Sukhoi Superjet 100

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sukhoi Superjet 100
Picto infobox aircraft.png
Sukhoi Superjet da Aeroflot
Descrição
Tipo / Missão Avião comercial
Fabricante Sukhoi
Custo unitário US$35 milhões
Primeiro voo em 10 de maio de 2008 (7 anos)
Passageiros 103 passageiro(s)
Especificações (Modelo: SSJ 100-95LR)
Dimensões
Comprimento 29,94 m (98,2 ft)
Envergadura 27,80 m (91,2 ft)
Altura 10,28 m (33,7 ft)
Peso(s)
Peso carregado 49,450 kg (109 lb)
Propulsão
Motor(es) 2x PowerJet SaM146
Performance
Velocidade máxima 870 km/h (469 kn)
Alcance (MTOW) 4 578 km (2 840 mi)
Teto máximo 12 500 m (41 000 ft)
Notas
Especificações do SSJ 100-95LR em configuração densa
Sukhoi Superjet 100 (Campeche, Mexico) 2015

O Sukhoi Superjet 100 (em russo: Сухой Суперджет 100) é um avião regional moderno, equipado com a tecnologia fly-by-wire, e disputa o mercado da categoria para 75 a 95 assentos. Seu desenvolvimento foi iniciado no ano de 2000 e a aeronave foi desenvolvida pela divisão de aviação civil da empresa aeroespacial russa Sukhoi, em cooperação com seu principal parceiro comercial, a Boeing. Seu voo inaugural foi realizado em 19 de Maio de 2008. Em 21 de Abril de 2011, o Superjet 100 fez seu primeiro voo comercial com passageiros, pela empresa Armavia na rota entre Erevan e Moscou.

Projetado para competir internacionalmente com o An-148, os Embraer E-Jets e com as aeronaves da Bombardier, o Superjet 100 afirma ter custos operacionais substancialmente menores com um baixo investimento inicial, sendo vendido à US$35 milhões.

A montagem final do Superjet 100 é feito pela Komsomolsk-on-Amur Aircraft Production Association. Seus motores SaM-146 são projetados e produzidos pela empresa Francesa e Russa PowerJet e a aeronave é vendida internacionalmente pela Italiana e Russa SuperJet International.

Outras imagens do Superjet 100
{{{caption}}}
Vista lateral traseira. 
{{{caption}}}
Vista por cima da asa. 
{{{caption}}}
Motor. 
{{{caption}}}
Lateral de longe. 
{{{caption}}}
Vista frontal. 
Vídeo na pista do aeroporto de Tolmachevo. 

Acidentes e Incidentes[editar | editar código-fonte]

Em 9 de maio de 2012, um Sukhoi Superjet 100 com 45 passageiros a bordo desapareceu após 21 minutos de decolar de Jacarta, Indonésia. Segundo informações a tripulação pediu ao controle de trafego aéreo para descer de 3.000 (10.000') para 1.800 metros (6000') sem explicar o motivo, isso ocorreu perto do Monte Salak de 2.211m (elevação 7254 pés), no momento chuviscava no local.

O vôo partiu de Jacarta-Halim Perdana Kusuma Airport (HLP / WIHH) às 14:00 h. Ele voou para o sul e circulou Monte Salak. Depois de circular a montanha, o avião começou a descer chocando-se com uma montanha quase vertical no lado oriental do Monte Salak a uma altitude de 5.100 pés.

Último contato com o vôo foi às 14:30. Os destroços foram encontrados na manhã seguinte Não havia nenhum sinal de sobreviventes.[1]

A 10.05.2012 foram localizados os destroços do avião russo que desapareceu no dia 09 durante um voo de demonstração em Jacarta, na Indonésia.

O Superjet 100, fabricado pelo grupo russo Sukhoi e que seguia com 46 pessoas a bordo, foi localizado na área montanhosa de Cijeruk, Bogor, numa a sul da capital Jacarta, a cerca de 1800 metros de altura, de acordo com a Agência Nacional de Socorros.

«Achamos que os restos encontrados pertencem ao avião da fabricante russa Sukhoi. Não temos nenhum dado dos passageiros», afirmou Djoko, da Agência, em declarações à EFE.

Horas depois de terem sido encontrados os destroços do avião russo que, confirmou-se o pior cenário: ninguém sobreviveu à tragédia.

«Não encontrámos sobreviventes» entre os passageiros que viajavam no Superjet 100, informou Gagah Prakoso, porta-voz da Agência Nacional de Emergências indonésia.

«Chegámos ao local. Encontrámos apenas cadáveres, mas não estamos em condições de dizer o número», revelou. Apesar de inicialmente ter sido avançado que estavam 46 pessoas a bordo do avião, o número pode ser superior, rondando os 50, de acordo com as últimas informações.

«O avião despenhou-se na encosta da montanha em alta velocidade. Imagine o resultado. O avião está totalmente destruído», explicou a mesma fonte, reportando a descoberta de partes do aparelho numa zona perto de Cijeruk, a sul de Jacarta.

O Superjet 100, fabricado pelo grupo russo Sukhoi, realizava ontem um voo de demonstração sobre Jacarta quando desapareceu dos radares.

Referências

  1. Aviation-Safety. Accident description (HTML) (em english). Visitado em 11 de Maio de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.