Stuart Rosenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Stuart Rosenberg
Nome nativo Stuart Rosenberg
Nascimento 11 de agosto de 1927
Brooklyn
Morte 15 de março de 2007 (79 anos)
Beverly Hills
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Nova Iorque
Ocupação diretor de televisão, realizador
Prêmios Emmy
Causa da morte ataque cardíaco

Stuart Rosenberg (Brooklyn, Nova York, 11 de Agosto de 1927Beverly Hills, Califórnia, 15 de Março de 2007) foi um diretor de cinema norte-americano.

Entre os seus trabalhos mais notáveis contam-se: Além da Imaginação, Cool Hand Luke, Voyage of the Damned, The Amityville Horror e The Pope of Greenwich Village.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rosenberg estudou Literatura Irlandesa na New York University e começou a trabalhar como editor enquanto acabava de se formar.

Na década de 1950, começou a dirigir séries de televisão, a primeira das quais, "Decoy", teve a atriz Beverly Garland no papel de uma agente policial. Outras séries que dirigiu foram "Alfred Hitchcock apresenta" ("Alfred Hitchcock Presents"), "Além da Imaginação" ("The twilight zone") e "Os intocáveis".

"Rebeldia Indomável (br) e O presidiário (pt)", de 1967, com Paul Newman e George Kennedy à frente do elenco, contava a história de um recluso rebelde numa prisão do sul dos Estados Unidos. Candidato a quatro Óscares da Academia, o filme conquistou apenas um: o de melhor ator secundário, para George Kennedy.

Depois de "O presidiário", Rosenberg dirigiu Jack Lemmon e Catherine Deneuve em "The April Fools" e assinou ainda a realização de "WUSA", "Pocket Money" e "The drowning pool", nas quais voltou a trabalhar com Paul Newman.

A sua filmografia inclui títulos como "Brubaker" (1980), com Robert Redford, "The Amityville Horror" e "My Heroes Have Always Been Cowboys" (1991), o seu último filme.

Em 1993 começou a exercer funções de professor no American Film Institute. Entre os seus alunos estiveram realizadores e produtores como Darren Aronofsky, Todd Field, Mark Waters, Scott Silver, Doug Ellin e Rob Schmidt.

Morte[editar | editar código-fonte]

Rosenberg faleceu na sua casa de Beverly Hills, Califórnia, aos 79 anos de idade, vitima de um ataque cardíaco.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Na televisão[editar | editar código-fonte]

  • 1964: Calhoun: County Agent
  • 1965: Memorandum for a Spy
  • 1966: A Small Rebellion
  • 1966: Fame Is the Name of the Game

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]