Steven Tyler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Steven Tyler
Tyler em março de 2018
Informação geral
Nome completo Steven Victor Tallarico
Também conhecido(a) como Demônio da Gritaria
Nascimento 26 de março de 1948 (73 anos)
Local de nascimento Manhattan, Nova Iorque
Estados Unidos
Gênero(s) Hard rock, heavy metal, blues-rock, country rock, country blues
Ocupação(ões) Músico
Cônjuge
  • Cyrinda Foxe (c. 1978; div. 1987)
  • Teresa Barrick (c. 1988; div. 2006)
Filho(s) 4, incluindo Liv e Mia Tyler
Instrumento(s) Vocais
Extensão vocal Tenor
Período em atividade 1970–presente
Outras ocupações Cantautor, ator, juíz de talentos
Afiliação(ões) Aerosmith, Chain Reaction, King of Chaos

Steven Tyler (nascido Steven Victor Tallarico, Yonkers, 26 de março de 1948) é um cantor, compositor, multi-instrumentista, empresário e personalidade da TV dos Estados Unidos, conhecido por seu trabalho como vocalista da banda Aerosmith, na qual também toca gaita, piano e, ocasionalmente, percussão.[1] Conhecido como "Demon of Screamin'" ("Demônio da Gritaria", em tradução livre), e por suas acrobacias sobre o palco, durante suas performances enérgicas, nas quais se veste com roupas coloridas e brilhantes e utiliza seu tradicional microfone adornado com lenços também coloridos.

Na década de 1970, Tyler se destacou como líder do Aerosmith, banda sediada em Boston que lançou diversos álbuns clássicos do hard rock, como Toys in the Attic e Rocks. No fim daquela década e no início da seguinte, Tyler sustentou um pesado vício em álcool e drogas, enquanto a popularidade da banda declinava. Após passar por clínicas de reabilitação em 1986, Tyler se manteve sóbrio por mais de 20 anos, embora tenha adquirido um vício em analgésicos no fim da década de 2000, que ele conseguiu tratar com sucesso em 2009.[2][3]

Após a banda ter feito um retorno extremamente bem-sucedido no fim da década de 1980 e início da de 1990, com os álbuns Permanent Vacation, Pump e Get a Grip, Tyler se tornou uma personalidade conhecida, e continua a ser um ícone pop de grande relevância. Como resultado, participou de diversos projetos solo (que entraram no top 40), incluindo aparições como convidado especial nos trabalhos de outros artistas, bem como papéis no cinema e na televisão (inclusive sendo jurado no popular programa American Idol[4]), além de ter escrito uma autobiografia bem sucedida (lançada em 2011[5]). Continua, no entanto, gravando e se apresentando com o Aerosmith, após mais de 43 anos na banda.

Em 2001 passou a fazer parte do Rock and Roll Hall of Fame, juntamente com o resto do Aerosmith,[6] e foi o apresentador quando a banda australiana AC/DC passou a fazer parte do mesmo, em 2003. Em 2010, Tyler foi incluído entre os "100 maiores cantores" da revista Rolling Stone.[7] Em 2013, ele e seu parceiro Joe Perry receberam o ASCAP Founders Award e entraram para o Songwriters Hall of Fame.[8]

Infância e adolescência[editar | editar código-fonte]

Steven Tyler nasceu em Nova Iorque. Seu pai, Victor A. Tallarico (14 de maio de 1916 - 10 de setembro de 2011), era filho de italianos e alemães, enquanto sua mãe, Susan Ray (2 de junho de 1925 - 14 de julho de 2008), tinha ancestralidade de polacos e ingleses. Victor tornou-se um músico e pianista clássico, enquanto Susan trabalhava como secretária.[9]

Quando pequeno, passava horas debaixo do piano de seu pai, ouvindo-o tocar, mas, na adolescência, interessou-se por bateria. Foi quando começou a participar da banda de seu pai, mesmo envergonhado quando pessoas de sua idade o viam tocar. Começou a fazer apresentações no resort onde a família passava as férias. Atuava em musicais, tocava guitarra e cantava.[10]

No segundo grau, era perseguido pelos colegas e não era muito bem visto no círculo social escolar. Steven chegou a beber uma dose de uísque todos os dias antes de ir para a escola. Muitas vezes faltava às aulas para ver bandas de Nova Iorque.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Antes do Aerosmith (1964-1969)[editar | editar código-fonte]

Em 1964, Steven formou sua primeira banda, The Strangeurs, na qual ocupava a posição de baterista. Assinaram um contrato com a CBS e mudaram o nome da banda para Chain Reaction. Aos 18 anos, em 1966, Tyler passou a compor com o tecladista da banda e gravaram algumas músicas. Entre 1967 e 1968, abriram 4 shows para os The Yardbirds, e Steven foi convidado para experimentar os vocais com a The Left Banke.[11]

Em 1969, quando foi passar as férias em Sunapee, Nova Hampshire, conheceu Joe Perry em uma lanchonete. Joe chamou Steven para vê-lo tocar com sua banda, a Jam Band, na mesma noite e lugar em que a Chain Reaction também tocaria. Foi então que houve a junção das duas bandas e a formação do Aerosmith.[11]

Formação e sucesso do Aerosmith (1970-1978)[editar | editar código-fonte]

No começo de 1970, Tyler juntou-se a Joe Perry e Tom Hamilton para começarem uma nova banda. Steven insistiu em ser o frontman e vocalista, chamando seu amigo de Nova Iorque, Joey Kramer, para ser o baterista. Sem um segundo guitarrista, Steven chamou um amigo de infância, Ray Tabano, para seguir em frente. Eles se mudaram para Boston e passaram a dividir um apartamento na Commonwealth Avenue em Brighton. Tabano foi substituído por Brad Whitford em 1971.[11]

Passado um tempo tocando em clubes sob a tutela de seu primeiro manager, Frank Connelly, a banda começou a trabalhar com Steve Leber e David Krebs, managers de Nova Iorque. Estes dois agendaram o grupo no Max's Kansas City (lendário clube noturno) em outubro de 1971. O Aerosmith se apresentou para executivos de gravadoras, logo depois assinando um contrato com a Columbia Records e lançando seu primeiro disco em 1973, que foi seguido por Get Your Wings, em 1974.[11]

A banda fazia turnês e sobrevivia como podia, abrindo shows como para a Mott the Hoople. "Dream On", até então, havia chegado apenas na posição 59, em 1973. A situação mudou com os lançamentos de "Toys in the Attic" (1975) e "Rocks" (1976), quando o Aerosmith finalmente estourou na mídia nacional e internacional. "Sweet Emotion" foi o primeiro single a atingir o top 40. "Dream On" foi relançada e chegou na posição de número 6, seguida de outro hit que chegou ao top 10, "Walk This Way". Além disso, outros grandes hits saíram do álbum "Rocks", como "Last Child", "Back in the Saddle" e "Home Tonight". Entre esses anos, o Aerosmith já se tornava a banda americana de Hard rock mais importante do mundo, tocando em grandes estádios e em festivais de grande magnitude. Steven tornou-se um símbolo sexual, aparecendo em diversas capas de revistas, tais como a "Rolling Stone".[11]

"Draw the Line", de 1977, continuou o sucesso da banda, que agora já fazia turnês pelo Japão e Europa. Uma série de hits top 100 ajudaram na divulgação mundial da banda, tais como "Draw the Line", "Kings and Queens" e "Chip Away the Stone". Os cinco primeiros discos do Aerosmith venderam milhares de cópias, rendendo-lhes diversas certificações de platina, e também foram reconhecidos como os maiores e melhores discos de Hard rock da história. 1978 viu o lançamento do álbum ao vivo "Live! Bootleg", que tem canções capturadas durante as turnês pesadas do grupo nos anos 70, e também a atuação de Steven e seus parceiros de banda no filme "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band", o que lhes rendeu o single "Come Together", o último do Aerosmith a entrar no top 40 pelos próximos nove anos.[11]

Declínio do Aerosmith (1979-1983)[editar | editar código-fonte]

No fim dos anos 70, quando a banda já possuía um estrelato tão grande quanto o de grupos como Led Zeppelin e Rolling Stones, as turnês, gravações e o convívio em grupo estavam começando a ser atrapalhados pelo uso de drogas. Tyler e Perry até mesmo eram chamados de "Toxic Twins" ("Gêmeos Tóxicos", em tradução livre) pelo uso abusivo de estimulante e heroína. A relação entre ambos foi documentada em diversos vídeos e programas que falam do Aerosmith, inclusive pelo "Behind the Music". Depois de uma grande briga entre Tyler e Perry nos bastidores do festival World Series of Rock, no dia 28 de julho de 1979, Joe deixou o Aerosmith e formou a The Joe Perry Project. O álbum "Night in the Ruts" foi lançado meses depois, já com a participação de seu substituto, Jimmy Crespo.[11]

No outono de 1980, Steven se machucou seriamente em um acidente de moto, o que o hospitalizou por dois meses, impedindo-o de gravar ou realizar shows até o seguinte ano de 1981. Após gravar "Lightning Strikes", Brad Whitford deixou o Aerosmith, sendo rapidamente substituído por Rick Dufay. Com a banda completa, Steven e Crespo produziram o álbum "Rock in a Hard Place", que foi lançado em 1982. Contudo, o uso de heroína por parte de Tyler estava se tornando um problema. Em 1983, todos os dias ele saía às ruas procurando por traficantes.[11]

Reunindo-se e "ficando limpo" (1984-1986)[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de fevereiro de 1984, Perry e Whitford, que haviam deixado a banda em 1979 e 1981, respectivamente, apareceram em um show do Aerosmith. De acordo com o "Behind the Music", do VH1, Steven havia feito uma ligação para Joe, incentivando-o a voltar para o grupo. Nos bastidores, ambos Joe e Brad concordaram em fazer parte da banda novamente. O Aerosmith demitiu seus antigos managers, Leber e Krebs, e contratou Tim Collins, que estava sendo o manager de Perry. Eles, então, assinaram um novo contrato com a Geffen Records.[11]

Eles ingressaram na turnê "Back in the Saddle" e lançaram o álbum "Done with Mirrors" em 1985. Contudo, o uso de drogas continuava tão alto que Steven, durante um show em Springfield, Illinois, desmaiou e não conseguiu se recuperar a tempo de voltar ao palco. Em 1986, os membros da banda convenceram Tyler a entrar em uma clínica de reabilitação. Completo o tratamento dele, os outros membros da banda também entraram em clínicas de reabilitação e ficaram limpos.[11]

Volta e estrelato (1986-1999)[editar | editar código-fonte]

O Aerosmith ganhou destaque novamente quando Tyler e Perry apareceram no cover de "Walk This Way" que a banda Run-D.M.C. fez, em 1986. A música combinava elementos de hip hop e rock, o que quebrou a barreira entre estes gêneros musicais, levou o hip hop ao estrelato e apresentou o Aerosmith à nova geração. A música chegou à posição de número 4 e o clipe dela teve grande repercussão. Isto foi o pontapé inicial para a volta bem sucedida do Aerosmith. Tyler e Perry renovaram seus votos para compor juntos, mas também estavam trabalhando com compositores que a gravadora lhes trouxe, tais como Desmond Child e Jim Vallance. Além disso, para a banda ter um som mais acessível às novas audiências, eles receberam ajuda do produtor Bruce Fairbairn e do A&R John Kalodner. Em 1987, o Aerosmith lançou o álbum "Permanent Vacation", que se tornou um sucesso com diversas certificações de platina e que lançou três hits top 20 ("Dude (Looks Like a Lady)", "Angel" e "Rag Doll"). A banda saiu em turnê com os ainda estreantes Guns N' Roses abrindo os shows do Aerosmith. Em 1989, a banda lançou o álbum "Pump", que foi ainda mais bem sucedido, vendendo 7 milhões de cópias nos Estados Unidos e produzindo três hits top 10 ("Love in an Elevator", "Janie's Got a Gun" e "What It Takes") e um hit top 40 ("The Other Side"). Este álbum viu uma expansão musical por parte de Steven, principalmente quando escreveu a inovadora "Janie's Got a Gun", que rendeu o primeiro Grammy ao Aerosmith. No final dos anos 80, Tyler realizou participações especiais nos álbuns de Sam Kinison, Alice Cooper e Mötley Crüe. Nesta mesma época, ele e Perry apareceram em um show do Bon Jovi em Milton Keynes para uma apresentação especial de "Walk This Way".[11]

Com o sucesso de ambos "Permanent Vacation" e "Pump", a banda tornou-se uma sensação da MTV e Steven virou um dos artistas que mais aparecia no canal. Em 1990, o Aerosmith participou do quadro "Wayne's World", do Saturday Night Live, que foi colocado como o melhor momento de toda a história do programa. Naquele mesmo ano, a banda participou de um dos primeiros episódios do MTV Unplugged. Em 1991, o grupo tornou-se a primeira banda na história a ser representada no desenho animado The Simpsons. Naquele mesmo ano, assinaram um contrato de 30 milhões de dólares com a Columbia Records para começar a gravar com eles novamente e para lançar a "Pandora's Box". Deste modo, o Aerosmith gravou o clipe de "Sweet Emotion" para promover o lançamento. Mais cedo naquele ano, a banda havia feito uma performance de "Dream On" com orquestra para celebrar o aniversário de 10 anos da MTV. A gravação foi usada como clipe oficial para a música. Em 1992, o grupo entrou em estúdio para gravar seu próximo trabalho. O A&R John Kalodner criticou as letras abusivas e sexuais que Steven estava escrevendo. Todos estavam livres das drogas, então os outros membros da banda achavam que Tyler tinha agora outro vício: o sexo.[11]

A banda lançou então, em 1993, o álbum "Get a Grip", que tornou-se seu maior sucesso mundial, vendendo mais de 20 milhões de cópias e produzindo uma série de hits ("Livin' on the Edge", "Cryin'", "Eat the Rich", "Amazing" e "Crazy"). Enquanto o álbum recebia revisões mistas e críticas pelo uso de muitos colaboradores, o grupo recebeu dois Grammys, quatro MTV Video Music Awards, dois American Music Awards, um People's Choice Award e um Billboard Award. Seus clipes tornaram-se muito famosos, principalmente por terem um visão cinematográfica e por usarem atores e atrizes tais como Edward Furlong, Stephen Dorff, Jason London, Josh Holloway e, principalmente, Alicia Silverstone. A filha de Steven, Liv Tyler, fez sua estreia como atriz no clipe da música "Crazy", em 1994. A banda também lançou sua maior e mais extensa turnê até então, realizando mais de 240 shows em mais de 30 países. Pela primeira vez, a banda fez shows no Brasil, que ocorreram durante o festival Hollywood Rock (em São Paulo e no Rio de Janeiro).[11][12][13]

Depois da turnê (que durou 18 meses, terminando em dezembro de 1994), os membros da banda tiraram férias com suas respectivas famílias. Tyler e Perry foram para a Flórida e começaram a escrever novas músicas para o próximo trabalho. Eles fizeram shows fechados em Boston para testar o novo material. Contudo, a banda quase se separou durante as gravações que ocorreram em Miami quando Tim Collins espalhou boatos de que os membros estavam falando mal um do outro e de que Steven estava sendo infiel para com sua esposa e com sua abstinência das drogas. Ele veio a ser demitido em 1996, no meio da gravação do novo álbum. Em 1997, foi lançado o "Nine Lives", que recebeu certificação dupla de platina nos EUA, produziu três hits ("Falling in Love (Is Hard on the Knees)", "Hole in My Soul" e "Pink") e que rendeu o quarto Grammy da banda, por "Pink". Eles saíram em turnê por quase dois anos para apoiar o lançamento do álbum. Em 1997, Steven e Joe fizeram comercial para a Gap e o Aerosmith lançou a autobiografia da banda.[11]

Durante a turnê "Nine Lives", Steven sofreu uma lesão de ligamentos quando a base do pedestal de seu microfone acidentalmente atingiu seu joelho. A banda encerrou o show e cancelou diversas datas já confirmadas. Tyler teve de usar gesso durante as gravações do clipe de "I Don't Want to Miss a Thing". A música foi o primeiro hit da banda a chegar na posição de número um e tornou-se a primeira e única música de uma banda de rock a estrear no primeiro lugar da Billboard Hot 100. A balada apresentou o Aerosmith à então nova geração e fez parte da trilha sonora do filme Armageddon, que contava com a filha de Steven, Liv.[11]

Em 1999, foi lançada a "Rock 'n' Roller Coaster Starring Aerosmith" (montanha-russa da banda), na Walt Disney World. Eles tocaram com Kid Rock e Run-D.M.C. no MTV Video Music Awards daquele ano e passaram o réveillon no palco, durante um show no Japão.[11]

Continuando com o sucesso e turnês (2000-2008)[editar | editar código-fonte]

Em 2001, o Aerosmith se apresentou no show do intervalo do Super Bowl XXXV e também foram introduzidos no Rock and Roll Hall of Fame. A banda lançou o "Just Push Play", que produziu o hit top 10 "Jaded". A banda entrou em turnê em todos os anos seguintes, exceto 2008. Depois dos ataques de 11 de setembro, a banda se apresentou em um show beneficente (United We Stand), em Washington, DC. Tyler doou uma jaqueta com a bandeira dos Estados Unidos, e a banda tocou sucessos como "Livin' on the Edge", "I Don't Want to Miss a Thing", "Just Push Play" e "Walk This Way". A banda voou para Indianápolis e fez um show completo na mesma noite.[11]

Em 2002, foi lançado o especial de duas horas que falava sobre a tumultuada história do Aerosmith e suas recentes realizações, o Behind the Music. Eles também foram escolhidos como o "ícone MTV" (MTV Icons). No verão, eles lançaram a coletânea "O, Yeah! Ultimate Aerosmith Hits", que contava com uma nova música, "Girls of Summer". Eles saíram em turnê com Kid Rock e Run-D.M.C. abrindo seus shows.[11]

Brad Whitford (esquerda), Steven Tyler (meio) e Joe Perry (direita) apresentando-se em 2003.

Em 2003, Steven recebeu um diploma honorário da Berklee College of Music e, em 2005, recebeu um doutorado honorário da University of Massachusetts Boston. Também em 2003, Tyler apresentou a banda AC/DC no Rock and Roll Hall of Fame e cantou, junto com Brian Johnson, a música "You Shook Me All Night Long". Ainda naquele ano, o Aerosmith entrou em turnê junto com a banda Kiss.[11]

Em 2004, o Aerosmith lança o "Honkin' on Bobo", álbum com covers de blues e entra em turnê junto da Cheap Trick. Naquele verão, Steven estrelou o comercial da Cyber-shot da Sony com a música "The Grind". Ainda naquele ano, Tyler deu o pontapé inicial para 2004 World Series cantando o hino nacional no Fenway Park. O filme "The Polar Express", de 2004, contou com Steven cantando "Rockin' on Top of the World".[11]

Em 2005, Tyler canta na música "Just Feel Better", do guitarrista Santana e faz uma participação especial no filme "Be Cool". Em 2006, depois de se recuperar de uma cirurgia na garganta e da turnê Rockin' the Joint, Steven e Joe Perry se apresentam com a Orquestra Pops de Boston para o show anual de 4 de julho. Esta foi sua primeira aparição para o grande público depois da cirurgia. Durante o show, que foi transmitido em cadeia nacional pela CBS, Steven, Joe e a orquestra tocaram um medley de "Walk This Way", "I Don't Want to Miss a Thing" e "Dream On". Naquele ano, Tyler gravou um dueto com a estrela da música country Keith Anderson. A música se chamava "Three Chord Country and American Rock & Roll". Ainda em 2006, é lançada a coletânea "Devil's Got a New Disguise", que continha duas músicas inéditas. A banda saiu em turnê novamente, dessa vez com a banda Mötley Crüe abrindo seus shows. Depois, Tyler fez diversas aparições, inclusive na série "Dois Homens e Meio", onde interpretou si mesmo. Em 14 de outubro de 2006, Tyler cantou "God Bless America" na National League Championship Series, antes do jogo entre os St. Louis Cardinals e os New York Mets, no Busch Stadium, em St. Louis. No dia 24 de novembro, ele foi voluntário no jantar de Ação de Graças, onde serviu comida para os mais necessitados de West Palm Beach, onde o Aerosmith faria um show logo em seguida.[11]

Em 2007, manteve-se ativo com o Aerosmith durante a turnê mundial do grupo, que passou pelo Brasil pela primeira vez em 13 anos, e por outros 18 países. Também naquele ano, Tyler e sua filha, Liv, foram assuntos do programa "E! True Hollywood Story".[11][14][15] No dia 21 de maio de 2008, Steven deu entrada no hospital Aurora Las Encinas, em Pasadena, para se recuperar de suas múltiplas cirurgias nas pernas e nos pés.[16] Em junho daquele ano, foi lançado o "Guitar Hero: Aerosmith", o primeiro game da série a se basear em apenas uma banda e o que se tornou o mais bem sucedido jogo sobre um grupo musical.[17] No dia 14 de julho, a mãe de Steven, Susan Ray, morreu aos 84 anos de idade.[18] No dia 18 de julho, Steven fez o que veio a ser o último show da história do Shea Stadium. Junto de Billy Joel e sua banda, ele cantou "Walk This Way". Em agosto de 2008, a HarperCollins venceu os direitos da autobiografia de Steven.[19] Naquele mesmo mês, ele se apresentou com Chris Botti em Boston. Em dezembro daquele ano, Tyler fez aparições especiais nos shows da Trans-Siberian Orchestra dos dias 12 (no Nassau Veterans Memorial Coliseum) e 13 (no Izod Center). Juntos, eles tocaram "Dream On" e "Sweet Emotion".[20]

Briga, American Idol e MFAD! (2009-2014)[editar | editar código-fonte]

Em 5 de agosto de 2009, durante a turnê que divulgava o Guitar Hero, Tyler caiu do palco em um show que ocorria na cidade de Sturgis. Ele foi levado para o Rapid City Regional Hospital, logo depois sendo anunciado que Steven havia tido lesões no pescoço, além de ter quebrado o ombro e cortado a cabeça.[21][22][23] A banda foi forçada a cancelar o resto da turnê de 2009, exceto por dois shows que ocorreram no Havaí em outubro.[24] Em novembro, a banda fez um show de abertura para o grande prêmio de Fórmula 1 em Abu Dhabi mas, depois disso, Tyler perdeu contato com os outros membros do Aerosmith. No dia 10, Joe Perry anunciou que Steven havia saído da banda e que o grupo estava procurando um novo vocalista.[25][26][27][28] Contudo, no mesmo dia, Steven apareceu em um show do projeto solo de Joe Perry e anunciou que não iria deixar o Aerosmith. Depois disso, eles tocaram "Walk This Way".[29] No dia 22 de dezembro, a revista Rolling Stone anunciou que Tyler havia entrado em uma clínica de reabilitação para tratar seu vício em analgésicos, que o fazia esquecer das dores, resultado de mais de 40 anos no palco.[30]

Steven em show no Morumbi em 2007.

Em 2010, Steven Tyler embarcou na turnê Cocked, Locked, Ready to Rock com o Aerosmith. A turnê teve 40 shows que passaram por 18 países, incluindo o Brasil (com shows em Porto Alegre e São Paulo).[31][32][33][34][35][36] No dia 16 de setembro daquele ano, foi anunciado que Tyler estava gravando seu primeiro projeto solo, uma música chamada "Love Lives", que serviu como trilha sonora para o filme japonês "Space Battleship Yamato".[37] Em 22 de setembro, a Fox anunciou que Steven faria parte do corpo de jurados da décima temporada do famoso reality show American Idol, junto de Randy Jackson e Jennifer Lopez.[38] Foi noticiado que Kara DioGuardi, jurada de outra temporada do programa, ajudou Tyler nas negociações com o canal. Em dezembro daquele ano, Steven fez um medley com músicas do lado B do disco "Abbey Road" no Kennedy Center Honors, honrando o ex-Beatle Paul McCartney.[39]

Em 19 de janeiro de 2011, Steven gravou o primeiro episódio da décima temporada do American Idol, o qual foi transmitido por volta do final de maio. No dia 2 de abril, apresentou um prêmio no Nickelodeon Kids' Choice Awards 2011. No dia seguinte, apresentou-se com Carrie Underwood no Academy of Country Music. Eles cantaram a música "Undo It", de Underwood, e uma versão encurtada de "Walk This Way". No dia 3 de maio, foi lançada sua autobiografia, "O Barulho na Minha Cabeça te Incomoda?", que atingiu a posição de número dois dentre os mais vendidos do New York Times. Foi anunciado também que seu livro deve virar um filme.[40] No dia 10, foi lançado seu segundo single solo, "(It) Feels So Good", que chegou na posição 35 da Billboard Hot 100. Além de tudo isso, durante as gravações do American Idol, Steven trabalhava, junto do Aerosmith, no próximo álbum da banda. Ele também cantou uma versão encurtada de "Dream On" na final de temporada do programa.[41]

No dia 22 de outubro, Steven novamente saiu em turnê com Aerosmith. Foram 18 shows (um deles em São Paulo), que passaram pela América Latina e Japão. No dia 25, caiu no banheiro do seu quarto de hotel no Paraguai. Ele quebrou dois dentes e sofreu um corte próximo da sobrancelha. Steven foi levado a um hospital privado, reconstituiu os dentes e fez curativos. A banda adiou o show no país em um dia, mas continuou a turnê sem mais problemas.[42][43][44][45]

No dia 22 de janeiro de 2012, Tyler cantou o hino nacional americano no jogo da AFC Championship. Ele foi altamente criticado por mudar alguns versos do hino e usar seus famosos falsetes.[46] No dia 11 de março foi ao ar o episódio do programa 60 Minutes que falava exclusivamente sobre o Aerosmith e sua conturbada história. No Brasil, o programa foi exibido parcialmente pela Rede Record no Domingo Espetacular.[47] Em 22 de março, as tensões entre Tyler e Perry pareceram evaporar quando Joe foi ao American Idol tocar uma versão de "Parabéns a Você", em comemoração ao aniversário de 64 anos de Steven. Em 26 de março, o Aerosmith anunciou a Global Warming Tour, que passaria por várias cidades importantes dos Estados Unidos e Canadá entre 16 de junho e 8 de agosto. Em abril, foi lançado um comercial da rede fast-food Burger King com Steven. O próximo álbum do Aerosmith foi anunciado. "Music from Another Dimension!" foi marcado para 6 de novembro. Seu primeiro single, "Legendary Child", foi lançado com uma apresentação da banda na final da décima primeira temporada do American Idol, no dia 23 de maio.[48][49][50] Em 12 de julho, Tyler anunciou que não retornaria ao American Idol. Segundo ele, era, novamente, hora de se dedicar inteiramente ao Aerosmith.[51][52]

Em 28 de agosto, a banda lançou dois singles do próximo álbum. A pesada "Lover Alot" e a balada "What Could Have Been Love".[53][54] No dia 22 de setembro, a banda se apresentou no festivel iHeartRadio, em Las Vegas. No dia 6 de novembro, foi lançado o primeiro álbum de inéditas do Aerosmith em 11 anos, o "Music from Another Dimension!". Dois dias depois, a banda começou a segunda parte da Global Warming Tour, que passou por mais 14 cidades dos EUA e Canadá até o dia 13 de dezembro.

Em 21 de janeiro de 2013, o Aerosmith lançou "Can't Stop Lovin' You" como o quarto single do "Music from Another Dimension!". A música é um dueto de Steven Tyler com Carrie Underwood. No episódio de 31 de janeiro do American Idol, Tyler fez uma participação especial no programa. Ele entrou no set de avaliações vestido de mulher e, só depois, revelou sua verdadeira identidade.[55] Steven e seu parceiro compositor, Joe Perry, receberam o ASCAP Founders Award no 30th Annual Pop Music Awards, no dia 17 de abril. Eles também entraram para o Songwriters Hall of Fame, cuja cerimônia foi realizada no dia 13 de junho,[8][56] assim como para o Hollywood Bowl Hall of Fame, no dia 22 de junho.[57] Na terceira fase da Global Warming Tour, a banda passou pela primeira vez por lugares como Nova Zelândia e Singapura, além do retorno à Austrália. Fizeram novos shows nos Estados Unidos, Japão e por vários países da América Latina. No Brasil, foram a atração principal do festival Monsters of Rock, que ocorreu no dia 20 de outubro, na Arena Anhembi.[58][59][60][61][62][63] Além disso, eles fizeram shows com Whitesnake na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro, no Estádio Nacional, em Brasília, e no BioParque, em Curitiba.[64][65][66][67][68][69][70][71] No dia 9 de novembro, Steven exerceu papel de jurado no Miss Universo 2013, em Moscou, na Rússia, onde também cantou, ao vivo, "Dream On".[72][73][74]

Em 2014, o Aerosmith fez shows por toda a Europa, divulgando o "Music from Another Dimension!". Voltaram aos Estados Unidos e anunciaram a turnê "Let Rock Rule", a qual contaria com Slash e seu projeto solo ("Myles Kennedy and the Conspirators"), com um pequeno show grátis em um clube na Califórnia chamado Whiskey a Go Go.[75] A turnê foi um sucesso e também contou com a participação de Johnny Depp (que tocou com a banda duas vezes).[76] Slash, que realizava os shows de abertura, também subiu ao palco com o Aerosmith duas vezes para tocar "Mama Kin".

Em agosto, Steven foi um dos escolhidos para juntar-se ao supergrupo King of Chaos, projeto que leva diversas lendas do rock ao palco como uma banda só. Matt Sorum, Duff McKagan e Gilby Clarke (os fundadores), chamaram também Billy Gibbons, Robin Zander e Nuno Bettencourt e, juntos de Tyler, fizeram uma pequena turnê na África do Sul.[77][78] No dia 11 de dezembro, Steven e Nuno tocaram no Prêmio Nobel da Paz, em Oslo, na Noruega. Em homenagem a Malala Yousafzai, eles apresentaram, ao vivo, "Dream On", "More Than Words" (Extreme) e "Livin' on the Edge".[79]

Álbum solo country e Blue Army Tour (2015-2016)[editar | editar código-fonte]

Na primeira semana de abril de 2015, Steven revelou que havia começado a escrever e produzir seu primeiro álbum solo. Diferente de suas raízes, o cantor disse que o trabalho seria voltado para o country e que o lançamento estava previsto para o final deste ano.[80][81] Tyler se mudou para Nashville, considerada a capital da música country, e assinou um contrato com a Big Machine Label Group, maior gravadora do gênero no mundo.[82] Logo depois, ele anunciou que sua banda de apoio seria a Loving Mary.[83] No dia 19, Steven participou do ACM Awards, apresentando o prêmio mais importante da noite, o de artista country do ano.[84][85] No dia 29, o vocalista do Aerosmith revelou o nome do primeiro single de seu álbum solo: "Love Is Your Name". A revelação aconteceu durante um episódio do American Idol, no qual os 5 finalistas do programa visitaram o estúdio onde Tyler gravava o seu CD. Foi nesse momento que ele concordou em cantar "Piece of My Heart", de Janis Joplin, com Jax, concorrente dos outros 4 candidatos, na final.[86] Sendo assim, em 13 de maio, a primeira música country de Steven foi ao ar nas rádios e na internet. Naquela noite, ele a apresentou ao vivo, na final do American Idol, seguida de uma pequena versão da já citada música de Joplin com Jax.[87][88][89] O lançamento foi um sucesso, tendo a canção atingido a terceira posição da lista country do iTunes, bem como a posição de número 14, no geral. A música chegou ao 19º lugar na Billboard Country Airplay, ao 45º na Mediabase e à primeira colocação no iTunes da Austrália. Em sua primeira semana, "Love Is Your Name" foi a mais adicionada às rádios norte-americanas do gênero country.

Em 10 de junho, Steven Tyler voltou aos palcos com o Aerosmith para um show particular encomendado pela Cisco Systems.[90] Três dias depois, começava, oficialmente, a Blue Army Tour, turnê nomeada em homenagem aos fãs da banda (os quais são chamados de "Blue Army" porque, nos anos 70, compareciam aos shows de jaquetas jeans azuis).[91][92] A banda de abertura é Living Colour e eles irão excursionar pelos Estados Unidos e Canadá até o início de agosto.[93]

No dia 3 de julho, Steven lançou, no programa Good Morning America, o clipe de "Love Is Your Name". Em uma semana, o Youtube já contava com mais de 4 milhões de visualizações no vídeo. Esse foi um passo que impulsionou a canção, novamente, para o topo das paradas musicais, chegando ela até à primeira colocação na lista country do iTunes.[94]

Em 5 de janeiro de 2016, foi anunciado, sem aviso prévio, que um novo single solo de Steven iria estrear em uma rádio norte americana. Algumas horas depois, "Red, White & You" pôde ser ouvida por lá.[95] Em suas redes sociais, o cantor confirmou a data oficial de lançamento: 22 de janeiro, logo depois divulgando o novo trabalho com várias aparições em diversos shows e programas de TV.[96][97]

Tyler começou a divulgação oficial do trabalho, aparecendo no festival iHeartCountry, no The Late Show with Stephen Colbert, na CNN e no The Ellen DeGeneres Show.[98][99] Foi neste último que o cantor finalmente revelou a capa e o nome do álbum, que viria a se chamar We're All Somebody from Somewhere.[100]

A divulgação do tracklist oficial veio em 24 de junho, junto com o lançamento do terceiro single, a faixa-título que deu nome ao disco, We're All Somebody from Somewhere. No mesmo dia, o músico apresentou-se ao vivo no Today Show, cantando a nova canção, o cover de Piece of My Heart, inspirado em Janis Joplin, e o clássico Cryin', do Aerosmith.[101][102]

Em 15 de julho de 2016, o álbum foi lançado, revelando músicas de country contemporâneo em meio a solos de guitarra e outros instrumentos típicos do gênero musical. O músico saiu em turnê solo para divulgar o disco, o que gerou novos conflitos entre seus colegas de banda do Aerosmith.[103][104] Isso não os impediu de sair em turnê no final deste mesmo ano, fazendo shows por toda a América do Sul, incluindo passagens por Porto Alegre[105], São Paulo[106] e Recife.[107]

Turnê de "despedida", problemas de saúde e residência em Las Vegas (2017-atualmente)[editar | editar código-fonte]

Tyler dedicou o ano seguinte à sua carreira solo e divulgação do álbum country. Fez performances por várias cidades dos Estados Unidos e algumas no Canadá e Japão. Quando voltou ao Aerosmith, ele e os outros membros da banda anunciaram, pela primeira vez em sua carreira, que fariam uma turnê de despedida. Depois de vários rumores (confirmados pelo vocalista em uma coletiva de imprensa na Rússia[108]), a Aero-Vederci Baby! (trocadilho com a palavra "adeus", em italiano) foi marcada por vários países da Europa.[109][110][111] O grupo chegou a estender a turnê para a América do Sul, quando chegou a se apresentar, pela primeira vez em sua carreira, no festival Rock In Rio, no Rio de Janeiro, como headliner do segundo final de semana do evento.[112][113][114] A turnê chegou a passar por São Paulo[115][116][117] e Belo Horizonte,[118][119] mas foi interrompida antes de uma apresentação de Curitiba. Steven Tyler teve um problema de saúde não revelado e voou às pressas para os Estados Unidos para ser tratado.[120][121][122] Apesar de vários rumores que falavam em doenças graves, o vocalista revelou, em entrevista 10 meses após o ocorrido, que ele teve um aumento da glândula da próstata, doença que acomete pessoas de idade e que pode causar um fluxo urinário fraco ou intermitente, gerando infecções, pedras na bexiga e função renal reduzida.[123] Ele passou por uma cirurgia minimamente invasiva e tirou um período de férias.

O Aerosmith ficou cerca de um ano fora dos palcos, fazendo aparições em apenas alguns festivais. Muito se especulou sobre o futuro da banda, especialmente após a turnê de despedida que se encerrou abruptamente. Muitos rumores (confirmados, inclusive, pelos membros da banda[124]) falavam em uma residência na cidade de Las Vegas. Após meses de suspense, o quinteto anunciou, em agosto de 2018, a residência Deuces Are Wild, programada para acontecer entre abril e julho de 2019 no Park Theater, em Las Vegas.[125][126] Inicialmente, a banda anunciou 18 shows no local com a intenção de comemorar os 50 anos de existência do Aerosmith, mas a grande demanda os fez estenderem o espetáculo para mais de 50 apresentações, incluindo um pequeno giro pela costa leste dos Estados Unidos.[127][128][129][130][131] Os shows da Deuces Are Wild contaram com um palco inteiramente redesenhado, interativo e com som de alta performance para o público presente. Além disso, a produção utilizada serviu também efeitos visuais e de pirotecnia nunca antes usados em performances do Aerosmith. Ao final de cada apresentação, Steven e Joe Perry chegavam a subir em uma plataforma que os elevava acima da plateia, chegando ao deck superior da arena.

Em outubro de 2019, a Billboard revelou que a residência em Las Vegas do Aerosmith estava em segundo lugar dentre as turnês que mais estavam arrecadando naquele período, ficando atrás apenas da turnê da banda Iron Maiden. A arrecadação, por show, era de mais de $1 milhão de dólares, algo que apenas Lady Gaga e Bruno Mars haviam conseguido até então. Além disso, os números positivos da Deuces Are Wild tornaram o Aerosmith a décima banda de rock da história a ultrapassar meio bilhão de dólares em arrecadação apenas com apresentações ao vivo, entrando para o grupo ao lado de Bon Jovi, Coldplay, Dave Matthews Band, Depeche Mode, Eagles, Guns N' Roses, Metallica, The Rolling Stones e U2. [132] Naquele mesmo mês, foi anunciado que o Grammy iria premiar o Aerosmith com o título de Personalidade do Ano. O prêmio é entregue anualmente a artistas engajados em ações filantrópicas e de caridade.[133][134] Em meio a atritos com o baterista Joey Kramer, impedido de tocar por estar lesionado, eles foram homenageados em um jantar de gala, no qual artistas como Sammy Hagar, John Legend, Jessie J, Jonas Brothers, Foo Fighters, Cheap Trick, Kesha, entre outros, performaram músicas do Aerosmith.[135] Na mesma semana, eles se apresentaram no Grammy com participação especial do Run-D.M.C.[136]

O Aerosmith anunciou, em janeiro de 2020, que faria um grandioso show para comemorar os 50 anos de sua carreira em Boston, cidade natal da banda. [137] A performance estava prevista para acontecer em setembro, mas foi adiada em um ano, para 2021, devido à pandemia de COVID-19.[138] A mesma pandemia os fizeram cancelar a última rodada de shows da residência Deuces Are Wild, prevista para o meio 2020.[139]

Trabalhos solo[editar | editar código-fonte]

Ano Música Billboard
1998 "I Love Trash"
-
2010 "Love Lives"[140]
-
2011 "(It) Feels So Good"[141]
35
2015 "Love Is Your Name"[142]
19
2016 "Red, White & You"[143]
55
2016 "We're All Somebody from Somewhere" (single)[144]
-
2016 "We're All Somebody from Somewhere" (álbum)[145]
1

Dirico Motorcycles[editar | editar código-fonte]

No dia 15 de setembro de 2007, no New Hampshire International Speedway, Steven anunciou o lançamento da Red Wing Motorcycles, uma loja de motocicletas. As motos são desenhadas por Tyler, projetadas por Mark Dirico e montadas pela AC Custom Motorcycles, em Manchester. Pouco tempo depois do anúncio, a loja mudou de nome para Dirico Motorcycles.[146][147] Steven sempre foi apaixonado por motos, tanto que já participou de diversos eventos de caridade que envolviam esse meio de transporte, como a Ride for Children charity.[148][149]

Política[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros meses de 2013 o projeto de lei do Senado do Havaí número 465 foi encaminhado ao poder legislativo. Esta lei daria mais privacidade à pessoas famosas, celebridades e figuras governamentais enquanto estivessem de férias no Estado. Fotos de Steven e de sua família foram lançadas na imprensa internacional enquanto passava férias em Maui, e foi então que surgiu a ideia do projeto, que rapidamente foi apelidado de "Lei Steven Tyler". 23 dos 25 Senadores votaram à favor da causa, além do projeto também ter o apoio de Mick Fleetwood (Fleetwood Mac), Tommy Lee (Mötley Crüe), Margaret Cho, Britney Spears, Avril Lavigne, Neil Diamond, Sharon Osbourne e Ozzy Osbourne (Black Sabbath).[150][151][152][153][154]

Janie's Fund[editar | editar código-fonte]

O vocalista também lançou sua própria Organização Não Governamental em novembro de 2015. Com o nome de Janie's Fund (inspirada na música Janie's Got a Gun), a instituição ajuda mulheres vítimas de abuso.[155] Desde então, ele recebeu vários prêmios humanitários, foi homenageado pela ONU e arrecadou milhares de dólares para a causa.[156][157]Anualmente, Tyler sedia uma festa de gala para artistas com leilão e transmissão do Grammy em Los Angeles com dinheiro revertido para a instituição.[158][159][160][161] Ele já chegou a abrir dois abrigos físicos para vítimas de abuso e continua acolhendo.[162][163][164]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Julia Holcomb[editar | editar código-fonte]

Em 1975, Steven persuadiu os pais de Julia Holcomb (na época com 16 anos) a assinarem uma autorização oficial para que ela pudesse mudar-se para Boston e morar com ele. Na autobiografia do Aerosmith, o nome usado para identificá-la foi "Diana Hall", na tentativa de esconder sua verdadeira identidade. Contudo, com o tempo, seu verdadeiro nome apareceu. O casal permaneceu junto por três anos, usando drogas. A diferença de idade (Steven tinha 27 quando a conheceu), um incêndio no apartamento em que moravam e um aborto tornaram a história famosa. Segundo Julia, o aborto só aconteceu porque Tyler obrigou-a a fazê-lo. Ela chega a dizer que o cantor usou cocaína enquanto via o procedimento ser realizado e que simplesmente não esboçou reação alguma. Contudo, Steven diz que ninguém acreditava no relacionamento deles, por isso optou pelo aborto e, quando de fato aconteceu, pensava "Jesus, o que eu fiz?". Ray Tabano, colega de banda, diz que o aborto "mexeu muito com Steven". 36 anos depois, Julia diz que se arrependeu do aborto, entrou para uma organização que ajuda mulheres que passaram por tais ocorridos e converteu-se ao Catolicismo.[165][166][167]

Família[editar | editar código-fonte]

Liv Tyler, que nasceu em 1977, é fruto do pequeno relacionamento que Steven teve com a modelo Bebe Buell. Inicialmente, para manter sua filha longe do vício em drogas de Tyler, Bebe dizia que Liv era filha de Todd Rundgren. Aos 11 anos de idade, Liv conheceu seu pai verdadeiro. Ela casou-se com o músico inglês Royston Langdon, com o qual teve seu filho Milo William Langdon (nascido em 14 de dezembro de 2004, em Nova Iorque).[168]

Em 1978, Steven casou-se com Cyrinda Foxe, uma ex-modelo de Andy Warhol e ex-mulher de David Johansen, do New York Dolls, com a qual teve sua segunda filha, a fotógrafa e modelo Mia Tyler. Eles divorciaram-se em 1987 e, em 1997, ela lançou o livro "Dream On: Livin' on the Edge With Steven Tyler and Aerosmith", um livro no qual conta suas memórias do relacionamento com Steven e o tempo que passou junto do Aerosmith. Ela morreu em 2002, vítima de um tumor cerebral.[169]

No dia 28 de maio de 1988, em Tulsa, Tyler casou-se novamente, desta vez com a designer Teresa Barrick. Com ela, Steven teve uma filha Chelsea Anna Tallarico, nascida em 6 de março de 1989), e um filho Taj Monroe Tallarico, nascido em 31 de janeiro de 1991). Eles anunciaram o divórcio em 2005, que se concretizou em 2006.[170]

Em 2006, Tyler começou um relacionamento com a promotora Erin Brady. O casal ficou noivo em dezembro de 2011, separou-se no início de 2013.[171]

Cirurgia na garganta[editar | editar código-fonte]

Em 22 de março de 2006, o jornal The Washington Post noticiou que Steven faria uma cirurgia para reparar "um problema de saúde não revelado". A assessoria de imprensa do cantor disse que o restante dos shows do Aerosmith (na turnê Rockin' the Joint) teriam de ser cancelados para que Tyler pudesse se recuperar.[172]

A cirurgia para reparar um vaso sanguíneo de sua garganta foi um sucesso. Nas palavras de Tyler: "eles apenas dispararam um laser e acabaram com aquele vaso sanguíneo". Algumas semanas depois, Steven e o resto do Aerosmith entraram em estúdio para gravar um novo álbum. Em 4 de julho, ele fez sua primeira apresentação para o grande público depois da cirurgia.[173][174]

Esta cirurgia fez parte de um dos episódios da série do National Geographic Channel, "A Incrível Máquina Humana".[175][176]

Hepatite C[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2006 Tyler revelou em entrevista ao programa Access Hollywood que vinha sofrendo de hepatite C nos últimos 11 anos. A doença foi encontrada em 2003 e Steven passou por tratamentos muito severos entre 2003 e 2006, inclusive com Interferon, que ele diz ter sido "agonizante". A versão aceita pela mídia é a de que Tyler contraiu a doença com o uso de drogas intravenoso, compartilhando agulhas usadas, já que a doença é transferida com contato de sangue.[177][178][179]

Referências

  1. «Steven Tyler no IMDb (em inglês)». IMDb. Consultado em 14 de maio de 2013 
  2. «Steven Tyler decide se internar em clínica de reabilitação». Quem Online. 28 de dezembro de 2009. Consultado em 14 de maio de 2013 
  3. «Steven Tyler reaparece após três meses de internação». Quem Online. 19 de março de 2010. Consultado em 14 de maio de 2013 
  4. «Steven Tyler é o novo jurado do 'American idol', diz mídia americana». G1. 18 de agosto de 2010. Consultado em 14 de maio de 2013 
  5. «Em biografia, Steven Tyler diz: 'sexo gay não é para mim'». G1. 4 de maio de 2011. Consultado em 14 de maio de 2013 
  6. «Rock & Roll Hall of Fame: Aerosmith (em inglês)». Rock And Roll Hall of Fame. Consultado em 14 de maio de 2013 
  7. Rolling Stone - 100 maiores cantores do mundo, página 99, em inglês
  8. a b «Steven Tyler e Joe Perry recebem homenagem por obra do Aerosmith». Reuters/G1. 16 de abril de 2013. Consultado em 14 de maio de 2013 
  9. «Victor A. Tallarico (em inglês)». The Telegraph. 13 de setembro de 2011. Consultado em 2 de junho de 2013 
  10. «Biografia de Steven Tyler». Aeroworld. Consultado em 2 de junho de 2013 
  11. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v «Biografia do Aerosmith». Aeroworld. Consultado em 2 de junho de 2013. Arquivado do original em 24 de junho de 2013 
  12. «setlist.fm - Aerosmith (São Paulo, Brasil, 1994)». setlist.fm. 30 de outubro de 2009. Consultado em 6 de junho de 2013 
  13. «setlist.fm - Aerosmith (Rio de Janeiro, Brasil, 1994)». setlist.fm. 30 de outubro de 2009. Consultado em 6 de junho de 2013 
  14. «setlist.fm - Aerosmith (São Paulo, Brasil, 2007)». setlist.fm. 19 de março de 2009. Consultado em 6 de junho de 2013 
  15. «Aerosmith toca para 62 mil pessoas em São Paulo». Shin Oliva Suzuki/G1. 13 de abril de 2007. Consultado em 6 de junho de 2013 
  16. «Steven Tyler diz que foi a clínica de reabilitação por dor no pé». Reuters/O Globo. 30 de maio de 2008. Consultado em 6 de junho de 2013 
  17. «Aerosmith ganha seu próprio 'Guitar hero'». G1. 15 de fevereiro de 2008. Consultado em 6 de junho de 2013 
  18. «Steven Tyler's Mother Dies (em inglês)». Female First. 21 de julho de 2008. Consultado em 6 de junho de 2013 
  19. «Steven Tyler promete autobiografia desbocada». R7 Entretenimento. 13 de abril de 2011. Consultado em 6 de junho de 2013 
  20. «Aerosmith Frontman Performs With Trans-Siberian Orchestra In New York, New Jersey (em inglês)». Blabbermouth. 14 de dezembro de 2008. Consultado em 6 de junho de 2013 
  21. «Roqueiro Steven Tyler cai do palco e é internado». Reuters/Extra. 6 de agosto de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  22. «Steven Tyler, cantor do Aerosmith, cai do palco e é internado». Folha Vitória. 6 de agosto de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  23. «Vocalista do Aerosmith cai do palco durante show». Diário de Pernambuco. 6 de agosto de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  24. «Aerosmith cancela turnê após acidente de vocalista». G1. 14 de agosto de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  25. «Guitarrista confirma que Steven Tyler deixou o Aerosmith». R7 Entretenimento. 11 de novembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  26. «Guitarrista do Aerosmith diz que já procura substituto para Steven Tyler». R7 Entretenimento. 11 de novembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  27. «Guitarrista do Aerosmith diz que Steven Tyler não parece uma pessoa sóbria». R7 Entretenimento. 18 de novembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  28. «Steven Tyler está fora do Aerosmith, diz guitarrista». G1. 9 de novembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  29. «Tyler nega saída do Aerosmith, mas futuro da banda é incerto». Extra. 12 de novembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  30. «Steven Tyler vai parar em clínica de reabilitação». R7 Entretenimento. 23 de dezembro de 2009. Consultado em 8 de junho de 2013 
  31. «Aerosmith fará show em São Paulo em 29 de maio». R7 Entretenimento. 4 de março de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  32. «Começa pré-venda para show do Aerosmith em SP». R7 Entretenimento. 14 de março de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  33. «Baixista do Aerosmith diz que banda voltou porque Tyler tratou vício em analgésicos». R7 Entretenimento. 9 de abril de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  34. «Show de Aerosmith em São Paulo prova que Steven Tyler continua em forma». Marcella Sobral/O Globo. 30 de maio de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  35. «setlist.fm - Aerosmith (Porto Alegre, Brasil, 2010)». setlist.fm. 27 de maio de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  36. «setlist.fm - Aerosmith (São Paulo, Brasil, 2010)». setlist.fm. 29 de maio de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  37. «Steven Tyler lança single como cantor solo em novembro». G1. 20 de setembro de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  38. «Jennifer Lopez e Steven Tyler são os novos jurados do 'American Idol'». EGO. 22 de setembro de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  39. «Paul McCartney convida Steven Tyler a fazer cover dos Beatles». G1. 5 de dezembro de 2010. Consultado em 8 de junho de 2013 
  40. «Steven Tyler, do Aerosmith, revela que sua biografia deve virar filme». G1. 17 de outubro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2013 
  41. «Scotty McCreery é o vencedor da 10.ª temporada do 'American idol'». G1. 25 de maio de 2011. Consultado em 8 de junho de 2013 
  42. «Steven Tyler cai no banheiro, quebra 2 dentes e adia show no Paraguai». G1. 25 de outubro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2013 
  43. «Steven Tyler: veja rosto do roqueiro após cair no chuveiro». Quem Online. 27 de outubro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2013 
  44. «Recuperado de acidente, Steven Tyler comanda espetáculo do Aerosmith em São Paulo». R7 Entretenimento. 31 de outubro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2013 
  45. «setlist.fm - Aerosmith (São Paulo, Brasil, 2011)». setlist.fm. 30 de outubro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2013 
  46. «Steven Tyler rebate as críticas sobre sua performance do hino nacional». GQ Brasil. 4 de fevereiro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 
  47. «Steven Tyler do Aerosmith diz ter gastado 6 milhões de dólares em drogas durante sua vida». Multishow. 22 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de junho de 2013 
  48. «Aerosmith: Lançamento do novo disco é adiado para novembro». Thiago Romariz/Omelete. 28 de junho de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 
  49. «Steven Tyler se apresenta com Aerosmith na final de American Idol». Estrelando. 24 de maio de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 
  50. «Vídeo: Aerosmith toca novo single no American Idol; confira». Wagner Ximenes/Portal Rockline. 24 de maio de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 
  51. «Steven Tyler deixa o American Idol». Estrelando. 12 de julho de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 
  52. «Steven Tyler, do Aerosmith, deixa a bancada do 'American Idol'». EGO. 12 de julho de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 
  53. «Vaza na internet o novo single do Aerosmith, a balada 'What Could Have Been Love'». Multishow. 3 de setembro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 [ligação inativa]
  54. «Lover Alot: ouça a nova música do Aerosmith». Christian Moreno/Fábrica de Quadrinhos. 24 de agosto de 2012. Consultado em 8 de junho de 2013 [ligação inativa]
  55. «Steven Tyler aparece vestido de mulher loira no 'American idol'». G1. 1 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de junho de 2013 
  56. «Steven Tyler, Joe Perry Inducted Into Songwriters Hall of Fame (em inglês)». Rolling Stone. 14 de junho de 2013. Consultado em 18 de junho de 2013 
  57. «Legend, Austin, Tyler and Perry join Hollywood Bowl Hall of Fame (em inglês)». Los Angeles Times. 23 de junho de 2013. Consultado em 26 de junho de 2013 
  58. «Jornal: Aerosmith será atração do Monsters of Rock 2013». Portal Terra. 9 de maio de 2013. Consultado em 8 de junho de 2013 
  59. «De volta ao Brasil, festival Monsters of Rock promete atrações de peso». GQ Brasil. 17 de junho de 2013. Consultado em 18 de junho de 2013 
  60. «Monsters of Rock volta ao Brasil com Aerosmith, Whitesnake e Slipknot». O Globo. 17 de junho de 2013. Consultado em 18 de junho de 2013 
  61. «Festival Monsters of Rock terá Korn, Aerosmith, Slipknot e Whitesnake». G1. 17 de junho de 2013. Consultado em 18 de junho de 2013 
  62. «Aerosmith fecha Monsters of Rock em show para 30 mil fãs em SP». G1. 21 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  63. «Aerosmith engole demais atrações em noite de despedida do Monsters of Rock 2013 em São Paulo». Marco Bezzi/R7. 21 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  64. «Aerosmith e Whitesnake tocam no Rio e em Brasília em outubro». O Globo. 23 de julho de 2013. Consultado em 29 de julho de 2013 
  65. «Produtora anuncia shows de Aerosmith e Whitesnake no Rio». G1. 23 de julho de 2013. Consultado em 29 de julho de 2013 
  66. «Começa a venda de ingressos para o show do Aerosmith em Brasília». G1. 26 de julho de 2013. Consultado em 29 de julho de 2013 
  67. «Steven Tyler joga água nos fãs durante show do Aerosmith no Rio». Ego. 19 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  68. «Aerosmith e Whitesnake encaram a chuva e esquentam a Apoteose». Bernardo Araújo/O Globo. 19 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  69. «Hits garantem sucesso em show do Aerosmith em Brasília». Lucas Nanini/G1. 24 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  70. «Apesar de falha no som, Aerosmith faz grande show em Curitiba». Isabela Fantinato/POP. 16 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  71. «Aerosmith faz show inesquecível em Curitiba». Bem Paraná. 16 de outubro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  72. «Com Steven Tyler no júri e Mel B apresentando, Miss Universo 2013 será escolhida hoje». UOL Notícias. 9 de novembro de 2013. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  73. «Steven Tyler e P!ATD se apresentam no Miss Universo 2013». Música na veia. 12 de novembro de 2013. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  74. «Assista Steven Tyler cantando "Dream On" no Miss Universo 2013». Revista Cifras. 11 de dezembro de 2013. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  75. «Ingressos para turnê de Aerosmith com Slash nos EUA começam a ser vendidos nesta quinta». O Globo. 9 de abril de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  76. «Johnny Depp se apresenta com Aerosmith nos Estados Unidos». Ego. 18 de junho de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  77. «Steven Tyler and Billy Gibbons Among New Additions for Next All-Star Kings of Chaos Concerts (em inglês)». Ultimate Classic Rock. 21 de agosto de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  78. «Steven Tyler ensaia com Nuno Bettencourt; veja um trecho». Cifraclub News. 28 de novembro de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  79. «Aerosmith e Extreme: Steven Tyler e Nuno Bettencourt no Nobel da Paz». Whiplash. 12 de dezembro de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2014 
  80. «Steven Tyler do Aeromisth anuncia álbum solo de country». UOL. 1 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  81. «Steven Tyler se afasta do rock e revela planos de gravar disco country». POP/R7. 1 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  82. «Steven Tyler assina com gravadora para lançar álbum solo de música country». O Globo. 7 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  83. «Tudo sobre o álbum country de Steven Tyler». José Vitor Corrêa/Rock Your Wings. 7 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  84. «Steven Tyler apresentará prêmio no ACM Awards». Igor Lino/Rock Your Wings. 19 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  85. «Tudo sobre a participação de Tyler no ACM Awards». Igor Lino/Rock Your Wings. 20 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  86. «"Love Is Your Name" é o nome do primeiro single country de Steven Tyler». Ricardo Fossaluza/Rock Your Wings. 30 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  87. «Steven Tyler lança single de disco solo country; ouça "Love Is Your Name"». Rolling Stone. 13 de maio de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  88. «Primeira canção country de Steven Tyler lançada hoje, ouça no post!». Yasmin Porto/Rock Your Wings. 13 de maio de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  89. «Steven Tyler se apresenta no American Idol». José Vitor Corrêa/Rock Your Wings. 14 de maio de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  90. «Show em San Diego: Blue Army Tour, 10/06/15». Igor Lino/Rock Your Wings. 11 de junho de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  91. «Show em Glendale: Blue Army Tour, 13/06/15». Igor Lino/Rock Your Wings. 14 de junho de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  92. «Aerosmith Opens Blue Army Tour With Style in Arizona (em inglês)». Christina Fuoco-Karasinski/Billboard. 14 de junho de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  93. «Living Colour – special guests on Aerosmith's Blue Army Tour 2015 (em inglês)». Living Colour. 28 de abril de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  94. «Steven Tyler lança videoclipe para Love Is Your Name». José Vitor Corrêa/Rock Your Wings. 3 de julho de 2015. Consultado em 10 de julho de 2015 
  95. «Novo single de Steven Tyler é lançado, leia a review de "Red, White & You"». José Vitor Corrêa/Rock Your Wings. 5 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  96. «Tyler divulgando novo single e falando sobre Guns n' Roses». Igor Lino/Rock Your Wings. 20 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  97. «Steven Tyler no Super Bowl, na CNN e no Late Show». Igor Lino/Rock Your Wings. 24 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  98. «Tyler divulgando novo single e falando sobre Guns n' Roses». Igor Lino/Rock Your Wings. 20 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  99. «Steven Tyler no Super Bowl, na CNN e no Late Show». Igor Lino/Rock Your Wings. 24 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  100. «Steven Tyler apresenta nome e capa de álbum solo». Ricardo Fossaluza/Rock Your Wings. 24 de maio de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  101. «Detalhes sobre turnê de despedida e músicas do álbum solo de Steven Tyler». Igor Lino/Rock Your Wings. 24 de junho de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  102. «Steven Tyler lança novo single, ouça aqui!». Igor Lino/Rock Your Wings. 24 de junho de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  103. «Joe Perry em nova música de Pitbull e opinião sobre Steven Tyler». Igor Lino/Rock Your Wings. 17 de fevereiro de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  104. «Steven Tyler responde críticas de Joe Perry». Igor Lino/Rock Your Wings. 5 de março de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  105. «Show em Porto Alegre, Brasil – Rock N' Roll Rumble Tour». Igor Lino/Rock Your Wings. 12 de outubro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  106. «Show em São Paulo, Brasil – Rock N' Roll Rumble Tour». Igor Lino/Rock Your Wings. 17 de outubro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  107. «Show em Recife, Brasil – Rock N' Roll Rumble Tour». Igor Lino/Rock Your Wings. 22 de outubro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  108. «Aerosmith fará turnê de despedida em 2017, afirma Steven Tyler». Igor Miranda/Revista Cifras. 8 de setembro de 2015. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  109. «Aerosmith anuncia turnê de 'despedida' na Europa em 2017». G1. 15 de novembro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  110. «Turnê de despedida do Aerosmith é oficialmente anunciada para a Europa». Igor Lino/Rock Your Wings. 14 de novembro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  111. «Em vídeo humorístico, Aerosmith anuncia turnê de despedida pela Europa». UOL. 14 de novembro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  112. «Show em Rio de Janeiro, Brasil – Aero-Vederci Baby! Tour». Igor Lino/Rock Your Wings. 22 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  113. «Aerosmith e Alice Cooper ofuscam atrações do 1º dia de rock no Rock in Rio». Alexandre Matias/UOL. 22 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  114. «Rock in Rio 2017: Aerosmith alia vigor a repertório conhecido em provável despedida». Lucas Brêda/Rolling Stone. 22 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  115. «Show em São Paulo, Brasil – Aero-Vederci Baby! Tour». Igor Lino/Rock Your Wings. 25 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  116. «Aerosmith faz show de "despedida" de São Paulo, mas fãs não engolem». Leonardo Rodrigues e Renata Nogueira/UOL. 24 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  117. «Aerosmith incendeia São Paulo com hits: "Amamos o Brasil!"». Tiago Agostini/QUEM. 24 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  118. «Show em Belo Horizonte, Brasil – Aero-Vederci Baby! Tour». Igor Lino/Rock Your Wings. 19 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  119. «'Bom demais da conta', disse Steven Tyler no show do Aerosmith em BH». Thais Pimentel/G1. 19 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  120. «Vocalista do Aerosmith, Steven Tyler passa mal e cancela show em Curitiba». G1. 26 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  121. «Steven Tyler passa mal e show do Aerosmith em Curitiba é cancelado». Napoleão de Almeida e Tiago Dias/UOL. 26 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  122. «URGENTE: restante da turnê do Aerosmith é cancelada». Igor Lino/Rock Your Wings. 26 de setembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  123. «Steven Tyler revela problema que o fez cancelar show em Curitiba». Igor Lino/Rock Your Wings. 26 de julho de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  124. «Joe Perry confirma residência em Vegas do Aerosmith». Igor Lino/Rock Your Wings. 3 de janeiro de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  125. «É oficial: Aerosmith performa no Today e anuncia residência em Vegas». Igor Lino/Rock Your Wings. 16 de agosto de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  126. «Aerosmith anuncia residência em Las Vegas para celebrar 50 anos de banda». Itaici Brunetti/Vírgula. 16 de agosto de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  127. «Residência do Aerosmith já é considerada um sucesso». Igor Lino/Rock Your Wings. 23 de outubro de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  128. «Aerosmith adiciona 17 novas datas para residência em Las Vegas». Igor Lino/Rock Your Wings. 12 de fevereiro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  129. «Aerosmith anuncia residência na costa leste + festival». Igor Lino/Rock Your Wings. 26 de fevereiro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  130. «Saiba quanto o Aerosmith faturou com a residência de Las Vegas». Igor Lino/Rock Your Wings. 27 de julho de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  131. «Aerosmith anuncia 15 novas datas para residência em Las Vegas». Igor Lino/Rock Your Wings. 5 de setembro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  132. «Aerosmith fatura mais de $30 milhões com residência em Vegas». Igor Lino/Rock Your Wings. 17 de outubro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  133. «Aerosmith receberá prêmio de Personalidade do Ano pela MusiCares». Igor Lino/Rock Your Wings. 9 de outubro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  134. «Aerosmith recebe prêmio de "Personalidade do ano" por apoio a ações de caridade». 89. 4 de outubro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  135. «Aerosmith é homenageado pela MusiCares». Igor Lino/Rock Your Wings. 25 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  136. «Aerosmith se apresenta no Grammy; veja!». Igor Lino/Rock Your Wings. 27 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  137. «Aerosmith anuncia show comemorativo de 50 anos da banda». Igor Lino/Rock Your Wings. 27 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  138. «Aerosmith adia show comemorativo de 50 anos da banda». Igor Lino/Rock Your Wings. 9 de julho de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  139. «Aerosmith oficialmente adia datas da residência em Las Vegas». Igor Lino/Rock Your Wings. 14 de abril de 2020. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  140. «Ouça Love Lives, música solo de Steven Tyler». Rock 'N' Beats. 4 de outubro de 2010. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  141. «Steven Tyler: Single solo "(It) Feels So Good" sai em 9 de maio». Omelete. 30 de abril de 2011. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  142. «Steven Tyler, do Aerosmith, apresenta "Love Is Your Name", sua primeira faixa do estilo country». Omelete. 13 de maio de 2015. Consultado em 20 de junho de 2015 
  143. «Steven Tyler lança música country; ouça "Red, White and You"». Rolling Stone. 23 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  144. «Steven Tyler lança novo single, ouça aqui!». Igor Lino/Rock Your Wings. 24 de junho de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016 
  145. «Steven Tyler - We're All Somebody From Somewhere». Michael Dwyer/Rolling Stone. 26 de julho de 2016. Consultado em 26 de julho de 2016. Arquivado do original em 27 de julho de 2016 
  146. «O roqueiro Steven Tyler agora é fabricante de motos». Sobre Motos. 10 de julho de 2009. Consultado em 1 de julho de 2013 
  147. «Vocalista do Aerosmith tem uma empresa de motos nos EUA». Rock Riders. Consultado em 1 de julho de 2013 
  148. «Steven Tyler Designs $80,000 Harley Davidson Motorcycle (em inglês)». Starpulse.com. 20 de setembro de 2006. Consultado em 1 de julho de 2013 
  149. «Steven Tyler Appearing at the Fort Lauderdale Bikers Bash on December 7th (em inglês)». Aero Force One. 13 de novembro de 2007. Consultado em 1 de julho de 2013 
  150. «Havaí cria Lei Steven Tyler para defender celebridades de paparazzi». O Globo. 7 de março de 2013. Consultado em 31 de julho de 2013 
  151. «Lei Steven Tyler de proteção às celebridades é aprovada no Havaí». UOL Entretenimento. 5 de março de 2013. Consultado em 31 de julho de 2013 
  152. «Steven Tyler faz lei anti-paparazzi». WikiMetal. 8 de março de 2013. Consultado em 31 de julho de 2013 
  153. «Ideia de Steven Tyler passa a lei no Havai». Life & Style. 7 de março de 2013. Consultado em 31 de julho de 2013 
  154. «Lei Steven Tyler de proteção às celebridades é aprovada». A Crítica. 6 de março de 2013. Consultado em 31 de julho de 2013 
  155. «Conheça a surpresa de Steven Tyler: Janie's Fund». Igor Lino/Rock Your Wings. 9 de novembro de 2015. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  156. «Steven Tyler receberá Prêmio Humanitário da ONU». Igor Lino/Rock Your Wings. 19 de novembro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  157. «Steven Tyler recebe prêmio e se apresenta na ONU». Igor Lino/Rock Your Wings. 5 de dezembro de 2016. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  158. «Steven fará festa com transmissão do Grammy para ajudar a Janie's Fund». Igor Lino/Rock Your Wings. 10 de janeiro de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  159. «Steven Tyler arrecada $2,4 milhões para Janie's Fund em festa do Grammy». Igor Lino/Rock Your Wings. 30 de janeiro de 2018. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  160. «Aerosmith vai se apresentar em evento beneficente de Steven Tyler». Igor Lino/Rock Your Wings. 11 de janeiro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  161. «Aerosmith se apresenta em evento da Janie's Fund». Igor Lino/Rock Your Wings. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  162. «Steven Tyler inaugura abrigo para garotas e recebe o Harmony Award». Igor Lino/Rock Your Wings. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  163. «Steven Tyler abre segundo abrigo para garotas que sofreram abusos». Igor Lino/Rock Your Wings. 7 de fevereiro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  164. «Janie's Fund já forneceu mais de 167 mil dias de terapia». Igor Lino/Rock Your Wings. 7 de novembro de 2019. Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  165. «The Light of the World - the Steven Tyler and Julia Holcomb story (em inglês)». Life Site News. 24 de maio de 2011. Consultado em 31 de julho de 2013 
  166. «Ex-namorada de Steven Tyler diz que foi obrigada a realizar um aborto». Mundo Pop. 26 de maio de 2011. Consultado em 31 de julho de 2013 
  167. «Steven Tyler teria usado drogas enquanto namorada sofria aborto». Quem Online. 25 de maio de 2011. Consultado em 31 de julho de 2013 
  168. «Liv Tyler revela que só conheceu o pai, Steven Tyler, quando tinha 11 anos». Caras Online. 3 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  169. «Morre ex-esposa de Steven Tyler». Whiplash. 3 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  170. «Steven Tyler anuncia divórcio». Território da Música. 22 de fevereiro de 2005. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  171. «Steven Tyler termina relacionamento de 6 anos com Erin Brady». Caras Online. 14 de janeiro de 2013. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  172. «Steven Tyler, do Aerosmith, cancela shows e passa por cirurgia». O Fuxico. 23 de março de 2006. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  173. «Steven Tyler é operado e Aerosmith cancela shows». Portal Terra. 22 de março de 2006. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  174. «Aerosmith cancela turnê por causa de vocalista». Londrix. 22 de março de 2006. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  175. «A Incrível Máquina Humana». National Geographic Channel. 2007. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  176. «Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven Tyler (vídeo)». Whiplash. 14 de abril de 2014. Consultado em 16 de abril de 2014 
  177. «Hepatite C & Celebridades». Banco de Saúde. 27 de agosto de 2010. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  178. «Steven Tyler venceu hepatite C». Cultura Portugual. 29 de setembro de 2006. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  179. «A Ressurreição de Steven Tyler». Rolling Stone. Junho de 2011. Consultado em 1 de agosto de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Steven Tyler:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons
Wikidata Base de dados no Wikidata