Stewart Grand Prix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Reino Unido Stewart Grand Prix
Sede Milton Keynes, Reino Unido
Fundador(es) Jackie Stewart
Paul Stewart
Pessoal notável Alan Jenkins
Gary Anderson
Nome posterior Jaguar Racing
Pilotos
Chassis
Motor Ford
Pneus Bridgestone
Histórico na Fórmula 1
Estreia GP da Austrália de 1997
Último GP GP do Japão de 1999
Grandes Prêmios 49
Campeã de construtores 0 (4º em 1999)
Campeã de pilotos 0 (7º em 1999 com Barrichello)
Vitórias 1
Pole Position 1
Voltas rápidas 0
Pontos 47
Posição no último campeonato
(1999)
4° (36 pontos)

Stewart Grand Prix foi uma equipe de automobilismo fundada pelo piloto tricampeão de Fórmula 1 Jackie Stewart juntamente com seu filho Paul Stewart. A equipe competiu na Fórmula 1 por três temporadas: 1997, 1998 e 1999.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1997 teve como seus primeiros pilotos o brasileiro Rubens Barrichello e o dinamarquês Jan Magnussen, utilizando motores Ford. O carro era bom em pistas de média e baixa, a ponto de várias vezes Rubens Barrichello largar entre os 6 primeiros. Dois 5ºs lugares nos GPs da Argentina e da Áustria, e um 3º lugar surpreendente no GP do Canadá, foram os pontos altos da equipe nos treinos, porém durante as provas o carro tinha inúmeros problemas de resistência. E a falta de confiabilidade do bom Zetec-R V-10, deixou quase sempre seus 2 pilotos no acostamento.

No mundial de equipes, a Stewart ficou em 10° lugar com 6 pontos, com um 2º lugar no GP de Mônaco, numa prova onde Rubens Barrichello deu um show à parte embaixo de muita chuva, com isso terminou em 13° com 6 pontos e Magnussen ficou em 19° sem ponto algum.

Já em 1998 a equipe conseguiu melhorar um pouco, sobre o ponto de vista de terminar as provas. Com Rubens Barrichello e Jan Magnussen, a equipe marcou 5 pontos e conquistou dois quintos lugares com Barrichello na Espanha e no Canadá, e Magnussen chegou em sexto no Canadá. A partir do GP da França, Magnussen foi substituído por Jos Verstappen.

No mundial de equipes, a Stewart ficou em 8º lugar no campeonato de pilotos com 5 pontos. Rubens Barrichello terminou em 12º com 4 pontos e Jan Magnussen ficou em 16° com 1 ponto.

Rubens Barrichello pilotando o Stewart SF01 no Grande Prêmio do Canadá de 1997. A decoração tartan indica a origem escocesa da Stewart.

O ano de 1999 foi o último da Stewart na Fórmula 1, apesar dos anos anteriores as coisas mudaram em 1999, pois a equipe evoluiu muito em relação aos outros anos, e no final de 1999 a equipe foi vendida para Montadora Ford, que já mostrava interesse em ter uma equipe na Fórmula 1.[1]

A Stewart continuou sua parceria com o piloto Rubens Barrichello, marcando 21 pontos e conquistando três vezes o 5° lugar: Austrália, Hungria e Malásia, um 4° lugar na Itália, chegou também três vezes em 3° lugar: San Marino, França e Europa. Rubens abandonou três provas, o que é pouco em vista das temporadas anteriores na equipe, e ele foi responsável pela única pole position da escuderia no GP da França. O outro piloto da equipe era o veterano inglês Johnny Herbert, que ficou com a 8° posição no mundial conquistando 15 pontos com um 5° lugar no Canadá, um 4° lugar na Malásia e uma vitória (única da equipe) no GP da Europa. Herbert abandonou 7 provas ao todo no mundial.

No mundial de construtores, a Stewart ficou em 4° lugar no campeonato de pilotos com 36 pontos, Rubens Barrichello terminou em 7° com 21 pontos e Johnny Herbert ficou em 8° lugar com 15 pontos.

Em 2000, a equipe, como já citado, pertencia a Ford, que a renomeou para Jaguar Racing. Jackie Stewart, o dono da equipe, continuou como chefe de equipe e Herbert como píloto e fez essa temporada a sua última na carreira, mas Barrichello foi para a Ferrari na vaga de Eddie Irvine. O norte-irlandês veio da Ferrari (temporada de 1999 que terminou como vice-campeão com 74 pontos), ficou com a vaga do piloto brasileiro. A Jaguar Racing foi vendida em 2004 para a Red Bull.[2]

Pilotos[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Carro Pneus Motor Combustível Pilotos Pilotos-reserva Classificação
1999 Stewart Grand Prix SF-3 B Ford CR-1 V10 Texaco Brasil Rubens Barrichello
Reino Unido Johnny Herbert
Brasil Luciano Burti 4º lugar
36 pontos
1998 Stewart Grand Prix SF02 B Ford VJ Zetec-R V10 Texaco Brasil Rubens Barrichello
Dinamarca Jan Magnussen
Países Baixos Jos Verstappen
8º lugar
5 pontos
1997 Stewart Grand Prix SF01 B Ford JD Zetec-R V10 Havoline Brasil Rubens Barrichello
Dinamarca Jan Magnussen
9º lugar
6 pontos


Resultados Completos da Stewart[editar | editar código-fonte]

(legenda) (em negrito indica pole position)

Ano Chassi Motor Pneus Pilotos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Pontos Posição
AUS BRA SMR MON ESP CAN FRA GBR AUT GER HUN BEL ITA EUR MAL JPN
1999 SF-3 Ford CR-1
V10
B 16 Brasil Rubens Barrichello 5 Ret 3 Ret DSQ Ret 3 8 Ret Ret 5 10 4 3 5 Ret 36
17 Reino Unido Johnny Herbert DNS Ret 10 Ret Ret 5 Ret 12 14 11 11 Ret Ret 1 4 7
AUS BRA ARG SMR ESP MON CAN FRA GBR AUT GER HUN BEL ITA LUX JPN
1998 SF02 Ford VJ
Zetec-R
V10
B 18 Brasil Rubens Barrichello Ret Ret 10 Ret 5 Ret 5 10 Ret Ret Ret Ret Ret 10 11 Ret 5
19 Dinamarca Jan Magnussen Ret 10 Ret Ret 12 Ret 6
Países Baixos Jos Verstappen 12 Ret Ret Ret 13 Ret Ret 13 Ret
AUS BRA ARG SMR MON ESP CAN FRA GBR GER HUN BEL ITA AUT LUX JPN EUR
1997 SF01 Ford JD
Zetec-R
V10
B 22 Brasil Rubens Barrichello Ret Ret Ret Ret 2 Ret Ret Ret Ret Ret Ret Ret 13 14 Ret Ret Ret 6
23 Dinamarca Jan Magnussen Ret DNS 10 Ret 7 13 Ret Ret Ret Ret Ret 12 Ret Ret Ret Ret 9

Referências

  1. «Venda da Stewart abre nova era na F-1». Folha UOL. 11 de junho de 1999 
  2. «VRed Bull compra Jaguar e mantém time na F-1 em 2005». Folha UOL. 16 de novembro de 2004