Stripper virtual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma stripper virtual mostrando-se para alguém na webcam.

Stripper virtual é um profissional do sexo virtual. São mulheres e raramente homens[1] pagos para proporcionar companhia e prazer virtual, utilizando a conexão de Internet, webcam, computador, algum mensageiro instantâneo com suporte para vídeo ou similar e o seu corpo.

A maioria dos strippers virtuais não mostram o rosto nem revelam seus nomes verdadeiros a fim de preservar sua identidade. Algumas fazem apenas este trabalho, sem serem garotas de programa na vida real.[2] São contratadas por um determinado prazo, após receberem o pagamento fazem sexo virtual com os compradores, que inclui visualização de masturbação, realização de fantasias eróticas, striptease, etc. Esse trabalho ainda não é muito conhecido no Brasil, mas vem crescendo a oferta e a procura a cada dia.[3]

Pela Internet é possível encontrar sites onde uma série de garotas ou rapazes fazem exibição do seu corpo de forma não particular, estando ligado a empresas deste meio, os chamados chats adultos.[4] Nestes sites os modelos são classificados por gêneros, tais como: mulheres, casais, gay, fetiche, transexuais, etc. Geralmente, existe a possibilidade de um pequeno diálogo de apresentação com o stripper virtual de forma conjunta com diversos clientes e posteriormente após o pagamento o cliente verá o show, que em alguns casos pode incluir o cliente sendo visualizado pela própria câmera para maior interação[5] [6].


Referências

  1. Isto É. «Strip-tease eletrônico» [S.l.: s.n.] Consultado em 30/10/2009. 
  2. Folha Online. «Stripper virtual fatura mais do que dançarina de boate» [S.l.: s.n.] Consultado em 21/10/2009. 
  3. Revista Êxito Friweb. «Entrevista com a stripper Nadia» [S.l.: s.n.] Consultado em 23/10/2009. 
  4. Sexo na Banheira. «Live Jasmin». Consultado em 30/10/2009. 
  5. Sexo na Banheira. «Entrevista com Ludmilla, uma stripper virtual». Consultado em 17/07/2010. 
  6. Garota Para Programa e Stripper Virtual. «Tudo o que você sempre quis saber sobre sexo virtual». Consultado em 20/07/2010. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]