Super Mario World

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Super Mario World (desambiguação).
Super Mario World
Capa norte-americana do jogo. Em destaque estão Mario e o então novo personagem, o dinossauro Yoshi.
Desenvolvedora(s) Nintendo EAD
Publicadora(s) Nintendo
Diretor(es) Takashi Tezuka
Produtor(es) Shigeru Miyamoto
Designer(s) Shigefumi Hino
Compositor(es) Koji Kondo
Plataforma(s) SNES, GBA, Virtual Console
Série Mario
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Plataforma
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Número de jogadores 1 a 2
Classificação Permitido para todas as idades i CERO (Japão)
Permitido para todas as idades i DEJUS (Brasil)
Inadequado para menores de 6 anos i ESRB (América do Norte)
Permitido para todas as idades i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 3 anos i PEGI (Europa)
Média Cartucho de 4-megabit (SNES)
Cartucho de 32-megabit (GBA)
Controles Gamepad

Super Mario World (スーパーマリオワールド, Sūpā Mario Wārudo?), subintitulado Super Mario Bros. 4 (スーパーマリオブラザーズ4, Sūpā Mario Burazāzu fō?) na versâo japonesa,[3] é um jogo de plataforma desenvolvido e publicado pela Nintendo como um título que acompanhava o console Super Nintendo Entertainment System. O jogo foi lançado em 1990 no Japão e em 1991 na América do Norte. Super Mario World se tornou um enorme sucesso crítico e comercial, sendo considerado o mais bem-vendido da plataforma, com 20 milhões de cópias vendidas no mundo todo.[4]

Como em jogos anteriores da série, o roteiro envolve Mario e seu irmão Luigi que atravessam terras distintas numa jornada para resgatar a Princesa Peach, que foi capturada por Bowser. Os dois irmãos devem viajar por 7 regiões para também restaurar a ordem na terra dos dinossauros. O jogo é construído sob a jogabilidade de jogos anteriores da série Mario, introduzindo novos power-ups que aumentam as habilidades de personagens.[5] Super Mario World marca a primeira aparição de Yoshi.

O jogo foi relançado duas vezes, a primeira para Game Boy Advance com jogabilidade modificada (com a diferenciação real entre o Mario e o Luigi), em Super Mario World: Super Mario Advance 2. O segundo relançamento foi para o sistema Virtual Console do Wii na América do Norte em 2007, desta vez não havendo mudança alguma da versão original para SNES. Super Mario World possui uma sequência, Super Mario World 2: Yoshi's Island, que é ambientada no mesmo lugar com uma jogabilidade similar à de seu antecessor. Entretanto, ao invés de tomar palco após os eventos de Super Mario World, a história de Yoshi's Island aconteceu muitos anos antes dele, quando Mario era ainda um bebê.

Características do jogo[editar | editar código-fonte]

Super Mario World é um jogo de plataforma bidimensional no qual o jogador controla o protagonista na tela (Mario ou Luigi) a partir de uma perspectiva de Side-scrolling. As ações mecânicas do jogo são semelhantes a títulos anteriores da série —Super Mario Bros., Super Mario Bros. 2, e Super Mario Bros. 3—mas apresenta vários novos elementos. Além de poder correr e pular, movimentos encontrados nos jogos anteriores, o jogador pode flutuar com o auxílio de itens especiais e executar novos tipos de saltos, como o salto giratório.[5]

A maioria das fases do jogo são preenchidas com obstáculos e inimigos, com o jogador atravessando o cenário correndo, saltando, e esquivando-se ou derrotando inimigos. Ao jogador é dado uma certa quantidade de vidas que são perdidas quando Mario é atacado por um inimigo, diminuindo o seu tamanho. Se todas as vidas são perdidas a qualquer momento no jogo, a tela de "Game Over" será exibida, no qual o jogador pode continuar a partir do último nível jogado, selecionando "Continuar". Super Mario World pode ser jogado com dois jogadores: em uma rodada, o jogador 1 controla Mario e na outra rodada o jogador 2 controla Luigi (na versão para o Game Boy Advance, pode ser escolhido um dos dois personagens sem ficar esperando por turnos).[6]

O jogo é dividido em diferentes mapas, que contêm várias fases (níveis). Ao contrário de Super Mario Bros. 3, o mapa é um território único (overworld), embora com diferentes tipos de paisagens. Cada região possui uma fase final com um chefe para derrotar; cada um dos sete mundos apresentam fortalezas controladas por um dos Koopalings. Além de itens especiais dos jogos anteriores como o "Super Mushroom" e "Flor de Fogo", novos power-ups são introduzidos que fornecem ao jogador novas opções de jogo como a "Capa de pena", que dá a Mario uma capa que lhe permite voar. Além disso, o salto "Rotação de ataque" é executado com o botão "A". O ataque de giro permite que Mario ou Luigi quebrem blocos abaixo deles. A imagem do mapa apresenta uma vasta rede de caminhos, onde Mario poderá andar sobre eles para poder entrar nas fases (níveis). Existem também caminhos secretos que geralmente devem ser habilitados coletando uma chave e a encaixando numa fechadura, quando não é este o caso deve descobrir a segunda saída da fase. As fases com pontos amarelos possuem apenas uma saída, já as fases com pontos vermelhos possuem duas saídas.[5] [6]

A trilha sonora do jogo foi composta por Kōji Kondō, e todos os cenários possíveis de se jogar com Yoshi tinham uma composição dual, ou seja, um tema simples (quando o protagonista não se encontrava montado no Yoshi) ou também o tema simples somado de uma Leitmotiv criada em percussão (quando o protagonista se encontrava montado no Yoshi).[7]

História[editar | editar código-fonte]

Depois de salvar o Reino dos Cogumelos em Super Mario Bros. 3. Mario e Luigi juntos com a Princesa Toadstool (também conhecida como Peach) foram tirar férias num lugar chamado Terra dos Dinossauros, onde há muitos tipos de dinossauros. Mas, claro que durante as férias, Bowser rapta a amável princesa. Ele também se apodera da Terra dos Dinossauros, e aprisiona seus habitantes em ovos mágicos, entregando-os aos seus sete capangas.

Quando Mario e Luigi acordam eles tentam encontrá-la, e depois de horas de busca, se deparam com um ovo gigante na floresta. De repente, o ovo se choca e com isso vem um jovem dinossauro chamado Yoshi, que então lhes diz que seus amigos dinossauros também têm sido presos em ovos pelo malvado Koopa. Mario e Luigi logo percebem que ele deve ser o malvado rei Bowser e seus Koopalings.

Mario, Luigi e Yoshi partem para enfrentar os desafios das 7 regiões diferentes explorando a Terra dos Dinossauros, durante a jornada Mario e Luigi seguem Bowser, derrotando os Koopalings durante o processo. Eles finalmente se infiltram no castelo de Bowser para a batalha final, até enfim derrotar mais uma vez o terrível vilão e salvar a princesa e os habitantes da Terra dos Dinossauros.[8]

Objetivos[editar | editar código-fonte]

O objetivo geral consiste em explorar os 9 mundos e encontrar todas as 96 saídas existentes, resgatando a princesa das garras de Bowser e libertando os sete Yoshis cativos nos ovos. Entretanto, desafios mais amplos podem se tornar suas metas conforme o jogo progride. E resultando em 76 fases.

Também é relevante encontrar os quatro Palácios do Interruptor ! (amarelos, azuis, vermelhos e verdes) para tornar a jornada mais fácil, assim também como os mundos secretos como a Star World (Mundo da Estrela), que auxilia seu transporte em atalhos estratégicos espalhados pelo mapa, e o Special World (Mundo Especial), uma coletânea de testes difíceis envolvendo todas as características de jogabilidade trazidas pelo jogo. Há no jogo diversos caminhos secretos a serem descobertos.

Regiões[editar | editar código-fonte]

  • Região 1 • Yoshi's Island (Ilha do Yoshi): Uma pequena ilha onde vivem os Yoshis. Também é numa montanha dessa ilha que está situado o Yellow Switch Palace (Palácio do Interruptor Amarelo) que libera blocos amarelos ao ser ativado. Quadrados amarelos pontilhados que eram até então vazios serão preenchidos com os blocos de exclamação. Mario e Luigi conseguem um cogumelo ao bater nesses blocos. Este é o único palácio dos quatro existentes no jogo que não requer terminar alguma fase pela saída secreta para descobri-lo. O chefe de Yoshi's Island é Iggy Koopa.
  • Níveis: Yoshi's House • Yoshi's Island 1 • Yellow Switch Palace • Yoshi's Island 2 • Yoshi's Island 3 • Yoshi's Island 4 • #1 Iggy's Castle.
  • Região 2 • Donut Plains (Planícies da Rosquinha): Um planalto que possui este nome por ter um lago no meio, isso faz ter o formato de uma rosquinha. Nessa planície está situado o Palácio do Interruptor Verde (Green Switch Palace) onde o jogador ativa os blocos verdes que dão uma pena (capa) para voar. Para descobrir este palácio é preciso terminar a fase Vanilla Dome 2 pela saída secreta. Nessa região, as fases subaquáticas, subterrâneas e as Casas Fantasmas (Ghost Houses) são introduzidas. O chefe da Donut Plains é Morton Koopa Jr.
  • Níveis: Donut Plains 1 • Donut Plains 2 • Green Switch Palace • Donut Ghost House • Top Secret Area • Donut Plains 3 • Donut Plains 4 • Donut Secret 1 • Donut Secret House • Donut Secret 2 • #2 Morton's Castle.
  • Região 3 • Vanilla Dome (Cúpula da Baunilha): Possui este nome por situar-se numa caverna dentro de uma montanha com o teto abobadado. O chefe dessa região é Lemmy Koopa. No topo da montanha se encontram as fases secretas. Ainda no topo, a primeira fortaleza do jogo é introduzida (Vanilla Fortress). As fortalezas são similares aos castelos, porém, os chefes das fortalezas sempre são os mesmos, e chamam-se Reznors. Na parte de dentro da montanha há o Palácio do Interruptor Vermelho (Red Switch Palace) que ativa os blocos vermelhos, mas estes não liberam poder algum.
  • Níveis: Vanilla Dome 1 • Vanilla Dome 2 • Red Swtich Palace • Vanilla Ghost House • Vanilla Dome 3 • Vanilla Dome 4 • Vanilla Secret 1 • Vanilla Secret 2 • Vanilla Secret 3 • Vanilla Fortress • #3 Lemmy's Castle.
  • Região 4 • Twin Bridges (Pontes Gêmeas): Duas pontes encontradas à frente da Cúpula da Baunilha. Essa região é composta pela Ponte da Manteiga (Butter Bridge) onde se tem acesso ao passar pela Fortaleza da Baunilha, e a Área da Ponte do Queijo (Cheese Bridge Area) que é obtida após o jogador derrotar Lemmy Koopa. Logo depois da Ponte do Queijo há a Montanha do Biscoito (Cookie Mountain), e no topo dessa montanha está o castelo de Ludwig von Koopa, chefe desta região. Logo abaixo da Ponte do Queijo há o Lago da Soda (Soda Lake).
  • Níveis: Butter Bridge 1 • Butter Bridge 2 • Cheese Bridge Area • Soda Lake • Cookie Mountain • #4 Ludwig's Castle.
  • Região 5 • Forest of Illusion (Floresta da Ilusão): Uma imensa floresta que não mostra previsão dos caminhos para onde Mario e Luigi deverão ir, e para avançar é necessário terminar as fases pela saída secreta, algo que inicialmente pode ser uma tarefa difícil e cansativa, por isso o nome Floresta da Ilusão. Aqui o jogador poderá encontrar o Palácio do Interruptor Azul (Blue Switch Palace) que ativa os blocos azulados, mas, estes também não fornecem nenhum poder, servindo apenas como plataformas. Após ter completado as fases pela saída secreta, o jogador consegue caminho para o castelo do chefe da floresta, Roy Koopa.
  • Níveis: Forest of Illusion 1 • Forest of Illusion 2 • Blue Switch Palace • Forest of Illusion 3 • Forest Ghost House • Forest of Illusion 4 • Forest Secret Area • Forest Fortress • #5 Roy's Castle.
  • Região 6Chocolate Island (Ilha do Chocolate): Uma ilha composta por um terreno montanhoso e marrom, o que se assemelha à chocolate. É desbloqueada após o jogador derrotar Roy Koopa. Nessa região situa-se a única fortaleza que é obrigatória completar caso o jogador deseje prosseguir de forma linear no jogo. A chefe dessa ilha é Wendy O. Koopa, que ao ser superada por Mario, ele prossegue para uma fase no meio do mar chamada Sunken Ghost Ship.
  • Níveis: Chocolate Island 1 • Choco-Ghost House • Chocolate Island 2 • Chocolate Island 3 • Chocolate Fortress • Chocolate Island 4 • Chocolate Island 5 • Chocolate Secret • #6 Wendy's Castle • Sunken Ghost Ship.
  • Região 7 • Valley of Bowser (Vale do Bowser): A última região do jogo. Situada num vale abaixo do mar que tem três montanhas e o gigantesco castelo de Bowser. Ao concluir o nível Sunken Ghost Ship (Navio Fantasma Afundado), começa a tremer o mapa e surge uma estátua de Bowser no mar. Essa estátua possui uma boca que serve para entrada e saída do vale. Seus chefes são Larry Koopa e por fim, Bowser.
  • Níveis: Valley of Bowser 1 • Valley of Bowser 2 • Valley Ghost House • Valley of Bowser 3 • Valley of Bowser 4 • Valley Fortress • #7 Larry's Castle • Front Door • Back Door.
  • Star World (Mundo da Estrela): Mundo bônus, acessível através da Star Road (Caminho da Estrela) que estão espalhadas por Donut Plains, Vanilla Dome, Twin Bridges, Forest of Illusion e Valley of Bowser. O Mundo da Estrela é situado em uma nuvem com uma enorme montanha no formato de estrela. Aqui o jogador o jogador pode conseguir Yoshis azuis, amarelos ou vermelhos, sendo que cada um desses possui um poder diferente ao engolir um Koopa. As fases são interligadas por caminhos formando o contorno da estrela, e para interligá-las é preciso terminar todas as fases pela saída secreta. Quando feito isso, surge uma Star Road em cima de uma montanha no centro do Mundo da Estrela, que leva ao Mundo Especial.
  • Níveis: Star World 1 • Star World 2 • Star World 3 • Star World 4 • Star World 5.
  • Special World (Mundo Especial): Outro mundo bônus, localizado num plano celeste, com um fundo preto e várias estrelas que formam a palavra "SPECIAL" e um símbolo do Super Famicom. Grande parte das fases daqui são consideradas pelos jogadores como as mais difíceis do jogo, e todas possuem nomes de gírias de surfista. Nenhuma das fases do Mundo Especial têm saída secreta ou ramificação de caminhos. Ao ser terminado, o esquema de cores do mapa principal principal (overworld) mudarão para um tom alaranjado, parecido com o outono, e os sprites de alguns inimigos também mudarão. A música que toca nesse mundo é um remix do tema original de Super Mario Bros.
  • Níveis: Gnarly • Tubular • Way Cool • Awesome • Groovy • Mondo • Outrageous • Funky.

Inimigos Principais[editar | editar código-fonte]

Mario enfrenta, como já é hábito, todo o exército que está a serviço de Bowser, incluindo seus sete filhos de então.

  • Koopa Troopa: Se Mario pular sobre elas, serão jogadas para fora do seu casco, que podem ser usados como arma. Também podem voar em asas acopladas em seus cascos (Para-troopa). Se forem comidas por Yoshi, dá-lhe um poder especial, dependendo da cor do casco:
    • Vermelho: Dá a Yoshi a habilidade de "cuspir" fogo.
    • Amarelo: Faz com que Yoshi crie um terremoto ao cair no chão (depois de um pulo).
    • Azul: Dá a Yoshi a capacidade de voar.
    • Verde: Ele cospe o casco (sem efeito especial).
    • Colorido: Todos os poderes ao mesmo tempo.
  • Super Koopa: Podem voar em uma grande velocidade e alguns (aqueles com intermitência invisível), se forem afetados, emitem uma pena que se o Mario ou Luigi pegar esta pena se transforma numa capa presa nas costa do personagem e dá a capacidade de voo.
  • Magikoopa: Feiticeiros Koopa que transformam blocos em inimigos e podem desaparecer rapidamente.
  • Goomba: Aparecem muito raramente e de uma forma simples. O salto não é suficiente para derrotá-los, mas o inverte, uma vez que eles ficam de ponta-cabeça. Também podem ser usados como arma, lançando-as contra outros inimigos. Os que tem asas e usam paraquedas se chamam Para-Goombas.
  • Dry Bones: Koopa Esqueleto que aparecem nos vários castelos. Se Mario pular sobre eles, se regeneram e são imunes às bolas de fogo. Alguns arremessam ossos.
  • Lakitu: Lançam Spiny em seu casco pela sua nuvem ou pelos canos.
  • Spiny: Pequenos besouros com espinhos em sua parte superior. Mario, não montado em Yoshi, perde energia ao pular sobre eles. Podem ser liquidados com a bola de fogo, a capa de voo ou arremessando cascos ou blocos.
  • Amazing Flyin' Hammer Bro.: Arremessa martelos ficando em cima de blocos voadores. Para tirá-lo deles, bata em baixo do blocos, ou em sua cabeça.
  • Sumo Bro.: Ao bater o pé, cria um relâmpago fazendo surgir um mar de chamas.
  • Jumping Piranha Plant: são plantas que saem de canos. Algumas soltam pequenas bolas de fogo, pulam só para cima e não seguem o personagem.
  • Rex: esse bicho é um dos primeiros inimigos do jogo. Só é derrotado ao pular duas vezes em sua cabeça.
  • Wiggler: uma lagarta calma que fica zangada ao pular sobre ela.
  • Thwomp: Uma criatura de pedra que protege os castelos e fortalezas esmagando quem estiver por perto. Alguns podem ser menores que pulam de um lado para outro (Thwimp).
  • Bob-omb: Bombas vivas que explodem depois de um certo tempo espalhando estrelas. Algumas caem de paraquedas (Para-bomb).
  • Bullet Bill: Pequenos mísseis que andam em plena velocidade. Sua sub-espécie e maior (Banzai Bill). Possui também outro primo chamado Torpedo Ted, que são arremessados constantemente debaixo d'água, sendo possível encontrá-los apenas na fase Soda Lake.
  • Monty Mole: Podem aparecer repentinamente do chão. Sua sub-espécie grande chama-se Mega Mole e o jogador consegue subir nele, sem matá-lo.
  • Boos: São os fantasmas que aparecem nas fases de casa do fantasma. tem sua sub-espécie grande (Big Boo), Boos em grupo (Boo Buddies), fantasmas que flutuam em linha reta sozinhos ou em grupo tendo uma sequência de movimentos (Eerie), Boos que se transformam em blocos (Boo Buddy Block), Boo que segura uma vara de pesca com uma bola de fogo (Fishin' Boo), Boo Buddies em círculo (Circling Boo Buddies) e Boo Buddies em fila (Boo Buddy Snake).
  • Podoboos: Bolas de fogo que pulam de baixo para cima e depois caem, fazendo isso inúmeras vezes.
  • Mecha Koopas: Mini-robôs Koopas em que o personagem pode pisar e lançar.
  • Iggy Koopa: Lançam bolas de fogo, e nenhum ataque do Mario pode feri-lo, ele está em cima de uma plataforma de lava, assim precisa jogá-lo para fora dela, é o primeiro dos 7 Koopalings. O jogador pode matar as bolas de fogo escorregando a plataforma e caindo sobre ela.
  • Morton Koopa Jr.: Escala paredes de seu quarto e cai sobre Mario, é o segundo dos Koopalings. Para derrotá-lo, basta o jogador pular três vezes sobre sua cabeça.
  • Lemmy Koopa: Ele não ataca diretamente, sai de canos com outros dois falsos em seu quarto, é o terceiro dos Koopalings. Não adianta pular nos falsos para derrotá-lo, tem que ser pulando no original.
  • Ludwig von Koopa: Ele cospe bolas de fogo deslizando em torno de seu escudo de espinhos e ocasionalmente, fazendo saltos enormes, é o quarto dos Koopalings.
  • Roy Koopa: Assim como o de Morton Koopa Jr., ele escala as paredes e cai sobre o jogador, mas as paredes laterais vão se aproximando aos poucos, só que não matam. É o quinto dos Koopalings.
  • Wendy O. Koopa: Ela utiliza o ataque igual ao de Lemmy, mas existem dois Podoboos em seu quarto, e é a sexta dos Koopalings.
  • Larry Koopa: Assim como Iggy, fica em uma plataforma, mas pode lançar mais de uma bola por vez, e existem três Podoboos na plataforma, ele é o sétimo e o último dos Koopalings.
  • Bowser: O eterno inimigo de Mario, o último e mais forte. Nesse jogo, ele voa sobre Mario usando sua Koopa Clown Car, jogando Mechas Koopas e bolas de fogo sobre Mario, e depois de um tempo, faz inúmeras tentativas de esmagar Mario com a Koopa Clown Car, ele também joga bolas enormes sobre o jogador. A princesa Toadstool, conhecida também como Peach, está com ele aprisionada em sua estranha nave, e joga itens para auxiliar o jogador.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Shigeru Miyamoto, o produtor de Super Mario World, foi envolvido no desenvolvimento de quase todos os jogos do console Super Mario Bros.

O jogo foi dirigido por Takashi Tezuka e produzido por Shigeru Miyamoto, o criador de Mario e The Legend of Zelda, com Shigefumi Hino como o designer de gráficos e trabalhando na criação de Yoshi.[9] [10] O desenvolvimento foi tratado pela Nintendo EAD, liderado por Miyamoto. Levou três anos para desenvolver o jogo com uma equipe de dezesseis pessoas. No entanto, Miyamoto afirmou que ele sentiu que o jogo estava incompleto e que o desenvolvimento foi levado às pressas para o fim, expressando a esperança de que com o tempo os jogos para o sistema permitiria mais emoção e história.[11] [12]

Miyamoto afirmou que ele gostaria que Mario tivesse um companheiro dinossauro desde Super Mario Bros.; No entanto, os engenheiros da Nintendo não poderiam caber o companheiro pelas limitações do Nintendo Entertainment System. Ele disse que "finalmente fomos capazes de obter Yoshi fora das pranchetas de desenhos com o SNES". Yoshi veio em um tamanho e quatro cores, com diferentes poderes e enorme apetite.[12] Super Mario World chegou em 1991 junto com o Super NES na América do Norte.[11]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Super Mario World foi recebido com aclamação da crítica generalizada após o lançamento, o jogo continuou a receber comentários muito favoráveis por muitos anos. Recebendo notas muito positivas, com uma pontuação média de 94,44% no site GameRankings.[13] Ele foi classificado como o oitavo melhor jogo para um console da Nintendo na lista de "Top 200 Games" ranking feito pela Nintendo Power.[14] A Official Nintendo Magazine também classificou como o oitavo jogo em seu "100 maiores jogos da Nintendo de todos os tempos".[15] Ele também recebeu o prêmio de jogo do ano de 1991 pela Nintendo Power. O Site IGN elegeu Super Mario World como o décimo sétimo no seu ranking de "Top 100 melhores jogos de todos os tempos" de 2007[16] , além disso a GameSpot inclui Super Mario World na lista dos "The Greatest Games de todos os tempos".[17]

Mais de 20 milhões de cópias foram vendidas em todo o mundo, tornando-se um dos jogos de vídeo game mais vendidos de todos os tempos. O jogo vinha como um título no pacote para o Super Nintendo, ajudando a popularizar o console que veria a ser um sucesso comercial.[18] Em uma pesquisa realizada em 2008, Yoshi foi votado como o terceiro personagem favorito de videogames no Japão, com o Cloud Strife e Mario na segunda colocação e no primeiro lugar, respectivamente.[19]

Legado[editar | editar código-fonte]

Yoshi tornou-se um dos personagens mais importantes da franquia Mario, reaparecendo em jogos posteriores do Super Mario e em quase todos os jogos de Mario esportes e jogos de spin-off. Yoshi aparece como o principal personagem jogável em 1995 na sequência de Super Mario World, o Super Mario World 2: Yoshi's Island, que ajudou a levar há vários jogos voltados para o personagem. Um clone de Super Mario World, intitulado Super Mario's Wacky Worlds, estava em desenvolvimento para o dispositivo Philips CD-i por NovaLogic de 1992 até 1993, mas foi cancelado devido ao fracasso comercial do console.[20]

DIC Entertainment produziu uma série de desenhos animados Super Mario World baseado no jogo, que consiste em treze episódios e foi exibido pela NBC a partir de setembro a dezembro de 1991.

Há um série de hacks ROM Super Mario World criada por fãs, nomeadamente chamado Kaizo Mario World. O jogo é marcado pela extrema dificuldade.

Super Mario World é um dos quatro jogos cujos estilos estão disponíveis em Super Mario Maker para o Wii U.[21]

Referências

  1. a b c d «Super Mario World Release Info» (em inglês). MobyGames. Consultado em 27 de novembro de 2009. 
  2. «Super Mario World for SNES» (em inglês). Gamespot. Consultado em 27 de novembro de 2009. 
  3. «Capa japonesa». 
  4. «Consolidated Sales Transition by Region» (PDF). Nintendo. Consultado em 14 de Junho de 2010. 
  5. a b c «Super Mario World - Review - allgame». 2010-02-16. Consultado em 2016-04-29. 
  6. a b «Super Mario World (Game) - Giant Bomb». www.giantbomb.com. Consultado em 2016-04-29. 
  7. Saiba por que você gosta tanto das músicas do Mario, Tecmundo, acessado em 8 de dezembro de 2011
  8. http://www.mariomayhem.com/downloads/mario_instruction_booklets/super_mario_world-snes.pdf
  9. «Shigefumi Hino (Person) - Giant Bomb». www.giantbomb.com. Consultado em 2016-05-18. 
  10. «Super Mario World for Arcade (1991) - MobyGames». MobyGames. Consultado em 2016-05-18. 
  11. a b «IGN Presents: The History of Super Mario Bros. - IGN - Page 2». IGN. Consultado em 2016-04-29. 
  12. a b «Miyamoto Shrine: Shigeru Miyamoto's Home on The Web». 2012-02-25. Consultado em 2016-05-18. 
  13. «Super Mario World for Super Nintendo - GameRankings». www.gamerankings.com. Consultado em 2016-04-13. 
  14. «Nintendo Power's Top 200 Games». Nintendo. Consultado em 2016-04-13. 
  15. «Official Nintendo Magazine's Top 100 Nintendo Games - Super Smash Bros. World». supersmashbros.ign.com. Consultado em 2016-04-13. 
  16. «IGN Top 100 Games 2007 | 17 Super Mario World». top100.ign.com. Consultado em 2016-04-13. 
  17. «The Greatest Games of All Time». 2006-06-16. Consultado em 2016-04-13. 
  18. «Super Mario World - Review - allgame». 2010-02-16. Consultado em 2016-04-13. 
  19. «And Japan's Favorite Video Game Characters Are...?». Kotaku (em inglês). Consultado em 2016-04-13. 
  20. «Super Mario's Wacky Worlds (CD-i)». IGN. Consultado em 2016-04-13. 
  21. «Super Mario Maker™ for Wii U - Official Site». supermariomaker.nintendo.com. Consultado em 2016-04-13. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.