Suniário I Ampúrias e Rossilhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Suniário I Ampúrias e Rossilhão
conde de Ampúrias e Rossilhão
Escudo do Brasão de Armas do condado de Ampúrias.
Nome completo
Suniário I Ampúrias e Rossilhão
Nascimento entre 790 e 810
Morte 848
Pai Belo de Carcassona
Mãe Cunigunda

Suniário I Ampúrias e Rossilhão (entre 790 e 810 - 848) foi um nobre da Alta Idade Média francesa tido detentor dos títulos de Conde de Ampúrias e de Conde de Rossilhão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi detentor dos títulos de Conde de Ampúrias e de Conde de Rossilhão entre o ano de 834 e o ano de 848, data em que faleceu.

Recebeu os seus condados, importantes municípios da altura das mãos de Luís I da França, junto com Odalrico, um conde de origem carolíngia e governante de Narbona, que governou entre 852 e 857.

Na revolta de Guilherme de Septimânia[1][2]. em 848, filho de Bernardo de Septimânia, perdeu os territórios a favor deste e possivelmente terá sido este o acontecimento que esteve na origem da sua morte.

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

É tido como filho de Belo de Carcassona (755 - 812)[3][4] com origem numa família goda região e de Nimilda ou Cunigunda. Do seu casamento com uma senhora cujo nome é atualmente desconhecido da história teve:

  1. Dela I de Ampúrias (c. 840 - 894) foi conde de Ampúrias entre 862 e 894, depois da morte de seu pai, a quem sucedeu, juntamente com seu irmão, Suniário II de Ampúrias. Casou com Quisilo de Barcelona.
  2. Suniário II de Ampúrias (c. 840915) foi conde de Ampúrias, desde 862 até 915, e Conde de Rossilhão, de 896 até 915, ano em que morreu[5][6]. Casou com Ermerganda.

Referências

  1. Lewis, Archibald R. University of Texas Press: Austin, 1965.
  2. Luiz de Mello Vaz de São Payo, A Herança Genética de D. Afonso Henriques, Universidade Moderna, 1ª Edição, Porto, 2002, pág. 287.
  3. Abadal, Els Primers Comtes Catalans, pág. 19, basándose en un texto del autor francés P. Tastu de 1851.
  4. Los primeros en avanzar la hipótesis de la descendencia de Borrell de Osona fueron P. Tastu y otros historiadores del Languedoque, basándose en un documento imperial de Luis el Piadoso de 829, que concedía a un "fiel Sunifredo" la propiedad de una villa en el condado de Narbona, tal como ya se había concedido a su padre, el "difunto Borrell". Esta hipótesis está avalada por otros historiadores, como Auzias (L'Aquitaine carolingienne, Toulouse, 1937, pág. 189) y A. Lewis (The Development of Southern French and Catalan Society, 718-1050, Cap. 6, nota 9).
  5. (em inglês) Foundation for Medieval Genealogy : Dinastie comitali catalane-SUNYER II
  6. (em inglês) Genealogy : Bellonides (Barcellona 7)-Suniario II