Sticky & Sweet Tour (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sticky and Sweet Tour
Álbum ao vivo de Madonna
Lançamento 26 de março de 2010 (2010-03-26)
Gravação 7 - 8 de dezembro de 2008;
Estádio River Plate
(Buenos Aires, Argentina)
Gênero(s) Pop
Duração 63:04 (CD)
138:54 (DVD)
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, DVD, Blu-ray, download digital
Gravadora(s) Warner Bros.
Diretor(es) Nathan Rissman, Nick Wickham
Cronologia de Madonna
Celebration
(2009)
MDNA
(2012)
Cronologia de vídeo de Madonna
Celebration: The Video Collection
(2009)
MDNA World Tour
(2013)

Sticky & Sweet é o terceiro álbum ao vivo da artista musical estadunidense Madonna. O seu lançamento ocorreu em 26 de março de 2010, através da Warner Bros. Records. Foi o último álbum da cantora lançado por esta gravadora, sendo disponibilizado em CD, DVD, Blu-ray e digipak. A turnê foi filmada no estádio River Plate em Buenos Aires, capital da Argentina, entre os dias 7 e 8 de dezembro de 2008, durante a etapa sul-americana da digressão.[1] O álbum contém as apresentações da turnê, e treze canções na edição em CD, acompanhado pela fotografia de Guy Oseary, empresário de Madonna. Antes de seu lançamento oficial, o concerto foi transmitido no canal VH1 e foi produzido pela companhia produtora de Madonna, Semtex Films.

Madonna comentou que não estava focada no lançamento do DVD devido ao dirigir o filme de aventura W.E. O disco recebeu revisões mistas por parte da mídia especializada, a qual prezou as interpretações do concerto, com muitos destacando a apresentação de "Into the Groove". Entretanto, outros resenhadores criticaram o disco, chamando-o de "sem vida". Comercialmente, obteve um bom desempenho, convertendo-se no décimo quarto álbum de Madonna a listar-se entre as dez melhores posições na Billboard 200, tabela musical estadunidense. Atingiu as dez melhores posições na Áustria, no Brasil, no Canadá, na Europa, na França, na Finlândia e em outras treze nações, ao passo que liderou as tabelas da Argentina, na Grécia, na Hungria e em outros três territórios; contudo, tornou-se um dos únicos álbuns de Madonna a não atingir as dez melhores posições na tabela britânica UK Albums Chart.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

A apresentação de "Into the Groove" foi considerada o destaque da turnê.

Em 12 de março de 2010, foi divulgado na página oficial de Madonna na internet que o título do álbum seria Sticky & Sweet, juntamente com sua capa. Mais tarde, o título foi alterado para Sticky & Sweet Tour, com a capa do álbum também sendo alterada; contudo, o menu do disco nas edições em DVD e Blu-ray contém o título original do álbum. O disco contou com trinta minutos de imagens exclusivas, filmadas nos bastidores da turnê. Também foi incluída a apresentação de "Don't Cry for Me, Argentina", realizada exclusivamente nos concertos da turnê em sua etapa argentina.[1][2] A foto da capa foi feita por Guy Oseary, empresário de Madonna, e foi digitalmente alterada, sendo removidos os bailarinos no palco realizando uma luta de boxe em um ringue.[3] O show foi transmitido no canal VH1 em 2 de abril de 2010, dias depois de seu lançamento oficial.[4] Em uma entrevista para a revista Interview, Madonna comentou que não estava focada no lançamento do DVD, devido ao dirigir o filme de aventura W.E. Ela disse:

O DVD foi disponibilizado em 26 de março de 2010 na Alemanha,[6] na Austrália[7] e no México.[8] Três dias depois, foi lançado no Brasil,[9] na França,[10] na Polônia,[11] em Portugal[12] e no Reino Unido.[13] Um dia depois, foi comercializado no resto do continente europeu.[6] Nos Estados Unidos, o disco foi lançado em 6 de abril de 2010, dois dias depois da transmissão do concerto da turnê no canal VH1.[6] A revista Spin colaborou com a página oficial de Madonna e lançou uma campanha promocional para o lançamento do álbum, que incluiu um DVD autografado do show, uma camiseta da turnê Sticky & Sweet, um livro de fotos da turnê, um programa oficial da digressão e uma assinatura de um ano na página oficial de Madonna.[14]

Crítica profissional[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 2 de 5 estrelas.[15]
Bloomberg Television 2.5 de 5 estrelas.[16]
Canada.com 4 de 5 estrelas.[17]
Digital Spy 3 de 5 estrelas.[18]
Entertainment Weekly (B+)[19]
The Independent 2 de 5 estrelas.[20]
The Irish Times (favorável)[21]
Rolling Stone 3.5 de 5 estrelas.[22]
Seattle Post-Intelligencer (favorável)[23]

O álbum recebeu resenhas mistas por parte da mídia especializada. Mikael Wood, da revista Entertainment Weekly, deu ao álbum um B+ e comentou que "este CD+DVD não pode replicar a presença no show, a Sticky & Sweet — filmada em Buenos Aires, em 2008 — capta a raia rejuvenescedora do espetáculo, como na garagem-eletrônica 'Hung Up'. A produção, também; um documentário por-trás-das-câmeras que realmente se passa por trás das câmeras".[19] Andy Gill, do jornal The Independent, concedeu ao disco duas estrelas de cinco possíveis, resenhando que "para toda a multidão espalhada ao redor do palco, é desinteressante o que pop se tornou; totalmente sem vida, apesar da atividade fervorosa".[20] Mayer Nissim, do Digital Spy, sentiu que "apesar de seu charme absurdo, este CD não vai provocar a redescoberta de Hard Candy, que parece ter se deslocado. Dito isto, ainda é uma explosão de entretenimento do início ao fim. Com a gravação em DVD da turnê excepcionalmente estranha, este álbum vale definitivamente o preço da entrada inteira para qualquer um que ainda tem pouco interesse na Mãe/Rainha do Pop".[18] Mark Beech, da Bloomberg Television, deu ao disco duas estrelas e meia de uma escala que vai até cinco, dizendo que "é intrigante como a nota-perfeita de Madonna está correndo e fazendo rachas".[16] A revista Rolling Stone concedeu ao álbum três estrelas e maia de cinco possíveis, e resenhou que "os remixes característicos são agitados, como uma nova mistura de 'Vogue' e o funk estridente de '4 Minutes'".[22]

O show se inicia com apresentação de "Candy Shop", antecedida pelo interlúdio "The Sweet Machine".

Justin Kanter, do Seattle Post-Intelligencer, prezou o concerto, escrevendo que "ao longo de duas horas ininterruptas e completas, vemos uma abundância de conjuntos de grandiosos efeitos especiais, uma volumosa linha de dançarinos; som e engenharia precisos e sequenciados e nitidamente produzidos, [interlúdios com] vídeos musicais repletos de celebridades (...) Inquestionavelmente, é Madonna e o show real da companhia — todo o espetáculo de música, dança, estilo e atitude — que fazem a Sticky & Sweet Tour ser um acontecimento altamente revigorante e memorável. Entretanto, Kanter disse que as interpretações de "Borderline" "Human Nature" foram "decepcionáveis".[23] Ben Kaplan, do Canada.com, analisou que "Sticky & Sweet Tour é o documentário de uma mulher nos seus cinquenta anos que, na verdade, atingiu o topo depois que a maioria das pessoas achavam que ela não conseguiria. Madonna não fala com um sotaque britânico em seu novo disco, mas mesmo que falasse, isso não importa: A maioria das brincadeiras nos estágios são abafadas pelo rugido da multidão". Kaplan também elogiou a interpretação de "Into the Groove", citando-a como o destaque da digressão.[17] Tony clayton-Lea, do jornal irlandês The Irish Times, revisou positivamente o disco, resenhando que "Madonna tem experiência suficiente para saber o que funciona e o que não funciona. É isso que faz a turnê Sticky & Sweet ser uma proposta tão interessante: um filme soberbamente filmado dos 'quatro atos' do show que mistura músculos com a música, e a profundidade com destreza".[21] Stephen Thomas Erlewine, do portal Allmusic, atribuiu ao álbum duas estrelas de uma escala que vai até cinco, comentando que "uma vez que grande parte da turnê dependeu de espetáculos exagerados, Sticky & Sweet Tour é mais experimental em vídeo em vez de um CD — mas mesmo em vídeo, este não se classificada como um dos melhores álbuns ao vivo de Madonna, pois há muita pressão e pouca inspiração no show".[15]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Edição em DVD e Blu-ray
N.º Título Compositor(es) Demonstração(ões) Duração
1. "The Sweet Machine" (interlúdio) Pharrell Williams, Madonna, Timothy Mosley, Justin Timberlake, Nathaniel "Danja" Hills "Manipulated Living", "Give It 2 Me", "4 Minutes" 3:30
2. "Candy Shop" (mistura) Williams, Madonna "Beat Goes On", "4 Minutes" 3:42
3. "Beat Goes On" (com Kanye West e Pharrell Williams) (mistura) Williams, Madonna, Kanye West "And the Beat Goes On" 4:28
4. "Human Nature" (com Britney Spears) Madonna, Dave Hall, Shawn McKenzie, Kevin McKenzie, Milo Deering "Gimme More", "What You Need" 3:53
5. "Vogue" (2008) Madonna, Robert "Shep" Pettibone, Timberlake, Mosley, Hills "Give It 2 Me", "4 Minutes" 4:31
6. "Die Another Day" (2008) Madonna, Mirwais Ahmadzaï "Planet Rock", "Looking for the Perfect Beat" 3:00
7. "Into the Groove" (2008) Madonna, Stephen Bray "Toop Toop", "It's Like That", "Double Dutch Bus", "Apache", "Jump" 5:41
8. "Heartbeat"   Williams, Madonna   4:52
9. "Borderline"   Reggie Lucas   3:45
10. "She's Not Me"   Williams, Madonna   4:39
11. "Music" (2008) Madonna, Ahmadzaï "Put Your Hands Up 4 Detroit", "Last Night A DJ Saved My Life" 5:07
12. "Rain" (mistura com "Here Comes the Rain Again") Madonna, Pettibone, Annie Lenox, David A. Stewart "Here Comes the Rain Again" 3:54
13. "Devil Wouldn't Recognize You"   Madonna, Timberlake, Mosley, Hills, Joe Henry   5:29
14. "Spanish Lesson"   Williams, Madonna   3:56
15. "Miles Away"   Madonna, Timberlake, Mosley, Hills   4:48
16. "La Isla Bonita" (mistura com "Pala Tute") Madonna, Patrick Leonard, Bruce Gaitsch, Eugene Hutz, Thomas Gobena, Oren Kaplan, Yuri Lemshev, Sergey Ryabtzev "Pala Tute" 5:35
17. "Me Darava/Doli Doli"   Alexander Kolpakov   3:04
18. "You Must Love Me"   Tim Rice, Andrew Lloyd Webber   3:31
19. "Don't Cry for Me, Argentina"   Rice, Webber   2:51
20. "Get Stupid" (mistura) Williams, Madonna, West, Timberlake, Mosley, Hills, Hannon Lane "Give It 2 Me", "4 Minutes", "Voices", "Beat Goes On" 3:02
21. "4 Minutes" (com Justin Timberlake e Timbaland) Madonna, Timberlake, Mosley, Hills   4:42
22. "Like a Prayer" (2008) Madonna, Leonard "Feels Like Home" 5:32
23. "Ray of Light"       8:51
24. "Like a Virgin"   Tom Kelly, Billy Steinberg   2:53
25. "Hung Up" (mistura com "A New Level") Madonna, Stuart Price, Benny Andersson, Björn Ulvaeus "Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight)", "A New Level" 6:06
26. "Give It 2 Me" (com Pharrell Williams) Williams, Madonna   7:52
27. "Credits"       5:42
Duração total:
138:54

Edições em CD e download digital[editar | editar código-fonte]

Notas
  • "Like a Virgin" foi apresentada apenas em Buenos Aires e no Rio de Janeiro, enquanto "Don't Cry for Me, Argentina" foi apresentada apenas nos concertos da Argentina.
  • Há duas versões do álbum na iTunes Store: a primeira contém as faixas acima e um livreto digital. A segunda versão contém apenas as treze faixas da edição em CD, sem o livreto digital.[24]
Formatos
  • Edições em CD e DVD: edição em digipak, contendo dois discos: o DVD do concerto em Buenos Aires e o CD com treze faixas.[12]
  • Edições em CD e Blu-ray: a edição em Blu-ray contém o concerto gravado em Buenos Aires em alta definição; a edição em CD contém treze faixas. O Blu-ray foi lançado apenas na Europa e na América Latina.[10]
  • Primeira edição da iTunes Store: contém as treze faixas da edição em CD, quatro faixas bônus: "Heartbeat", "Borderline", "4 Minutes" e "Ray of Light", além de um livreto digital.[25]
  • Segunda edição da iTunes Sotre: contém as treze faixas da edição em CD e três faixas bônus: "Borderline", "4 Minutes" e "Ray of Light". Esta versão não contém um livreto digital.[26]
  • Edição da Amazon.com: contém as treze faixas da edição em CD e quatro faixas bônus: "Borderline", "Miles Away", "4 Minutes" e "Ray of Light".[13]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Lista-se abaixo os profissionais envolvidos na elaboração de Sticky & Sweet Tour, de acordo com o encarte do vídeo:[24]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Nielsen SoundScan, Sticky & Sweet Tour comercializou 28 mil cópias em sua semana de lançamento nos Estados Unidos, debutando na 10ª posição da tabela musical Billboard 200. Com isto, tornou-se o décimo nono álbum de Madonna a listar-se entre as dez melhores posições no periódico, fazendo a artista empatar com Bob Dylan no sexto lugar entre os artistas com mais álbuns a entrar nas dez melhores posições na tabela, ficando atrás dos The Rolling Stones (com 36 álbuns), Frank Sinatra (com 33 álbuns), The Beatles, Barbara Streisand e Elvis Presley (com 30 álbuns cada um).[27] A edição do álbum em Blu-ray comercializou 5 mil cópias nos Estados Unidos, estreando na liderança da compilação Billboard Top Music Videos. Tornou-se o nono álbum de Madonna a liderar esta tabela, fazendo a cantora ficar atrás de Bill Gaither e Gloria Gaither, em que ambos possuem quinze álbuns a liderar a compilação.[28] Na semana seguinte, o disco atingiu a 57ª posição da Billboard 200, com 8 mil cópias sendo comercializadas em território estadunidense.[29] Ao todo, o álbum vendeu 65 mil cópias nesta nação, sendo que a edição do disco em Blu-ray vendeu cerca de 17 mil cópias.[30] No Canadá, Sticky & Sweet Tour debutou na terceira posição da tabela Canadian Albums Chart, com cerca de 6 mil cópias do álbum sendo comercializadas em território canadense.[31]

No Japão, o disco estreou na décima posição da tabela Oricon, permanecendo no periódico por oito semanas.[32] Tornou-se o vigésimo álbum de Madonna a ascender na compilação, estabelecendo a ela o recorde de artista internacional com mais álbuns a qualificar-se nas dez melhores posições na tabela, cujo recorde até então pertencente aos The Beatles.[33] Adicionalmente, ela converteu-se na artista mais velha a ter um álbum a listar-se entre as dez melhores posições na tabela musical japonesa.[33] Na Austrália, o DVD atingiu a terceira posição na tabela ARIA Top 40 Music DVD, enquanto conseguiu a 20ª posição como máxima entre os álbuns mais vendidos na Nova Zelândia.[34][35] Posteriormente, foi certificado como ouro pela Australian Recording Industry Association (ARIA), denotando vendas de 10 mil cópias do álbum em território australiano.[36] No Reino Unido, o disco conseguiu a 17ª posição como melhor na tabela UK Albums Chart vendendo 17 mil cópias, de acordo com a The Official Charts Company (OCC).[37] O álbum foi bem sucedido em outros mercados, liderando tabelas gregas, húngaras, mexicanas, norueguesas e portuguesas,[38][39][40][41][42] ao passo que atingiu as dez melhores posições na Áustria, na Bélgica (em ambas as regiões Flandres e Valônia), na Finlândia, na Franca, na Irlanda, na Itália, na Polônia, na República Tcheca, na Suécia e na Suíça.[43][44][45][46][47][48][49][50][51][52][53] Este desempenho positivo do disco em países fez com que atingisse a segunda posição na tabela European Top 100 Albums.[54]

Precessão e sucessão[editar | editar código-fonte]

Gráficos de sucessão
Precedido por
Sting in the Tail por Scorpions
Grécia Álbuns número um na IFPI Grécia
4 de abril de 2010 – 19 de abril de 2010
Sucedido por
Still the Orchestra Plays por Savage
Precedido por
Michael Jackson's This Is It por Michael Jackson
Hungria Álbuns número um na Hungarian DVD Chart
28 de março de 2010 – 30 de maio de 2010
Sucedido por
30 éves Jubileumi Koncert por Beatrice
Precedido por
Dejarte de Amar por Camila
 México Álbuns número um no Mexican Albums Chart
4 de abril de 2010 – 11 de abril de 2010
Sucedido por
Dejarte de Amar por Camila
Precedido por
Tiago Bettencourt & Mantha por Em Fuga
Portugal Álbuns número um na Associação Fonográfica Portuguesa
5 de abril de 2010 – 26 de abril de 2010
Sucedido por
Longe por Pedro Abrunhosa

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Gravadora Formato(s)
 Alemanha[6] 26 de março de 2010 (2010-03-26) Warner Bros. Records CD, DVD, CD+DVD, digipak, CD+Blu-ray, Blu-ray, download digital
 Austrália[7]
 México[8]
 Reino Unido[6] 29 de março de 2010 (2010-03-29)
 França[10]
 Portugal[12]
 Brasil[9]
 Polônia[11]
União Europeia[6] 30 de março de 2010 (2010-03-30)
 Estados Unidos[6] 1 de abril de 2010 (2010-04-01)

Referências

  1. a b Reporter, Icon (12 de janeiro de 2010). «Madonna's 'Sticky & Sweet' Concert To Be Released March 30th On DVD, Blu-Ray And CD» (em inglês). Icon: Official Madonna website. Madonna.com. Consultado em 21 de abril de 2014 
  2. Kreps, Daniel (13 de janeiro de 2010). «Madonna's Sticky & Sweet Tour Coming to DVD March 30th». Rolling Stone (em inglês). Jann Wenner. Consultado em 21 de abril de 2014 
  3. Reporter, Icon (12 de janeiro de 2010). «'Madonna: Sticky + Sweet' Book» (em inglês). Icon: Official Madonna website. Madonna.com. Consultado em 21 de abril de 2014 
  4. Reporter, Icon (26 de janeiro de 2010). «Sticky & Sweet Tour To Air On VH1 April 2» (em inglês). Icon: Official Madonna website. Madonna.com. Consultado em 21 de abril de 2014 
  5. Van Sant, Gus (2 de maio de 2010). «Madonna – Like A Virgin All-Over Again». Interview (em inglês). CNET Networks. Consultado em 21 de abril de 2014 
  6. a b c d e f g Reporter, Icon (26 de março de 2010). «Sticky & Sweet Tour DVD Release Update» (em inglês). Icon: Official Madonna website. Consultado em 21 de abril de 2014 
  7. a b «Sticky & Sweet Tour DVD: Sanity» (em inglês). Sanity.com.au. 26 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  8. a b «Sticky And Sweet Tour CD+DVD (Mixup)» (em inglês). Mixup.com. 26 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  9. a b «STICKY & SWEET TOUR CD+DVD». Livraria Cultura. 29 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  10. a b c «Amazon.fr: Sticky & Sweet Tour [Blu-ray, Music]» (em inglês). Amazon.fr. Consultado em 21 de abril de 2014 
  11. a b «Et Sticky & Sweet Tour» (em inglês). Empik.com. Consultado em 21 de abril de 2014 
  12. a b c «STICKY & SWEET + CD» (em inglês). CDGO. Consultado em 21 de abril de 2014 
  13. a b c «Amazon.co.uk: Sticky & Sweet Tour CD [MP3, Music]» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 21 de abril de 2014 
  14. Staff, Spin (5 de maio de 2010). «Enter To Win The Ultimate Madonna Sticky and Sweet Prize Pack!». Spin (em inglês). Spin Media LLC. Consultado em 21 de abril de 2014 
  15. a b Erlewine, Stephen Thomas (29 de março de 2010). «allmusic ((( The Sticky & Sweet Tour > Overview )))» (em inglês). Allmusic. Rovi Corporation. Consultado em 21 de abril de 2014 
  16. a b Beech, Mark (6 de abril de 2010). «Byrne Pays Homage to Imelda, Madonna Does Splits: CD Reviews» (em inglês). Bloomberg Television. Bloomberg L.P. Consultado em 21 de abril de 2014 
  17. a b Kaplan, Ben (7 de abril de 2010). «Madonna in top form on live CD/DVD» (em inglês). Canada.com. Canwest. Consultado em 21 de abril de 2014 
  18. a b Nissim, Mayer (22 de março de 2010). «Madonna: 'Sticky & Sweet Tour'» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 21 de abril de 2014 
  19. a b Wood, Mikale (31 de março de 2010). «Music Review: Sticky & Sweet Tour». Entertainment Weekly (em inglês). Time Inc. Consultado em 21 de abril de 2014 
  20. a b Gill, Andy (26 de março de 2010). «Album: Madonna, Sticky & Sweet Tour (Warner Bros)». The Independent (em inglês). Independent News & Media. Consultado em 21 de abril de 2014 
  21. a b clayton-Lea, Tony (2 de abril de 2010). «Madonna: Sticky & Sweet Tour DVD». The Irish Times (em inglês). Irish Times Trust. Consultado em 21 de abril de 2014 
  22. a b «Madonna: Album Guide». Rolling Stone (em inglês). Jann Wenner. Consultado em 21 de abril de 2014 
  23. a b Kantor, Justin (17 de abril de 2010). «Music Review: Madonna – Sticky & Sweet Tour». Seattle Post-Intelligencer (em inglês). Hearst Corporation. Consultado em 21 de abril de 2014 
  24. a b c (2010) Créditos do álbum Sticky & Sweet Tour por Madonna. Warner Bros. Records (9362-497284).
  25. a b «iTunes - Music - Sticky & Sweet Tour by Madonna» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 21 de abril de 2014 
  26. «iTunes - Music - Sticky & Sweet Tour by Madonna [Pre-order]» (em inglês). iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 21 de abril de 2014 
  27. a b Caulfield, Keith (14 de abril de 2010). «Justin Bieber Back On Top With 'World 2.0'». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 21 de abril de 2014 
  28. a b Caulfield, Keith (24 de abril de 2010). Endereço arquivado do original em 24 de abril de 2010.. «Bieber's Back, Slash Succeds, Madonna Returs». Nova Iorque: Nielsen Business Media, Inc. Billnoard. 122 (15). 40 páginas. ISSN 0006-2510 
  29. Kaufman, Gil (21 de abril de 2010). «Justin Bieber Rules Billboard Charts For Third Week» (em inglês). MTV. MTV Networks. Consultado em 21 de abril de 2014 
  30. Grein, Paul (8 de dezembro de 2010). «Week Ending Dec. 5, 2010: The "Gift" That Keeps On Giving» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 21 de abril de 2014 
  31. a b Williams, John (14 de abril de 2010). «Slash bounces Bieber from No. 1». Toronto Sun (em inglês). Sun Media Corporation. Consultado em 21 de abril de 2014 
  32. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Oricon)» (em inglês). Oricon. 31 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  33. a b Press release (6 de abril de 2010). «マドンナ、ビートルズを抜いて最多オリコンTOP10入りアーティストに!» (em jp). Warner Music Group. Consultado em 21 de abril de 2014 
  34. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (ARIA Top 40 Music DVD)» (em inglês). Australian Recording Industry Association. 28 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  35. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Recording Industry Association of New Zealand)» (em inglês). Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 21 de abril de 2014 
  36. a b «ARIA Top 40 Music DVD: Week Commencing May 10, 2010» (PDF) (em inglês). Australian Recording Industry Association. 4 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  37. a b Reporter, BBC (5 de abril de 2010). «Scouting For Girls top UK singles chart». BBC (em inglês). BBC Online. Consultado em 21 de abril de 2014 
  38. a b c «Madonna – Sticky & Sweet Tour (IFPI Grécia)» (em inglês). IFPI Grécia. 15 de setembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  39. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (DVD Top 20 Lista)» (em inglês). Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége. 28 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  40. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Mexican Albums Chart)» (em inglês). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. Consultado em 21 de abril de 2014 
  41. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (VG-lista)» (em inglês). VG-lista. Consultado em 21 de abril de 2014 
  42. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Associação Fonográfica Portuguesa)» (em inglês). Associação Fonográfica Portuguesa. Consultado em 21 de abril de 2014 
  43. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Ö3 Austria Top 40)» (em inglês). Ö3 Austria Top 40. Consultado em 21 de abril de 2014 
  44. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Ultratop 50)» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 21 de abril de 2014 
  45. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Ultratop 40)» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 21 de abril de 2014 
  46. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour» (em inglês). IFPI Finlândia. Consultado em 21 de abril de 2014 
  47. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Syndicat National de l'Édition Phonographique)» (em inglês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 21 de abril de 2014 
  48. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Ireland DVD Chart)» (em inglês). Irish Recorded Music Association. 2 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  49. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Federazione Industria Musicale Italiana)» (em inglês). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 21 de abril de 2014 
  50. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Związek Producentów Audio Video)» (em inglês). Związek Producentów Audio Video. 12 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  51. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (IFPI Česká Republika)» (em inglês). IFPI Česká Republika. 28 de março de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  52. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Sverigetopplistan)» (em inglês). Sverigetopplistan. Consultado em 21 de abril de 2014 
  53. a b «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Schweizer Hitparade)» (em inglês). Schweizer Hitparade. Consultado em 21 de abril de 2014 
  54. a b Sexton, Paul (9 de abril de 2010). «Amy Macdonald Holds On To Euro Chart No. 1». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 21 de abril de 2014 
  55. «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Media Control Charts)» (em inglês). Media Control Charts. 6 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  56. «Ranking: Tipo Ranking Mensual Pop: Fecha 01/04/2010» (em inglês). Cámara Argentina de Productores de Fonogramas y Videogramas. 1 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  57. «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Associação Brasileira dos Produtores de Discos)». Associação Brasileira dos Produtores de Discos. 22 de maio de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  58. «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Gaon Music Chart)» (em inglês). Gaon Music Chart. 28 de abril de 2001. Consultado em 21 de abril de 2014 
  59. «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Hitlisten)» (em inglês). Hitlisten. Consultado em 21 de abril de 2014 
  60. «Madonna – Sticky & Sweet Tour (Productores de Música de España)» (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2014 
  61. «Madonna – Sticky & Sweet Tour (MegaCharts)» (em inglês). MegaCharts. Consultado em 21 de abril de 2014 
  62. «Ranking: Tipo Ranking Annual Pop: Fecha 01/01/2011» (em inglês). Cámara Argentina de Productores de Fonogramas y Videogramas. 1 de janeiro de 2011. Consultado em 21 de abril de 2014 
  63. «2010 Music Video Sales». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. 28 de dezembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  64. «Top 100 Musica – Albums» (PDF) (em inglês). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. 29 de dezembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  65. «Gold-/Platin-Datenbank (Madonna; 'Sticky & Sweet Tour')» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 21 de abril de 2014 
  66. Irene Traube G. (2 de maio de 2010). «DVD de Madonna alcanza disco de oro en Costa Rica» (em espanhol). La Nación (Costa Rica). Consultado em 21 de abril de 2014 
  67. «Certificazano: Les 2010» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 21 de abril de 2014 
  68. «FIMI Italian Certificano» (PDF) (em inglês). Federazione Industria Musicale Italiana. 9 de setembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  69. «Certificaciones» (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. 5 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2014 
  70. «Tytuł: Sticky & Sweet Tour» (em inglês). Związek Producentów Audio Video. Consultado em 21 de abril de 2014 
  71. «Россия Top 25 >> 22-2010» (em russo). 2M. Consultado em 21 de abril de 2014 
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons