Supremacia negra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A supremacia negra é um pensamento racista que afirma a supremacia da raça negra em detrimento a outros grupos étnico-raciais.

Nos Estados Unidos, a organização negra muçulmana Nation of Islam caracteriza-se pelo pensamento, difundido por um de seus fundadores, Elijah Muhammad. O atual líder da instituição, Louis Farrakhan, foi proibido de pisar em solo do Reino Unido em 1986 pelo discurso de ódio que sustentou.[1] De forma similar, alguns grupos de israelitas negros pregam que povos negros foram os verdadeira escolhido de Deus

Ver também

Referências

  1. "Farrakhan British ban stays ". BBC. 30 de abril de 2002.
Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.