Sumol+Compal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sumol+Compal
Tipo Empresa de capital aberto
Cotação Euronext Lisboa: SUCO
Indústria Bebidas
Gênero Sociedade Anónima
Fundação 2008
Sede Oeiras,  Portugal
Áreas servidas Portugal
Moçambique
Presidente Duarte Pinto
Empregados 1.350
Produtos Refrigerantes
Águas e Cervejas
Sumos e Néctares
Vegetais e Derivados do Tomate
Subsidiárias Sumol + Compal Marcas
Sumol + Compal Moçambique
Lucro Baixa EUR 8,4 milhões (2015)[1]
LAJIR Aumento EUR 182,7 milhões (2015)[1]
Faturamento Aumento EUR 341,3 milhões (2015)[1]
Página oficial www.sumolcompal.pt/

Sumol + Compal é uma empresa de refrigerantes portuguesa, com sede em Carnaxide, no concelho de Oeiras. É o maior fabricante de bebidas não-alcoólicas em Portugal.[2] Está cotada na NYSE Euronext Lisbon. A Sumol + Compal resultou da fusão em 2008 dos grupos Sumolis e Compal, e tem como principal accionista a Refrigor.[3]

O custo total da fusão das duas empresas foi de 8 milhões de euros e teve sinergias de 10 milhões de euros, para concretizar a fusão foi necessário demitir 220 funcionários e uma redução de 14 para 9 administradores.[4]

A fusão foi alvo de investigação por parte do Ministério Público de Portugal em Março de 2012, num caso de fraude fiscal que envolve também administradores da Caixa Geral de Depósitos, uma das accionistas da empresa.[5]

Pertencem à Sumol+Compal, além da Sumol e da Compal, marcas como Água da Serra de Estrela, Frize, e as cervejas Tagus e Damm.

Em novembro de 2014, foi anunciado na imprensa que a Copagef, empresa do grupo francês Castel e accionista da cerveja angolana Cuca comprou 49,9% do capital da Sumol+Compal Marcas por 88,2 milhões de euros.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Sumol+Compal (31 de dezembro de 2015). «Relatório Anual» (PDF). Site daSumol+Compal. Consultado em 14 de agosto de 2016. 
  2. «Sumol-Compal espera vender 10 milhões de sumos na China até 2015 - Economia - Sol». Consultado em 2012-10-15. 
  3. «Dona da Sumol Compal compra posição da CGD por 28 milhões». Consultado em 2012-10-15.  Texto " Económico" ignorado (Ajuda)
  4. http://www.tvi24.iol.pt/empresas-alertas/portugal-sumol-bebidas-distribuicao-compal/1052040-3221.html
  5. «Sumol + Compal acusada de fraude fiscal». Diário Económico. Consultado em 2012-10-15.  Texto " Económico" ignorado (Ajuda)
  6. http://www.publico.pt/economia/noticia/grupo-frances-castel-compra-499-do-negocio-da-sumol-1676289

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.