Super Rádio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Super Rádio 1150 AM
{{{alt}}}
Super Rádio AM Ltda.
País  Brasil
Cidade de concessão São Caetano do Sul
Frequência(s) 1150 kHz
Sede São Paulo, SP
Slogan O sucesso de sempre
Fundação 3 de setembro de 1937 (78 anos)
Pertence a Rede Mundial de Comunicações
Proprietário Paulo Masci de Abreu
Género Eclético, jornalismo e esportes
Idioma Língua portuguesa
Prefixo ZYK 656
Nome(s) anterior(es) Rádio Tupi AM
Super Rádio Tupi
Cobertura Região Metropolitana de São Paulo (344 municípios do Estado de São Paulo)
Potência 100 kW
Sítio oficial superradio1150.com.br

A Super Rádio, anteriormente conhecida como Rádio Tupi AM e Super Rádio Tupi, é uma emissora de rádio brasileira tendo uma programação variada, com música sertaneja, informação e, mais recentemente, esportes. Opera em onda média (AM) na frequência de 1150 khz.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Possui potência de 150 kW, mas todas as noites deve baixar para 100 kW para evitar interferências com a Rádio Globo Minas.

Desde 15 de setembro passou a funcionar nos 97.3 FM da Rádio Delta de Atibaia, que estava arrendada à A Voz da Libertação da Igreja Deus é Amor. A programação religiosa da Deus é Amor fica agora restrita às AMs na Grande SP e a FM 91.9, com cobertura razoável na Região.

Desde 16 de setembro passou a ser denominada por "Super Rádio Tupi", com tal a homônima carioca.[1]

Em 2012, os Diários Associados ganhou uma liminar em que proíbe o uso do nome Tupi, de sua propriedade, fazendo com que a emissora passe a adotar o nome de Super Rádio.[2]

Em setembro de 2012, a frequência de 97.3 MHz que transmitia a emissora em FM, passa à exibir uma programação religiosa[3] . Para continuar sendo sintonizada em FM, a emissora agora utiliza a antiga frequência da Scalla FM, 102.9 MHz, sendo que não é possível captar o sinal em algumas regiões por interferências de rádios piratas e da Band Vale FM chegando a dar lugar a Scalla FM retornando no fim de outubro de 2013 a operar no mesmo canal.[4]

Em 19 de dezembro de 2013, a então Super Rádio Tupi mudou o nome fantasia às 19h, passando a se identificar somente como "Super Rádio". A emissora perdeu o direito de utilizar o nome Tupi, que pertence aos Diários Associados, grupo de comunicação que administra a homônima Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro. A mudança também atingiu a Tupi FM 104,1 MHz.[5]

Na última semana de novembro de 2014, a Super Rádio chegou a encerrar suas atividades, em seu lugar chegou a transmitir a programação nacional da Top FM, diferente da 104,1. [6] Porém em 15 de dezembro de 2014, a Super Rádio retomou suas atividades absorvendo os 3 comunicadores demitidos da Iguatemi, emissora que suspendeu suas atividades: Kaká Siqueira, João Ferreira e Figueiredo Júnior além de operadores de áudio e o chefe de jornalismo Anderson França, além do comunicador Cícero Augusto que já estava na rádio. Na semana seguinte a Iguatemi retoma suas atividades em suas frequências de origem (1370 AM e 1520 AM) e a Super Rádio volta a operar em 1150 kHz.[7]

A rádio passou a ocupar a frequência da Rede do Coração em São Paulo, em 1370 kHz (ex-Rádio Apolo/Iguatemi), no final de novembro de 2015, após um período em que a frequência ficou sem nenhuma programação. Porém, no final de 2015, a Rádio Apolo voltou a operar na antiga frequência, e a Super Rádio voltou a operar somente em 1150 khz.[8]

Em abril de 2016, a emissora retorna em 1370 kHz (operando em duas frequências no dial paulistano) substituindo a Rádio Apolo, conhecida como a "rádio nordestina de São Paulo".[9]

Em 5 de julho de 2016, a Super Rádio Tupi volta a transmitir sua programação apenas na frequência dos 1150 kHz, devido ao fato de a Top FM 104.1 de São Paulo passar a retransmitir nos 1370 kHz, ambas as frequências são controladas pela Rede Mundial de Comunicação.[10]

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

  • Samuel Fernandes
  • Paulinho Boa Pessoa
  • Osmar Zani
  • Cícero Augusto
  • João Ferreira
  • Toni Gomide
  • Anderson França
  • Padre Serginho
  • Fernando Gaspareto
  • Leão Lobo
  • Tony Jobim
  • Jeremias Netto

Já estiveram na emissora[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tupi AM adota o nome "Super Rádio Tupi" após estreia em FM
  2. Andreson Cheni (31 de julho de 2012). «Ondas Curtas - edição 16». Terceiro Tempo. BOL. Consultado em 26 de agosto de 2012. 
  3. Daniel Starck (29 de agosto de 2012). «Extra: Super Rádio Tupi deixa o FM de São Paulo e canal volta a ter programação religiosa». Tudo Rádio. Consultado em 1 de setembro de 2012. 
  4. Daniel Starck (31 de agosto de 2012). «Extra! Super Rádio Tupi AM ganha outro canal para repetição de seu sinal na faixa FM». Tudo Rádio. Consultado em 13 de setembro de 2012. 
  5. Daniel Starck. «Plantão exclusivo: Nome “Tupi FM” deixa o dial FM de São Paulo. Super Rádio Tupi também muda». Tudo Rádio. Consultado em 04 de janeiro de 2014. 
  6. Daniel Starck. «Top FM amplia exposição de sua marca em São Paulo e sua rede é retransmitida no dial AM». Tudo Rádio. Consultado em 28 de novembro de 2014. 
  7. Adriano Barbieiro. «Super Rádio volta a contar com comunicadores populares». Bastidores do Rádio. Consultado em 12 de dezembro de 2014. 
  8. Carlos Massaro (30 de novembro de 2015). «Super Rádio AM passa a ser retransmitida em dois canais na capital paulista». Tudo Rádio. Consultado em 1 de dezembro de 2015. 
  9. «Tudo Rádio.com - Rádio News - Super Rádio AM retoma dupla retransmissão na capital paulista». tudoradio.com. Consultado em 2016-04-16. 
  10. «Tudo Rádio.com - Rádio News - Top FM entra em ‘dobradinha’ no dial de São Paulo». tudoradio.com. Consultado em 2016-07-06. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]