Supercopa da Espanha de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Final da Supercopa da Espanha de 2018
Evento
Data 12 de agosto de 2018
Local Stade Ibn Battouta, Tânger, Marrocos
Árbitro Espanha Carlos del Cerro Grande

A Supercopa da Espanha 2018 foi a 35ª edição do torneio realizada em Tânger, Marrocos, na qual o FC Barcelona foi campeão pela décima terceira vez, foi disputada em partida única entre o Barcelona (Campeão Espanhol 2017-18 e Campeão da Copa do Rei da Espanha 2017-18) e o Sevilla (Vice-Campeão da Copa do Rei da Espanha 2017-18).[1]

Barcelona foi campeão do torneio pela décima terceira vez, partida histórica em que Lionel Messi se tornou o maior campeão da história do Barcelona, superando Andrés Iniesta[2], e também o primeiro título de Messi como capitão da equipe.

Também foi a primeira edição realizada fora dos limites da Espanha, foi na cidade de Tânger, no norte de Marrocos, bem perto da Espanha.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Classificação
Barcelona Campeão da La Liga de 2017–18 e Campeão da Copa do Rei da Espanha 2017-18
Sevilla Vice-Campeão da Copa del Rey de 2017–18

Final[editar | editar código-fonte]

No primeiro tempo, Sevilla até tentou dificultar as coisas e abriu o placar aos oito minutos de jogo com Sarabia, que aproveitou pela direita de ataque, recebeu livre dentro da área e mandou para o fundo das redes. No primeiro momento, o árbitro não validou o tento e aguardou a posição do VAR (árbitro de vídeo), que estreou no futebol espanhol justamente nesse domingo. Após a confirmação de que a posição era legal do atacante, o gol foi validado.

Atrás do placar, o Barcelona partiu para sua pressão tradicional, impondo velocidade na troca de passes e adiantando suas linhas. O empate veio antes do intervalo. Messi cobrou falta no canto, a bola bateu na mesma trave duas vezes e no tornozelo do goleiro Vaclik. Piqué, então, ficou com a sobra e só tocou para o fundo do gol.

O jogo caminhava arrastado, com o Sevilla cada vez mais recuado, porém, assustando nos contra-ataques. Aí apareceu a estrela de Dembélé, jovem francês que estava apagado na partida até então. Com espaço pela ponta direita, o campeão do mundo na última Copa arriscou de longe e acertou um petardo, no ângulo. A bola ainda tocou o travessão antes de entrar.

Alex Vidal, ex-Barça, trombou com Jordi Alba dentro da área e foi derrubado por Ter Stegen. O árbitro assinalou pênalti e deu a oportunidade para o Sevilla levar o jogo para a prorrogação. Ben Yedder, porém, telegrafou e cobrou com uma batida fraca, rasteira. Ter Stegen encaixou a bola sem problemas e livrou a própria pele. Do outro lado, desespero e decepção.

O erro custou caro. O Barcelona, ficou com o título da Supercopa da Espanha.[4]

12 de Agosto de 2018 Sevilla 1-2 Barcelona Grand Stade de Tanger, Tanger, Marrocos
17:00
Sarabia Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9' Relatório Piqué Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42'

Dembélé Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78'

Árbitro: EspanhaESP Carlos del Cerro Grande
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Sevilla
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Barcelona

Campeão[editar | editar código-fonte]

Supercopa da Espanha de 2018
Flag of Catalonia.svg
Futbol Club Barcelona
13° titulo

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]