Sultanatos do Decão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sultanatos do Decão (1527-1686)

Os sultanatos do Decão foram cinco reinos medievais tardios muçulmanosBijapur, Golkonda, Ahmadnagar, Bidar, e Berar — que ocuparam o centro sul da Índia entre 1527 e 1686. Os sultanatos do Decão estendiam-se no planalto do Decão, entre o rio Krishna e o Vindhya Range. Estes reinos tornaram-se independentes durante a cisão do sultanato de Bahmani.[1] Em 1490, Ahmadnagar declarou a independência, seguido de Bijapur e Berar no mesmo ano. Golconda tornou-se independente em 1518 e Bidar em 1528.[2] Em 1510, Bijapur repeliu uma tentativa de invasão de portugueses à cidade de Goa, que foi conquistada pelos portugueses mais tarde no mesmo ano.

Embora geralmente rivais, aliaram-se contra os hindus do Império Vijayanagara, ou Reino de Bisnaga, como era chamado pelos portugueses, em 1565, enfraquecendo-o permanentemente na batalha de Talikota. Em 1574, após um golpe em Berar, Ahmadnagar conquistou-o. Em 1619, Bidar foi anexado por Bijapur. Os sultanatos seriam mais tarde conquistados pelo Império Mogol; Berar separou-se de Ahmadnagar em 1596, Ahmadnagar foi tomado entre 1616 e 1636, Golkonda e Bijapur conquistados na campanha de 1686-7 de Aurangzeb

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências e bibliografia[editar | editar código-fonte]

  1. Majumdar, R.C. (ed.) (2006). The Delhi Sultanate, Mumbai: Bharatiya Vidya Bhavan, p.269
  2. Majumdar, R.C. (ed.) (2007). The Mughul Empire, Mumbai: Bharatiya Vidya Bhavan, ISBN 81-7276-407-1, p.412
  • Mitchell, George; Mark Zebrowski (1999). Architecture and Art of the Deccan Sultanates (The New Cambridge History of India Vol. I:7). Cambridge: Cambridge University Press. ISBN 0521563216 


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.