de navegar por todas as alegações e todo exagero para, basicamente, ter a capacidade de perceber isso por si próprios mais do que qualquer outra coisa."[5]

"Não existe ceticismo sem
a ciência e o método científico.
É sobre como nós sabemos o que sabemos."

Internet[editar | editar código-fonte]

Em 2007, Novella começou um blog, chamdo Neurologica, "your daily fix of neuroscience, skepticism and critical thinking" ("Neurológica, sua dose diária de neurociência, ceticismo e pensamento crítico"),[11] para o qual escreve três artigos por semana sobre uma grande variedade de tópicos, geralmente relacionados à ciência e ao ceticismo. Ele também é o diretor executivo do blog Science-Based Medicine (Medicina Baseada em Ciência),[12] para o qual escreve constantemente. Além disso, é o consultor médico do site Quackwatch,[13]

Em 2008, Steven Novella foi um dos primeiros 200 cientistas a assinar a petição Project Steve,[14] um projeto que foi um "tapa com luva de pelica", ou uma paródia à lista de "Cientistas que Duvidavam da Evolução" elaborada por criacionistas.

Livros digitais[editar | editar código-fonte]

Steve Novella é autor e editor de uma série de livros digitais (e-books) compostos de coletâneas de artigos selecionados do blog Science-Based Medicine.[15] Cada livro foca em em um tópico principal como pensamento crítico, ervas medicinais, suplementos alimentares e nutrição, quiropraxia, vacinas, homeopatia, entre outros.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Steven Novella é editor associado da Scientific Review of Alternative Medicine[16] e escreve uma coluna mensal na revista Weird Science. Ele também tem um espaço no jornal New Haven Advocate . Além disso, é autor de diversas campanhas e pacotes de expansão para o jogo de tabuleiro Dungeons and Dragons.[17][18][19]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Novella também apareceu em uma série de programas de TV, incluindo Penn & Teller: Bullshit! Episódio 10 da terceira temporada chamado: "Ghostbusters.", ele apareceu ainda no The Dr. Oz Show,[20] além do programa televisivo Inside Edition[21].

Em 2008, filmou um piloto para uma série de TV chamado The Skeptologists[22] junto com Brian Dunning, Yau-Man Chan, Mark Edward, Michael Shermer, Phil Plait, e Kirsten Sanford. Entretanto, a série não passou da fase de piloto.

Aparição no programa de TV Dr. Oz[editar | editar código-fonte]

Ele apareceu no programa de TV chamado The Dr. Oz Show em um segmento chamado, “Medicina controversa: Por que seu médico tem medo da medicina alternativa.". Dr. Oz apresentou Steven como sendo um "proeminente crítico da medicina alternativa". O segmento ainda incluiu a Dra. Mimi Guarneri, que foi apresentada pelo Dr. Oz como sendo "Uma cardiologista que também pratica a medicina alternativa no Hospital Scripps."

A primeira pergunta feita ao Dr. Steven Novella foi "Por que existem tantos médicos por aí que não gostam de terapias alternativas? Por que você não quer que eu fale sobre terapias alternativas no meu programa?", ao que Novella respondeu: "O termo 'alternativa' cria um critério de dois pesos e duas medidas. Deveria existir apenas uma medicina baseada em ciência, que é o bom senso de descobrir quais terapias funcionam e são seguras."

Sobre os medicamentos fitoterápicos, Novella argumentou que as ervas medicinais têm sido usadas dessa maneira por milhares de anos, mas o problema está em redefini-las como 'alternativas', ou comercializando-as como sendo produtos naturais, e tentar argumentar, dessa maneira, que elas não necessitam de evidências para serem tidas como seguras e eficazes. "No fim das contas, o público acaba comprando produtos para os quais não foi demonstrada a eficácia."

Oz respondeu dizendo "Eu discordo totalmente que esses produtos não tenham sido estudados e alguma evidência foi encontrada para apoiá-los". Depois de uma breve discussão entre Novella e Guarneri, ambos concordaram que os pacientes devem informar aos seus médicos sobre os tratamentos alternativos que eles estão fazendo. O Dr. Oz apresentou a Dra. Catherine Ulbricht, que disse, "A Natural Standard, está fazendo uma limpeza na informação apresentada e tem buscado na literatura mundial... Com isso, a qualidade e o volume dos dados clínicos de alta qualidade vem crescendo muito."

Depois que Guarneri disse que ela recomendava acupuntura como tratamento para os seus pacientes cardíacos em recuperação porque "Eu preciso de um tratamento para a dor dos meus pacientes que não seja farmacêutico... Porque acupuntura alivia as inflamações e diminui os espasmos musculares...", o Dr. Oz perguntou a Steven Novella, "Por que você vê problemas se os pacientes estão usando?"

Novella respondeu, "Eu gastei muito tempo revisando a literatura científica sobre a acupuntura... A evidência mostra categoricamente que a acupuntura, de fato, não funciona."

Dr. Oz disse que existem bilhões de pessoas que a usam como fundamento básico para os seus tratamentos de saúde, "Eu acho que você desconsidera isso porque você não aceita a ideia de que possa existir uma mentalidade diferente, e que devamos enfiar isso dentro daquilo que o ocidente aceita, e você acha que isso não poderia funcionar de maneira alguma".

Ao que Novella respondeu: "Eu não disse que ela não poderia de maneira alguma funcionar, eu disse que quando você a analisa, ela não funciona."[20]

Os mais recentes companheiros da JREF. Tim Farley, Karen Stollznow, Steven Novella e Ray Hall. Foto tirada durante a The Amaz!ng Meeting número 9 "From Outer Space" em 16 de julho 2011
No podcast de Kylie Sturgess na Skeptrack durante a conferência Dragon Con

Outros Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Novella desenvolveu dois cursos para a The Teaching Company chamados "Mitos médicos, mentiras e meias-verdades: Aquilo que achamos que sabemos pode estar nos prejudicando" [23] e "A sua mente pode lhe enganar: Um guia científico para capacitar o pensamento crítico".[24]

Em 2009, ele foi fundador e presidente do Institute for Science in Medicine (Instituto para a Medicina na Ciência).[25]

Em janeiro de 2010, foi eleito membro companheiro do Committee for Skeptical Inquiry e diretor do projeto Science-Based Medice.[26][27]

Gerenciamento de Tempo[editar | editar código-fonte]

Frequentemente, se pergunta a Steven Novella como ele consegue fazer tantas coisas. Por exemplo, na The Amazing Meeting 6 em 2008, durante uma sessão de perguntas e respostas para a gravação ao vivo do programa The Skeptics' Guide to the Universe. perguntaram, "Bob mencionou que você provavelmente passa umas quatro horas em fazendo a pós-produção do show todas as semanas. Então, eu pensei, ele é um médico que tem um blog e contribui para dois outros blogs, você alguma vez dorme? Como consegue lidar com tudo, como é para você um dia ou uma semana típica?"

E Novella respondeu,

Eu queria ter um segredo para fazer tudo isso sem esforço, mas no fim das contas o fato é que eu trabalho muito. É simples assim. Eu durmo, mas é fenomenal o que se pode conseguir com gerenciamento do tempo... e habilidades de digitação sobrenaturais... e é claro a ajuda de outras pessoas. Obviamente que a minha gangue (se referindo aos outros membros do SGU), também faz muita coisa pelo programa, eu não faço tudo sozinho e muitos dos nossos fãs também contribuem. Eu também devo dizer que tenho uma esposa maravilhosa, Jocelyn, que segura as minhas pontas sempre. (...) Nós temos duas filhas e se eu precisar me trancar em uma sala para ficar na frente do computador trabalhando, ela me deixa fazer isso.[28]

Processo Judicial movido por Edward Tobinick[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2014, Edward Tobinick entrou com uma ação civil na Corte do Distrito Sul da Flórida contra Novella, a Universidade de Yale, a Society for Science-Based Medicine, Inc. e a SGU Productions, LLC como réus.[29] A maior alegação da ação é a violação do Lanham Act, onde Novella tem publicado e continua a publicar, segundo o acusador, falsas propagandas que continuam a caluniar o requerente, chamado 'Enbrek for Stroke and Alzheimer's', ('the 'Advertisement') onde ele indica que a maneira que o requerente faz uso do exame de sangue INR para indicar o etanercepte é "ineficaz e inútil" e "A propaganda é extremamente inflamatória e difamatória e contém múltiplas afirmações falsas e enganadoras sobre o requerente." "A propaganda" referida na ação é todo o texto no blog Science-Based Medicine, que Novella escreveu em 8 de maio de 2013.[30]

Em 14 de julho de 2014, o advogado de Steven Novella, Marc Randazza entrou com um pedido de "Oposição à Moção do Autor da Ação para Tutela Antecipada Temporária e Preliminar" ("Opposition to Plaintiff's Motion for Temporary and Preliminary Injunctive Relief").[31] A oposição afirma que o requerente "tem poucas chances de ganhar a ação (...) porque as afirmações do acusado variam de 'provavelmente verdade' a 'opinião'" e que uma tutela preliminar antecipada "imporia uma restrição ilegal e antecipada à liberdade de expressão", bem como que "a Tutela causara mais danos ao réu e ao público que as alegadas injúrias alegadas pelo requerente".

Em 23 de julho de 2014, Novella colocou uma resposta à ação em seu blog Science-Based Medicine, em que ele diz, "Em minha opinião, ele [Tobinick] está usando intimidação judiciária como forma de tentar me intimidar e silenciar o meu direito à liberdade de expressão porque ele acha o conteúdo inconveniente".[32]

A ação ainda está pendente na justiça.

Jogos de aventura e RPG[editar | editar código-fonte]

Novella também foi autor, em parceria, de diversos jogos de aventura incluindo Twin Crowns,[18] um pacote de expansão para o Jogo RPG Dungeons & Dragons e Broadsides!, um role-playing game (RPG) baseado no d20 system.[17] Novella também trabalhou em parceira no livro Spellbound: A Codex of Ritual Magic, que dispõe de um sistema completo de mágica para qualquer campanha utilizando o d20 system.[19]

Notas/Leituras complementares[editar | editar código-fonte]

Steven Novella frequentemente escreve e dá palestras sobre uma variedade de tópicos, incluindo áreas como medicina alternativa e o movimento new age, parapsicologia e pseudociência. Como defensor do ceticismo científico, seus textos e discursos em geral falam de evidências científicas que apoiam o ceticismo ou o consenso científico sobre determinado assunto. Seus textos publicados incluem:

  • Medicina Complementar e Alternativa (CAM na sigla em inglês)[33] - A medicina alternativa é uma pratica que afirma possuir os efeitos curativos da medicina, mas não é baseada na aquisição das evidências que são obtidas usando o método científico. Ela consiste de uma ampla gama de práticas ligadas a saúde, produtos e terapias,[34] Novella frequentemente afirma que "Medicina Alternativa é alternativa porque não é baseada em ciência, porque se fosse não seria medicina 'alternativa', seria chamada só de 'medicina'."[35]
  • Vacinas e Autismo[36] - Não existe nenhuma evidência de relação causal entre vacinas e autismo.[37][38] Apesar disso, muitos pais acreditam que as vacinas podem causar autismo e portanto evitam imunizar seus filhos, assumindo a hipótese de que as vacinas podem gerar uma sobrecarga no sistema imunológico[39], mesmo essa hipótese não tendo nenhuma evidência científica e carecer de plausibilidade biológica.[40] Steven Novella resume dizendo, "Com respeito às vacinas, os dados foram publicados na literatura científica, revisada pelo processo de revisão por pares. Muitos grupos de profissionais analisaram meticulosamente a literatura e concluíram, independentemente, que as vacinas são seguras e eficazes."[41]
  • Homeopatia[42] - A homeopatia é um sistema de medicina alternativa que foi criado em 1796 por Samuel Hahnemann, baseada na sua doutrina de que 'semelhante cura semelhante', segundo a qual uma substância que causa sintomas de uma doença em uma pessoa saudável vai curar os sintomas semelhantes em pessoas doentes.[43] Esses remédios são preparados por repetidas diluições em uma substância escolhida, seja álcool ou água destilada, seguidas por um movimento brusco em um corpo elástico. A diluição continua, passando do ponto onde não resta nenhuma molécula da substância.[44] Novella escreveu, "Eu gostaria que as pessoas fossem informas do fato de que a homeopatia é uma filosofia pré-científica, que é baseada inteiramente em pensamento mágico e que está em desacordo com 200 anos de ciência. As pessoas deveriam saber que os remédios homeopáticos são diluídos ao ponto em que não sobra nenhum dos princípios ativos e, tipicamente, os homeopatas invocam vibrações misteriosas ou uma química sem plausibilidade alguma, além de uma química imaginária da água. Eu ainda gostaria que as pessoas soubessem que pesquisas clínicas com remédios homeopáticos, quando tomadas como um todo, mostram que não existem efeitos para esses remédios"[45]
  • Negação da AIDS [46] - Negação da AIDS/HIV é a crença, refutada de maneira conclusiva pela evidência médica,[47][48] que o vírus da imunodeficiência humana (HIV) não causa a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA ou AIDS). Novella escreveu, "Negadores são pseudo-céticos — eles pretendem aplicar os princípios do ceticismo (a dúvida) mas se dedicam à conclusão final e, fazendo isso, torcem o processo para obterem o resultado que eles desejam."[49]
  • Experiências de Quase Morte - A Experiência de Quase Morte (EQM) referem-se a eventos e experiências que ocorrem próximos à morte, que incorporam múltiplas possíveis sensações, incluindo o desprendimento do corpo, sentimentos de levitação, total tranquilidade, segurança, conforto, a experiência de uma absoluta dissociação e a presença de uma luz. Em um artigo para o programa de TV ABC News, Novella foi citado dizendo, "Que as EQMs ocorrem, não é controverso — muitas pessoas afirmam ter tido experiências próximas de uma parada cardíaca das quais elas sobreviveram... A questão é como elas são interpretadas... O ônus da prova de que qualquer pessoa que afirma que as EQMs são evidências da sobrevivência da consciência além da função física do cérebro deve conseguir excluir outras explicações mais simples. Esse ônus da prova não foi atingido."[50]
  • Braceletes Holográficos - Um bracelete holográfico é uma pequena pulseira de borracha que possui um holograma. Os fabricantes dizem que os hologramas "otimizam o fluxo natural de energia em volta do corpo e que isso melhora a força, a flexibilidade e o equilíbrio de um atleta".[51] Ao aparecer no episódio do programa de TV Inside Edition, Novella foi perguntado se ele acreditava nas alegações dos fabricantes dos braceletes. Ele respondeu, "Nem por um segundo. Isso é baseado em nada. Isso é literalmente feito de exagero de marketing."[21]
  • Design Inteligente[52] - Design Inteligente (DI) é uma visão de que "certas características do universo e de coisas viventes são melhor explicadas por uma causa inteligente, e não por um processo não dirigido como a seleção natural."[53][54][55] Sobre a visão de mundo dos criacionistas, Steven Novella escreve, "Não é sobre evidência ou lógica, é sobre autoridade. O debate é colocado como sendo a autoridade de Deus versus a autoridade do homem, e não em termos de lógica ou evidência."[56]
  • Teorias da Conspiração[57] - Em junho de 2014, Novella conduziu um debate público por escrito com Michael Fullerton "que acredita que o colapso das Torres Gêmeas em 11 de setembro foi não por causa da história oficial, que afirma ser causado pelos danos do impacto dos aviões, mas sim como resultado de uma demolição controlada.""[58] Em resposta, a primeira coisa que Novella apontou foi "O erro principal da lógica de Michael é que a sua proposta depende de que as torres tenham desabado como se fosse uma demolição controlada, e de fato elas caíram rapidamente e direto para baixo. Mas essas não são, de maneira alguma, as características específicas de uma demolição controlada. Elas seriam as mesmas características independente de quem tivesse iniciado o colapso de tais estruturas."[59]

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Yale Medical Group». Yale School of Medicine. Consultado em 22 de maio de 2014 
  2. «About the authors: A case of inherited erythromelalgia». Nature Clinical Practice Neurology. Consultado em 22 de maio de 2014 
  3. «Dr. Steven P Novella MD». U.S. News & World Report LP. Consultado em 22 de maio de 2014 
  4. «Yale Neurology». Yale School of Medicine. Consultado em 22 de maio de 2014 
  5. a b c d Campbell, Ginger. «Interview with Dr. Steven Novella from The Skeptics' Guide to the Universe» (PDF). Books and Ideas. Pods in Print. Consultado em 22 de maio de 2014 
  6. Davies, Paul. «Taking Science on Faith». The New York Times. The New York Times Company. Consultado em 30 de maio de 2014 
  7. Sturgess, Kylie. «Token Skeptic». Patheos. Patheos. Consultado em 30 de maio de 2014 
  8. Bernstein, Evan. «Remembering Perry DeAngelis Today». The Rogues Gallery. The Rogues Gallery. Consultado em 22 de maio de 2014 
  9. «The Ness About Us». The Ness. Consultado em 10 de junho de 2014 
  10. Weaver, Jacqueline. «'Skeptical' neurologist works to separate science from sham». Yale Bulletin & Calendar, October 7, 2005. Consultado em 13 de junho de 2014 
  11. Neurologica Blog http://theness.com/neurologicablog/
  12. «Science-Based Medicine – Editors». Science-Based Medicine. Consultado em 15 de novembro de 2009 
  13. «Quackwatch – Scientific and Technical Advisors – Medical Advisors». Quackwatch. Consultado em 15 de novembro de 2009. Cópia arquivada em 13 de abril de 2010 
  14. «The List of Steves». ncse.com/. The National Center for Science Education. Consultado em 24 de junho de 2014 
  15. «List of Titles». www.amazon.com. Amazon. Consultado em 2 de julho de 2014 
  16. «Quackwatch – Publications for Sale – The Scientific Review of Alternative Medicine». Quackwatch. Consultado em 15 de novembro de 2009 
  17. a b Faugno, John; Harald Henning, Inger Henning, Steven Novella, Evan Bernstein, Joseph Unfried, Celeste DeAngelis (26 de fevereiro de 2002). Broadsides (d20, LII1500). [S.l.]: Living Imagination. ISBN 978-0971214521 
  18. a b Novella, Steven; John Faugno (20 de novembro de 2001). Twin Crowns Age of Exploration. [S.l.]: Living Imagination. ISBN 978-0971214507 
  19. a b Novella, Steven; John Faugno (2003). Spellbound: a codex of ritual magic. [S.l.]: Living Imagination. ISBN 9780971214545 
  20. a b «Controversial Medicine: Alternative Health, Pt 1.». The Dr. Oz Show. Harpo, Inc. Consultado em 23 de maio de 2014 
  21. a b «INSIDE EDITION Investigates Power Bracelets». INSIDE edition. Inside Edition Inc. Consultado em 23 de maio de 2014 
  22. «TV Series The Skeptologists». www.skeptologists.com/. Skeptologist Partners with New Rule Productions. Consultado em 2 de julho de 2014 
  23. Medical Myths, Lies, and Half-Truths http://www.thegreatcourses.com/tgc/Courses/course_detail.aspx?cid=1924
  24. Your Deceptive Mind http://www.thegreatcourses.com/tgc/courses/course_detail.aspx?cid=9344
  25. «Our Fellows». www.scienceinmedicine.org. Institute for Science in Medicine. Consultado em 2 de julho de 2014 
  26. «Sixteen Notable Figures in Science and Skepticism Elected CSI Fellows». Consultado em 7 de agosto de 2011 
  27. «JREF Appoints Dr. Steven Novella as Senior Fellow». James Randi Educational Foundation. Consultado em 25 de junho de 2014 
  28. «Episódio #153 - 21 de Junho de 2008». The Skeptics' Guide to the Universe. Consultado em 7 de junho de 2014 
  29. «Edward Lewis Tobinick, MD et al v. Novella et al». Justia. Consultado em 25 de julho de 2014 
  30. «Enbrel for Stroke and Alzheimer's». Science-Based Medicine. Consultado em 24 de julho de 2014 
  31. «Novella Response». Consultado em 24 de julho de 2014 
  32. «Another Lawsuit To Suppress Legitimate Criticism – This Time SBM». Science-Based Medicine. Consultado em 24 de julho de 2014 
  33. «Misinformation from Mayo Clinic». Neurologica Blog. Consultado em 24 de julho de 2014 
  34. «Complementary and Alternative Medicine Products and their Regulation by the Food and Drug Administration». Office of Policy and Planning, Office of the Commissioner, Food and Drug Administration (FDA), Dept. of Health and Human Services, US Government. 2007 
  35. «CAM Research – Be Careful What You Wish For». Neurologica Blog. Consultado em 24 de julho de 2014 
  36. Vacinas e Autismo
  37. Fombonne E, Zakarian R, Bennett A, Meng L, McLean-Heywood D. Pervasive developmental disorders in Montreal, Quebec, Canada: prevalence and links with immunizations. Pediatrics. 118(1):e139–50. doi:10.1542/peds.2005-2993. PMID 16818529.
  38. Gross L. A broken trust: lessons from the vaccine–autism wars. PLoS Biol. 2009;7(5):e1000114. doi:10.1371/journal.pbio.1000114. PMID 19478850.
  39. Hilton S, Petticrew M, Hunt K. 'Combined vaccines are like a sudden onslaught to the body's immune system': parental concerns about vaccine 'overload' and 'immune-vulnerability'. Vaccine. 2006;24(20):4321–7. doi:10.1016/j.vaccine.2006.03.003. PMID 16581162.
  40. Gerber JS, Offit PA. Vaccines and autism: a tale of shifting hypotheses. Clin Infect Dis. 2009;48(4):456–61. doi:10.1086/596476. PMID 19128068. Lay summary: IDSA, 2009-01-30.
  41. «What Is an Antivaxer?». Science-Based Medicine. Consultado em 26 de maio de 2014 
  42. Homeopatia
    • Novella S, Roy R, Marcus D, Bell IR, Davidovitch N, Saine A (2008). «A debate: homeopathy—quackery or a key to the future of medicine?». J Altern Complement Med. 14 (1): 9–15. doi:10.1089/acm.2007.0770. PMID 18199017 
    • Gold PW, Novella S, Roy R, Marcus D, Bell I, Davidovitch N, Saine A (2008). «Homeopathy—quackery or a key to the future of medicine?». Homeopathy. 97 (1): 28–33. doi:10.1016/j.homp.2007.12.002. PMID 18194763 
  43. Hahnemann, Samuel (1833). The Homœopathic Medical Doctrine, or "Organon of the Healing Art". Dublin: W.F. Wakeman. pp. iii, 48–49 
  44. «Dynamization and Dilution», Complementary and Alternative Medicine, Creighton University Department of Pharmacology, consultado em 24 de março de 2009, arquivado do original em 26 de agosto de 2002 
  45. «Homeopathy Awareness Week». Neurologica Blog. Consultado em 7 de junho de 2014 
  46. Smith TC, Novella SP (2007). «HIV Denial in the Internet Era». PLoS Med. 4 (8): e256. doi:10.1371/journal.pmed.0040256. PMC 1949841Acessível livremente. PMID 17713982 
  47. «Confronting AIDS: Update 1988». Institute of Medicine of the U.S. National Academy of Sciences. 1988. …the evidence that HIV causes AIDS is scientifically conclusive. 
  48. «The Evidence that HIV Causes AIDS». National Institute of Allergy and Infectious Diseases. 4 de setembro de 2009. Consultado em 14 de outubro de 2009 
  49. «HIV Denier, Christine Maggiore, Dies.». Neurologica Blog. Consultado em 24 de junho de 2014 
  50. Heussner, Ki Mae. «Scientists Study Out-of-Body Experiences». abc News. ABC News Internet Ventures. Consultado em 23 de maio de 2014 
  51. «Power Balance bracelets: source of energy or just a gimmick?». Daily Telegraph. 15 de outubro de 2010. Consultado em 26 de junho de 2011 
  52. Design Inteligente
  53. «CSC - Top Questions: Questions About Intelligent Design: What is the theory of intelligent design?». Center for Science and Culture. Seattle, WA: Discovery Institute. Consultado em 16 de junho de 2012 
  54. «Intelligent Design Theory in a Nutshell» (PDF). Seattle, WA: Intelligent Design and Evolution Awareness Center. 2004. Consultado em 16 de junho de 2012 
  55. «Intelligent Design». Intelligent Design network. Shawnee Mission, KS: Intelligent Design network, inc. Consultado em 16 de junho de 2012 
  56. «Creationism is Not Science». Neurologica Blog. Consultado em 26 de maio de 2014 
  57. Teorias da Conspiração
  58. «9/11 Conspiracy Debate – Part I». Neurologica Blog. Consultado em 24 de junho de 2014 
  59. «9/11 Conspiracy Debate – Part II». Neurologica Blog. Consultado em 24 de junho de 2014 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Steven Novella