Suddenly, Last Summer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Suddenly, Last Summer
Cena do filme mostrando Katharine Hepburn.
No Brasil De Repente, No Último Verão
Em Portugal Bruscamente no Verão Passado
 Estados Unidos
1959 •  p&b •  114 min 
Direção Joseph L. Mankiewicz
Roteiro Gore Vidal
Tennessee Williams
Elenco Elizabeth Taylor
Katharine Hepburn
Montgomery Clift
Género drama
Idioma inglês

Suddenly, Last Summer (br: De Repente, No Último Verão[1] / pt: Bruscamente no Verão Passado[2][3]) é um filme estadunidense de 1959, do gênero drama, dirigido por Joseph L. Mankiewicz, com roteiro de Gore Vidal e Tennessee Williams, baseado em sua peça.

O filme foi gravado na Inglaterra, no Shepperton Studios em Londres.[4]

A trama se passa em 1937, período em que a Espanha estava passando pela guerra civil que começara em julho de 1936. Esse fato não é mencionado, embora na época tenham acontecido naquele país várias revoltas da população, como as contadas no climax do filme.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em 1937, um brilhante e jovem neurocirurgião chamado Dr. John Cukrowicz, realiza uma operação de lobotomia num hospital estadual, em precárias condições. A rica dama Violet Venable entra em contato com o médico para que ele aceite como paciente uma sobrinha sua, Catherine Holly, e o diretor do hospital percebe que essa poderá ser a chance de receber grandes doações. Catherine foi diagnosticada como portadora de uma enfermidade mental grave e internada numa clínica. Ela não pode mais ficar lá depois de um escândalo envolvendo um funcionário de idade avançada. O médico vai ao encontro de Violet e fica sabendo que Catherine sofrera um colapso nervoso após presenciar a morte do primo Sebastian, filho de Violet, durante uma viagem de verão à Espanha. Enquanto examina Catherine no hospital e tenta fazê-la se lembrar das circunstâncias ocorridas quando da morte do primo, o dr. Cukrowicz recebe a pressão da rancorosa Violet, que culpa a suposta insanidade da sobrinha pela morte do filho e quer que o médico realize a operação no cérebro dela.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1960 (EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor atriz (Elizabeth Taylor e Katharine Hepburn), e melhor direção de arte - preto e branco.

Globo de Ouro 1960 (EUA)

  • Vencedor na categoria de melhor atriz - drama (Elizabeth Taylor).

Referências

  1. AdoroCinema, De Repente, No Último Verão, consultado em 4 de dezembro de 2022 
  2. «Bruscamente no Verão Passado». PÚBLICO (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2022 
  3. «Sessão de Cinema: "Bruscamente no Verão Passado"». SIC Notícias. Consultado em 4 de dezembro de 2022 
  4. New York Times film review[ligação inativa]