Subsistema Windows para Linux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Subsistema Windows para Linux
Captura de tela
Bash no Windows 10
Desenvolvedor Microsoft e Canonical Ltd.
Sistema operacional Windows 10
Gênero(s) Camada de compatibilidade
Estado do desenvolvimento Em desenvolvimento

Subsistema Windows para Linux é o nome de um módulo do sistema operacional Windows 10, ainda em desenvolvimento, que visa a disponibilizar um ambiente Linux compatível no sistema da Microsoft, de forma que se possam executar programas (baseados em texto) nativos dos sistemas GNU/Linux dentro do próprio Windows sem a necessidade de emuladores ou do uso de máquinas virtuais.[1] Vários distros Linux distintos podem em princípio ser instalados sobre este módulo.

Outras distribuições linux podem ser paralelamente ou substitutivamente instaladas sobre o mesmo módulo, a exemplo as distribuições OpenSUSE [2] e Arch Linux;[3] o que leva à mudança do nome da subsistema a nível do usuário.

Códigos e scripts em bash agora podem ser executados diretamente no Windows.

Bash on Ubuntu on Windows[editar | editar código-fonte]

Fruto de uma parceria entre a Microsoft e a Canonical - empresa responsável pela distribuição linux Ubuntu - e executando no Windows papel parecido ao que o Wine executa nos sistemas Linux, o módulo Bash on Ubuntu on Windows, assim como o Wine, não é um emulador. O módulo implementa de forma integrado ao Windows todas as subrotinas nativas do sistema Ubuntu necessárias à execução dos programas, scripts ou comandos nativos.

O módulo disponibiliza ao usuário o bash, o shell padrão nos sistemas GNU/Linux, e executa os comandos inseridos, afetando inclusive o sistema de arquivos e as configurações do Windows, de forma muito semelhante à que o faria nos sistemas linux (ou do tipo unix).

A partir do Bash on Ubuntu on Windows se pode executar o comando apt-get presente no Ubuntu, de forma que todos os programas disponibilizados nos repositórios do Ubuntu podem em princípio ser livremente instalados no ambiente Windows, bastando a presença de conexão à internet.

O módulo dá suporte basicamente aos programas baseados em texto. Ao contrário do que se verifica com o Wine, a parte os programas mais simples, a execução de programas que requeiram ambiente gráfico ainda não se encontra implementada.

Subsistema Windows para Linux[editar | editar código-fonte]

Subsistema Windows para Linux (do inglês Windows Subsystem for Linux) ou WSL é uma camada de compatibilidade criada para reproduzir binários executáveis do Linux (no formato ELF) nativamente no Windows 10. Microsoft e Canonical estabeleceram uma parceria para habilitar uma imagem genuína baseada no Ubuntu Trusty Tahr para ser descarregada e extraída para a máquina local do usuário, e para as ferramentas e utilitários incluídas nessa imagem para serem executadas nativamente sobre o WSL.[4][5] O WSL fornece uma interface de núcleo compatível com o Linux desenvolvida pela Microsoft (sem nenhum código Linux), com os binários do modo usuário do Ubuntu sendo executados sobre ela.[6] O subsistema não pode executar todos os aplicativos Linux, como a sua interface gráfica de usuário ou aqueles que necessitam dos serviços do kernel Linux.[7] Porém, isso pode ser contornado através da execução de uma interface gráfica X Window System, por meio de um servidor externo baseado no X System, como o Xming ou o Cygwin/X.[8]

O subsistema teve suas origens no fracassado Projeto Astoria, que habilitava a execução de aplicativos Android no Windows 10 Mobile. O subsistema foi incorporado ao Windows 10 Insider Preview na compilação 14316 e é parte da Atualização de Aniversário do Windows 10.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. https://msdn.microsoft.com/pt-br/commandline/wsl/about
  2. Make Windows Green Again conforme disponibilizado por Hannes Kühnemund no sítio eletrônico comunitário da SUSE Linux ( https://www.suse.com/communities/blog/make-windows-green-part-1/ ). Acessado às 23:05 horas UTC em 19 de março de 2017
  3. Mantido por ''Version-agnostic high-performance archlinux userland integration for Windows''( https://github.com/alwsl/alwsl )
  4. Andrade, Elias (31 de março de 2016). «Ubuntu no Windows 10: Subsistema Windows para Linux (WSL) rodará nativamente o Ubuntu Linux no Windows 10». CSS Notícias. Consultado em 21 de abril de 2016 
  5. «Windows 10 Build 14251 "esconde" subsistema Linux». Tudocelular.com - O site brasileiro de Telefonia. 1 de fevereiro de 2016. Consultado em 21 de abril de 2016 
  6. Hammons, Jack (9 de abril de 2016). «Bash on Ubuntu on Windows 10 - MSDN» (em inglês). MSDN. Consultado em 21 de abril de 2016 
  7. Bright, Peter (5 de abril de 2016). «Why Microsoft needed to make Windows run Linux software» (em inglês). ArsTechnica. Consultado em 21 de abril de 2016 
  8. Aleksandersen, Daniel (7 de abril de 2016). «Running Linux desktop apps on the Windows Subsystem for Linux – Slight Future» (em inglês). Slight Future. Consultado em 21 de abril de 2016 
  9. Aul, Gabe (6 de abril de 2016). «Announcing Windows 10 Insider Preview Build 14316» (em inglês). Windows Experience Blog. Consultado em 21 de abril de 2016