Stuart Pearce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stuart Pearce
Stuart Pearce
Pearce em 2006
Informações pessoais
Nome completo Stuart Pearce
Data de nasc. 24 de abril de 1962 (54 anos)
Local de nasc. Hammersmith, Reino Unido
Altura 1,78 m
Apelido Psycho
Informações profissionais
Equipa atual Inglaterra Longford
Posição Lateral-esquerdo/zagueiro (treinador)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1978–1983
1983–1985
1985–1997
1997–1999
1999–2001
2001–2002
2016–
Inglaterra Wealdstone
Inglaterra Coventry City
Inglaterra Nottingham Forest
Inglaterra Newcastle United
Inglaterra West Ham United
Inglaterra Manchester City
Inglaterra Longford
176 (10)
52 (4)
401 (63)
37 (1)
42 (2)
38 (3)
1 (0)
Seleção nacional
1986
1987–1999
Flag of England.svg Inglaterra Sub-21
Flag of England.svg Inglaterra
1 (0)
78 (5)
Times/Equipas que treinou
1996–1997
2005–2007
2007–2013
2011–2012
2012
2014–2015
Inglaterra Nottingham Forest (interino)
Inglaterra Manchester City
Flag of England.svg Inglaterra Sub-21
Reino Unido Grã-Bretanha
Flag of England.svg Inglaterra (interino)
Inglaterra Nottingham Forest
23
96
41
5
1
32

Stuart Pearce MBE (Hammersmith, 24 de abril de 1962) é um treinador e futebolista inglês que atuava como zagueiro ou lateral-esquerdo. Foi técnico da Seleção da Grã-Bretanha nos Jogos Olímpicos de 2012 e, após uma passagem como técnico do Nottingham Forest, voltou a jogar em março de 2016, pelo Longford.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Pearce iniciou sua carreira defendendo o inexpressivo Wealdstone, onde permaneceu durante cinco temporadas. Suas grandes atuações na equipe semiamadora chamaram a atenção dos dirigentes do Coventry City, que resolveram contratá-lo, pagando uma quantia considerada altíssima na época para atletas semiamadores: trinta mil libras. No Coventry, conseguiu manter seu bom futebol apresentado na equipe anterior, chamando a atenção do treinador do Nottingham Forest na época, o lendário Brian Clough, que pagou trezentas mil libras por seu passe.

Seu início do Forest foi incerto, tendo Pearce contiado com seus serviços de eletricista em seu início na equipe. Ainda assim, passaria seus próximos doze anos defendendo o clube, que no final dos anos 1970 e início dos seguintes, era uma das principais equipes do continente, tendo conquistado duas Copa dos Campeões da UEFA, mas durante sua passagem do clube, conquistou poucos. Sendo treinado por Clough durante suas oito primeiras temporadas no clube,[1] Pearce disse considerá-lo o maior treinador da história do futebol inglês, tendo um papel importantíssimo em sua carreira.[1]

Depois de suas doze temporadas no clube, onde disputou quase seiscentas partidas, se transferiu para o Newcastle United, onde atuou nas duas melhores temporadas no clube em anos, participando com regularidade na primeira, mas na segunda reduzindo na metade suas atuações. Seguiu para o West Ham United, onde permaneceu mais duas temporadas, conquistando seu primeiro e único título internacional: a Copa Intertoto da UEFA de 1999. Em seguida, foi para o Manchester City, onde disputou sua última temporada como profissional, encerrando a carreira aos 40 anos, em 2002.

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Sua estreia na Seleção Inglesa aconteceu quando defendia o Nottingham Forest e tinha 25 anos, numa partida contra o Brasil. Perdeu a oportunidade de disputar a Eurocopa 1988, quando acabou sendo cortado por uma lesão. A partir de então, virou um dos principais nomes da equipe comandada por Bobby Robson (o qual, também considera um dos principais treinadores com quem trabalhou),[1] participando da campanha da Copa do Mundo de 1990, mas tendo a infelicidade de perder sua cobrança na disputa por pênaltis contra a Alemanha Ocidental, nas semifinais.[1] Ainda estaria presente com a Seleção na Eurocopa de 1992 e, na edição seguinte, onde perdeu novamente para a Alemanha (agora, reunificada) nas semifinais - desta vez, converteu sua cobrança na disputa por pênaltis. Na comemoração, o zagueiro cerrou o punho direito e arregalou os olhos, apagando da memória o erro na decisão contra a mesma Alemanha Ocidental, seis anos antes

Não convocado por Glenn Hoddle para a Copa de 1998, Pearce faria sua última partida no English Team no ano seguinte, contra a Polônia, mas a escolha de Kevin Keegan abriu uma possibilidade de retorno do defensor à Seleção para a Eurocopa de 2000, mas uma fratura na perna encerrou as chances do experiente defensor de jogar a competição, encerrando uma passagem de 12 anos pela Seleção Inglesa, com 78 jogos e cinco gols marcados. No jogo contra a Polônia, Pearce tornou-se o terceiro jogador de linha mais velho a vestir a camisa da Inglaterra, com 37 anos e 137 dias (apenas Stanley Matthews e Leslie Compton tiveram mais idade que ele, tirando outros cinco goleiros que disputaram partidas pelo English Team, eram também mais velhos que Pearce).

Treinador[editar | editar código-fonte]

Sua primeira experiência como treinador aconteceu quando Pearce atuava no Nottingham Forest, comandando a equipe durante boa parte de seu último ano no clube. Sua próxima experiência na função aconteceria apenas oito temporadas depois, quando assumiu o comando do Manchester City, permanecendo duas temporadas, não tendo resultados expressivos. Ainda durante sua passagem como treinador do City, assumiu como treinador da Seleção Inglesa Sub-21. No comando da equipe sub-21, conseguiu seus melhores resultados como treinador, obtendo uma terceira e segunda colocação, respectivamente no campeonato europeu da categoria. Ironicamente, a perda do título da sua segunda edição, aconteceria para a Alemanha. Trabalhou ainda como assistente técnico de Fabio Capello na seleção principal, tendo estado presente na Copa de 2010.[1]

Seleção Britânica[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado como treinador da seleção britânica que disputará os Jogos Olímpicos de 2012 em 20 de outubro de 2011.[2] [3] Poucos meses depois, em 8 de fevereiro de 2012, foi anunciado como treinador interino da Seleção Inglesa principal, após a demissão de Fabio Capello.[4] Em uma partida amistosa preparatória para o torneio olímpico de futebol, enfrentou o Brasil, que venceu em Middlesbrough por 2 a 0 no dia 20 de julho de 2012.[5] [6] [7] A estréia nos Jogos Olímpicos foi em 26 de julho de 2012. A partida foi contra o Senegal, que terminou em 1x1.[8] A equipe chegou às quartas-de-finais, mas foi eliminada pela Coréia do Sul na disputa por pênaltis após um empate de 1x1 no tempo normal.[9]

Em julho de 2014, voltou ao Nottingham Forest 16 anos depois, agora como treinador efetivo da equipe[10] . Sob a orientação do ex-zagueiro, o Forest venceu 10 jogos, empatou outros 10 e perdeu 12. Uma sequência de maus resultados fez com que Pearce deixasse o cargo em fevereiro de 2015[11] .

Volta aos gramados[editar | editar código-fonte]

Aos 53 anos de idade, Pearce voltou a jogar em março de 2016, pelo Longford, time que disputa a Gloucestershire Northern Senior League Division Two, a 13ª divisão do Campeonato Inglês[12] .

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nottingham Forest
West Ham United

Individuais[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Equipe País Entrada Saída Estatísticas
J V E D % Vit
Nottingham Forest Inglaterra 20 de dezembro de 1996 8 de maio de 1997 23 7 9 7 30.4
Manchester City Inglaterra 11 de março de 2005 14 de maio de 2007 97 34 20 43 35.1
Inglaterra Sub-21 Inglaterra 1 de fevereiro de 2007 Presente 41 23 13 5 56.10
Grã-Bretanha Reino Unido 20 de outubro de 2011 4 de agosto de 2012 5 2 2 1 40.00
Inglaterra Inglaterra 8 de fevereiro de 2012 1 de maio de 2012 1 0 0 1 0.00

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de InglaterraSoccer icon Este artigo sobre futebolistas ingleses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.