Epidemia de cólera no Haiti em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A epidemia de cólera no Haiti de 2010 começou no final de outubro de 2010. A princípio, informou-se que seu ponto de origem estaria na área rural do departamento de Artibonite,[1] a cerca de cem quilômetros da capital do país, Porto Príncipe. Porém, o relatório de uma pesquisa patrocinada pelos governos da França e do Haiti afirma que o lançamento de esgotos oriundos de uma base nepalesa da MINUSTAH teria provocado a contaminação das águas do rio Artibonite, ocasionando a epidemia.[2] Estudos de pesquisadores de diversos países mostraram que o tipo de doença encontrado pela primeira vez no Haiti em 2010 era idêntico ao identificado em regiões do Nepal. A ONU nunca admitiu responsabilidade sobre o início da epidemia.[3]

Até 19 de novembro de 2010, a epidemia havia produzido 1 186 mortes, enquanto 19 646 pessoas permaneciam hospitalizadas.[4] Em novembro do mesmo ano, foi registrado o primeiro caso de cólera na República Dominicana.[5]

Referências

  1. Agência Reuters (14 de novembro de 2010). «Epidemia de cólera mata mais de 900 no Haiti». O Globo 
  2. Soldados da ONU levaram cólera ao Haiti, diz relatório. BBC News, 7 de dezembro 2010.
  3. ONU não indenizará vítimas da cólera no Haiti. BBC Brasil, 21 de fevereiro, 2013.
  4. «Cólera causa 1186 mortos desde meados de Outubro no Haiti». dnotícias.pt. 19 de novembro de 2010. Consultado em 21 de novembro de 2010 
  5. «República Dominicana registra primeiro caso de cólera». BBC Brasil. 16 de novembro de 2010. Consultado em 21 de novembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre epidemias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Haiti é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.