Crô - O Filme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Super Crô - O Filme)
Ir para: navegação, pesquisa
Crô, o Filme
 Brasil
2013 •  cor •  110 min 
Direção Bruno Barreto
Roteiro Aguinaldo Silva
Rodrigo Ribeiro
Maurício Gyboski
Baseado em Fina Estampa de Aguinaldo Silva
Elenco Marcelo Serrado
Alexandre Nero
Kátia Moraes
Ivete Sangalo
Carolina Ferraz
Gaby Amarantos
Ana Maria Braga
Gênero Comédia
Distribuição Paris Filmes
Lançamento Brasil 29 de Novembro de 2013
Idioma Português
Orçamento R$ 3,2 milhões[1]
Página no IMDb (em inglês)

Crô - O Filme é um filme de comédia brasileiro de 2013 sobre o personagem Crodoaldo Valério da telenovela Fina Estampa exibida na Rede Globo. O filme é dirigido por Bruno Barreto e escrito pelo criador do personagem, Aguinaldo Silva.[2] Estreou nos cinemas brasileiros em 29 de novembro de 2013, em seu primeiro fim de semana foi visto por 337 mil pessoas, arrecadando cerca de R$ 4,4 milhões.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após herdar a fortuna de Tereza Cristina, Crodoaldo Valério, mais conhecido como "Crô" (Marcelo Serrado), está cansado da vida de milionário. Decidido a encontrar uma nova musa a quem possa dedicar sua vida, ele inicia uma busca pessoal que faz com que entreviste diversas peruas. Seu objetivo é encontrar aquela que seja melhor qualificada para que ele próprio possa servir como mordomo, assim como fez com sua antiga patroa. Entretanto, após muito avaliar, acaba percebendo que sua musa ideal é justamente aquela que jamais havia imaginado. E ao mesmo tempo demonstra que ficou apaixonado pelo motorista Baltazar (Alexandre Nero) a quem o chama de Zoiudo e que e um machão Homofobico que ao longo da história até se envolve como uma prostituta mais no final seqüestra Crô no altar.


[4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2012, foi anunciado pela produtora Paula Barreto, da L.C. Barreto que Aguinaldo Silva (criador do personagem "Crô") já estava trabalhando no roteiro do filme, e que as únicas pessoas do elenco que já estão comprometidas com o projeto é o próprio protagonista, Marcelo Serrado.[9] A produção marca o retorno de Aguinaldo ao cinema brasileiro depois de quase vinte anos. Sua última colaboração como roteirista foi em Como Nascem os Anjos, lançado em 1996, de Murilo Salles.[10][11]

Em 5 de novembro de 2012, Aguinaldo Silva comentou sobre o roteiro em seu blog, disse que já estava elaborando o roteiro, e que estava composto por 35 cenas, às quais prometeu acrescentar mais 15 na semana em que postou em seu website, na mesma publicação, Aguinaldo relata que esta ficando um pouco demoroso por falta de tempo em um trabalho e outro, pois ainda esta elaborando um sinopse de uma suposta próxima novela das oito, que segundo ele será exibida na Rede Globo.[12] Também em seu blog revela que a direção ficará por conta de Bruno Barreto e relata que tem como objetivo atrair também o público infantil.[13]

No dia 8 do mesmo mês, Agnaldo afirma em seu twitter que o roteiro já está pronto. Sobre o assunto o roteirista comenta: "Fecho a gaveta de Super Crô – o filme, e abro a gaveta de Doctor Pri – o seriado da Globo. A gaveta da sinopse da novela abro daqui a pouco".[14][15]

Marcelo Serrado revela um pouco sobre a história do filme e, diz que vai se tratar sobre a vida do personagem desde a infância.[15][17] “É uma grande brincadeira o filme, mas acho que é muito peculiar alguns personagens saírem da novela para ir ao cinema, é uma coisa rara”, diz Marcelo.[16]

Durante apresentação do filme "Crô", o diretor Bruno Barreto disse que será "explícita a homossexualidade" do personagem, mas não será necessário mostrar um beijo gay.

"Está muito claro que ele é gay, vão ter cenas que mostram a relação com o namorado. Não haverá beijo gay, não é necessário porque é uma história sobre a arte de servir como mordomo, sobre o poder e a submissão", afirmou Barreto.[18]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

O filme iniciou-se o desenvolvimento com apenas Marcelo Serrado e Kátia Moraes confirmados no elenco, como Crodoaldo Valério e Marilda, respectivamente. Em janeiro de 2013, a cantora Ivete Sangalo foi confirmada para fazer uma participação especial no filme, porém, o nome de seu personagem não foi revelado.[19] No final do mesmo mês, foi anunciado que Odete Zagalo é o nome da personagem que vai ser interpretada por Ivete Sangalo.[20]

Em 24 de março de 2013, foi anunciado por Aguinaldo via conta em uma rede social, que Carolina Dieckmann vai interpretar uma vilã no filme.[21] Logo depois Marcelo Serrado em uma entrevista relata que as participações especiais, foram confirmadas, e que além de Sangalo, a cantora Preta Gil também vai fazer uma pequena participação.[22] No projeto inicial, o ator Marcos Palmeira foi convidado para interpretar o vilão no filme, mas, devido a compromissos variados, não pôde atender ao convite.[8] Em seu lugar, foi escolhido Milhem Cortaz, o nome de seu personagem ainda não foi revelado.[8] Algumas participações especiais, como Marília Gabriela, Milhen Cortaz, Preta Gil, Karen Rodrigues foi confirmado pelo roteirista do filme, no inicio de abril de 2013.[23]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Crô - O Filme alcançou o primeiro lugar nas bilheterias do Brasil, superando Last Vegas.[24] Em cinco semanas em cartaz já havia vendido 1 632 500[25] e faturado 14,1 milhões de reais.[26][27]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Crô - O Filme teve recepção geralmente desfavorável por parte da crítica especializada. Com base de 12 revisões da imprensa, alcançou uma pontuação de 1,6 no AdoroCinema.[28]

Do Papo de Cinema, Robledo Milani disse: "Deveria ser algo leve e engraçado, com confusões e desencontros. Ao invés disso temos algo vergonhoso, constrangedor e motivo de embaraço. [...] É o típico filme desprovido de humor inteligente – as apostas em busca do riso são todas preconceituosas e rasas."[28]

Do site Rubens Ewald, Rubens Ewald Filho: "A história é absurda, o roteiro mal desenvolvido, o personagem se torna patético diante da besteira de querer arranjar uma noiva (seu homossexualismo é tratado de passagem...)"[28]

Da Folha de S.Paulo, Alexandre Agabiti Fernandez: "O roteiro, escrito por Aguinaldo Silva é um festival de grosseria e preconceito em que o humor brilha pela ausência [...] Obtusa, desrespeitosa e sem graça, a comédia é uma agressão ao bom senso e à inteligência do espectador."[28]

Cineweb, Alysson Oliveira: "Na direção, Bruno Barreto [...] transita entre o humor que beira o pastelão e o suspense sem parecer confortável em nenhum dos dois, gerando cenas de perseguição e situações muito improváveis."[28]

Cinema com Rapadura, Darlano Dídimo: "O roteiro é o maior dos problemas do filme. E olha que eles não são poucos! [...] Com direito a abordagem da temática “trabalho escravo” e a participação de atrizes latinas, a história deixa a zona do folhetim perigosamente e arrisca-se por um cinema questionável..."[28]

CineClick, Roberto Guerra: "O personagem, que já é caricato, transforma-se em algo irreal na tela, o suprassumo do exagero, uma espécie de boneca tresloucada a repetir citações pretensamente engraçadas, mas que na verdade soam irritantes."[28]

Preview, Renata Primavera: "Levar o carismático Crô da novela para o cinema pode ter parecido uma boa ideia no papel. Mas o personagem é desperdiçado numa história chula e sem nenhum apelo cinematográfico."[28]

Do Estado de Minas, Helvécio Carlos publicou uma crítica positiva dizendo: "As cenas de ação são bem feitas. A do sequestro, por exemplo, mostra que o cinema nacional conquistou qualidade técnica. O entrosamento entre os atores Marcelo Serrado e Alexandre Nero também garante cenas divertidas. Mas é o final o grande barato do filme."[28]

Do Almanaque Virtual, Raíssa Rossi disse que "acaba por ser um filme de ocasião com momentos divertidos apenas porque Crô é uma figura caricata e engraçada. Quem assistiu à novela acaba tendo vantagens e se identificando mais com a trama..."[28]

Referências

  1. «Cinema nacional: dos 10 filmes mais vistos no País em 2013, só um é brasileiro». Último Segundo. IG. 7 de Dezembro de 2013. Consultado em 21 de Setembro de 2015. 
  2. a b «Crô, de Fina Estampa, ganhará filme dirigido por Bruno Barreto». Portal 364. 03 de Novembro de 2012. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  3. "Crô: O Filme" estreia em primeiro lugar nas bilheterias brasileiras
  4. http://www.adorocinema.com/filmes/filme-217222/
  5. Regina Rito (11 de novembro de 2012). «Carlos Machado pode ser o amante do Crô em filme». O Dia. Consultado em 13 de novembro de 2012.  line feed character character in |titulo= at position 41 (Ajuda)
  6. G1 São Paulo (06 de maio de 2013). «'Crô', com Marcelo Serrado, terá pegada dos irmãos Coen, diz diretor». G1. Consultado em 7 de maio de 2013. 
  7. Famosidades (23 de maio de 2013). «Carolina Ferraz interpretará vilã Tereza Cristina no filme do mordomo Crô». MSN. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  8. a b c «Milhem Cortaz será o vilão de “Super Crô”». Portal G1. 14 de abril de 2013. Consultado em 17 de abril de 2013. 
  9. Paula Barreto. «Produtora L.C. Barreto - Anos Produzindo Qualidade». L.C. Barreto. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  10. Letícia Mendes (09 de julho de 2012). «Crô será a volta de Aguinaldo Silva ao cinema». Portal R7. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  11. Jandeilson Mello (12 de outubro de 2012). «Ele está de volta: Filme de Crô começa a ser preparado». Levando a Notícia. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  12. Aguinaldo Silva (5 de novembro de 2012). «Sobre o filme de Crô (Super Crô – o Filme é o título provisório)». Site oficial. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  13. «Aguinaldo Silva prepara lançamento do filme "Super Crô"». Na Telinha. 13 de outubro de 2012. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  14. Aguinaldo Silva (5 de novembro de 2012). «Fecho a gaveta de Super Crô - o filme, e abro a gaveta de Doctor Pri». Twitter. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  15. a b «“Super Crô”, já tem roteiro finalizado». Minais um Luxo. quinta-feira, novembro 8, 2012. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  16. a b «Marcelo Serrado fala sobre beijo gay no filme do "Crô"; Ivete Sangalo pode integrar elenco». A Capa. 08/11/2012. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  17. iBahia (05.11.2012). «Aguinaldo Silva já está nos preparativos do filme 'Super Crô'». Correio 24hs. Consultado em 13 de novembro de 2012. 
  18. http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2013/05/06/homossexualidade-de-cro-em-filme-sera-explicita-mas-sem-beijo-gay-diz-diretor.htm
  19. «Ivete Sangalo sobre filme 'Super Crô': ‘Vou ser uma das rainhas do Nilo’». Caras. 18 de janeiro de 2013. Consultado em 30 de março de 2013. 
  20. «Odete Zagalo é o nome da personagem inspirada em Ivete Sangalo no 'Super Crô'». O Dia. 31 de janeiro de 2013. Consultado em 30 de março de 2013. 
  21. «Carolina Dieckmann será vilã em "Super Crô"». Portal UOL. 24 de março de 2013. Consultado em 30 de março de 2013. 
  22. «Marcelo Serrado anuncia início das filmagens de "Super Crô" para abril». Bol Notícias. 28 de março de 2013. Consultado em 30 de março de 2013. 
  23. Fábio Garcia (14 de abril de 2013). «Atores leem o roteiro de “Super Crô”». Coisas de Novela. Consultado em 17 de abril de 2013. 
  24. 'Crô: O filme', fica em primeiro nas bilheterias pela 2ª semana
  25. Radar on line - Lauro Jardim
  26. 'Crô - O Filme' ultrapassa 1 milhão de espectadores
  27. Jornal: 'Crô - O Filme' está prestes a bater 1 milhão de espectadores
  28. a b c d e f g h i j «Crô - O Filme». AdoroCinema. Consultado em 21 de setembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.